Michael Jackson “abusou de nós centenas de vezes”, dizem alegadas vítimas

Wade Robson, de 36 anos, e James Safechuck, de 40, contaram que foram abusados sexualmente centenas de vezes por Michael Jackson, quando eram crianças.

Em declarações ao programa de Victoria Derbyshire, Wade Robson disse que o cantor abusou dele desde os 7 anos e que tentou violá-lo quando este tinha 14. Já James Safechuck alega ter sido abusado sexualmente “entre os 10 e os 14 anos”.

A família de Michael Jackson contesta as acusações, dizendo que não existe nenhuma prova de que as alegações sejam verdadeiras.

No documentário Leaving Neverland, que estreou no festival Sundance em janeiro, James e Wade fazem as mesmas acusações ao cantor. Quando questionados se os abusos tinham sido cometidos “centenas e centenas de vezes”, responderam afirmativamente.

“Todas as vezes que eu ficava com ele, todas as vezes que eu passava a noite com ele, ele abusava de mim”, contou Wade Robson. Segundo a alegada vítima, Michael Jackson acariciava-o, tocava-lhe “no corpo todo” e obrigou-o a assistir a um ato sexual. Quando tinha 14 anos, revelou, terá tentado violá-lo. “Essa foi uma das últimas experiência de abuso sexual que tivemos”, adiantou, acusando Jackson de ser manipulador.

Robson terá sido levado a acreditar que se amavam. “E é assim que nós mostramos o nosso amor”, disse o cantor. De acordo com Robson, Michael Jackson disse-lhe que, se alguém mais descobrisse o que estavam a fazer, iriam ambos para a prisão para o resto das suas vidas.

“Tudo isso foi assustador para mim”, contou. Naquela altura, Jackson era uma “figura de outro mundo, um deus”, que se tornou o seu “melhor amigo”, pelo que não conseguia conceber a ideia de ficar longe do artista.

Robson revelou que Jackson lhe terá dito que era o seu melhor amigo e a única pessoa com quem praticava aquele tipo de atos. Acreditou, por isso, que era “o escolhido”.

No mesmo programa, James Safechuck contou que os abusos começaram aos 10 anos de idade com beijos, aos quais se seguiram outros abusos e outros atos sexuais. Prolongaram-se durante anos porque, segundo o mesmo, Michael Jackson tornou-se bastante próximo da família e fez com que se isolasse das outras pessoas.

“Ao mesmo tempo que és abusado, uma parte de ti está a morrer“, disse Safechuck a Victoria Derbyshire. No entender de Wade e James, uma parte da responsabilidade dos alegados abusos é daqueles que se encontravam próximos do rei da pop, nomeadamente dos seus funcionários.

Após as acusações feitas ao cantor no documentário Leaving Neverland, a família Jackson manifestou-se, negando o que tinha sido dito. Taj Jackson, sobrinho, disse que, apesar de o comportamento do tio ser estranho, era “muito inocente”.

Em 2005, Michael Jackson foi absolvido de todos os crimes de abuso sexual de menores dos quais era acusado, num julgamento mediático que ocorreu no Tribunal do Condado de Santa Maria, na Califórnia. Mas a primeira denúncia do género tinha surgido em 1994, envolvendo Jordan Chandler.

Mais tarde, em 2013 e 2014, terão surgido outras queixas, apresentadas por Wade Robson e James Safechuck, mas foram arquivadas.

Em 2019 assinalam-se os dez anos da morte de Michael Jackson. O rei da pop entrou em paragem respiratória a 25 de junho de 2009, enquanto tentava adormecer sob o cuidado do seu médico pessoal, Conrad Murray, que tinha administrado o fármaco que motivou a morte do músico, Propofol, uma droga habitualmente usada apenas em ambiente hospitalar controlado.

Murray haveria de ser condenado a quatro anos de prisão por homicídio involuntário. Saiu em liberdade condicional ao fim de dois anos.

ZAP // BBC

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Gente, cadê o pai e mãe dessas crianças nessas ocasiões? Se issp ocorreu eles concorreram para tais ocorrências. É dever de pai e mãe ficarem com seus filhos e cuidarem deles. Cadê eles qdo isso ocorreu?

  2. Vi o documentário e estranhamente as alegadas “vítimas”, e respectivas famílias, pareciam bastante saudosas do “abusador”. Só se sentiram mal quando o MJ se afastou deles. Tem piada. Eu achava que uma pessoa abusada queria era pôr-se a milhas do abusador, vê-lo ao longe a virar a esquina e que o gajo fosse morrer longe, se não o pudesse atropelar numa rua escura. Mas estas, não. Passar a vida com o “malfeitor”, sabia-lhes a pouco…

  3. Eu acho que é tudo pelo dinheiro, acabar com a vida de uma pessoa com mentiras e calúnias. Pais de verdade não teriam aceito dinheiro para se calar, assim como eles falam, teria colocado ele na cadeia e a justiça ia mandar ou pagar o tratamento pisicologico dos meninos. Michael não queria se desgastar mais ainda e deu dinheiro, pois sabia que era só isso que queriam. Eu não acho que ele era abusador, só Deus sabe e só ele pode julgar.

    • Só Deus?
      É… e vê-se que esse Deus tem feito um bonito serviço!…
      Muitos bandidos andam por aí na boa e muitas pessoas honestas e trabalhadoras vivem num “inferno”!…
      Muito justo esse Deus…

RESPONDER

O planeta extrassolar mais próximo da Terra pode ter companhia

Uma equipa internacional de astrofísicos encontrou evidências da existência de um segundo planeta a orbitar Próxima Centauri, a estrela mais próxima do Sol. Na prática, o mundo extrassolar mais próximo de nós pode ter companhia. …

Uma estrela ajudou a perceber quando é que a Via Láctea devorou outra galáxia

Recentemente, astrónomos descobriram que uma colisão com uma galáxia satélite encheu a Via Láctea de estrelas. Agora, graças a uma única estrela, já é possível perceber quando é que isso aconteceu. A galáxia satélite Gaia-Enceladus foi, …

Homem pede "julgamento por combate" com espadas japonesas para resolver disputa legal com a ex-mulher

Para resolver uma disputa legal com a sua ex-mulher, David Ostrom sugere que seja feito um "julgamento por combate" com espadas japonesas. Há precedentes legais que o podem favorecer em tribunal. O insólito aconteceu no Iowa, …

Crimes violentos podem aumentar drasticamente nos EUA devido ao aquecimento global

O número de crimes violentos nos Estados Unidos pode aumentar drasticamente nos próximos anos devido ao aquecimento global, concluiu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade do Colorado, em Boulder. "Dependendo da rapidez …

Twitter pede desculpa por permitir anúncios direcionados a neonazis

O Twitter emitiu esta quinta-feira um pedido de desculpa público depois de a BBC denunciar que a rede social estava a permitir anúncios direcionados a neonazis, islamofóbicos e outros grupos de ódio. A emisorra britânica …

Carlos Silva alega falta de apoio do PS e anuncia saída da liderança da UGT

O secretário-geral da UGT não é candidato a um novo mandato na central sindical, alegando que o “desgaste tem sido tremendo” e que é visto como força de bloqueio. “Não quero continuar”, “já está decidido e …

A maior aeronave do mundo vai ficar ainda maior. Medirá quase 100 metros

A maior aeronave do mundo vai ficar ainda maior: o dirigível híbrido Airlander 10, que media 92 metros de comprimento, vai bater o seu próprio recorde. De acordo com a emissora britânica BBC, a aeronave passará a …

Mortes nos Comandos. Governo só indemniza famílias se for condenado

O Governo deu ordem para parar as negociações com as famílias dos recrutas que morreram durante o 127.º Curso de Comandos, que decorreu na região de Alcochete, em 2016. Segundo o Jornal de Notícias, o Governo …

Eduardo Cabrita diz que polícias compram equipamento "porque querem"

O ministro da Administração Interna afirmou que os agentes policiais que compram equipamento de proteção do seu próprio bolso fazem-no porque o querem. Numa entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, divulgada este fim-de-semana, o …

Chuva deixa Austrália entre incêndios e cheias. Número de mortos sobe para 29

A chuva trouxe algum alívio aos bombeiros e habitantes do leste da Austrália, mas também causou cheias e novos problemas. As equipas ainda combatem cerca 100 focos de incêndio na região e o número de …