Documentário sobre Michael Jackson e alegados abusos sexuais de menores vai estrear-se em Sundance

No ano quem passam dez anos da morte do cantor americano, o festival de Sundance vai revelar um novo documentário que inclui testemunhos de dois homens que dizem ter sido abusados por Jackson.

O título é “Leaving Neverland” e trata-se de um documentário dividido em duas partes, cuja estreia está agendada para 25 de janeiro no festival de cinema de Sundance, que começa em Park City, no estado americano do Utah, um dia antes, a 24 de janeiro.

As primeiras notícias sobre o filme, segundo o The Guardian, revelam que o realizador Dan Reed acompanhou o dia a dia de dois homens, na casa dos 30 anos, que dizem ter sido sexualmente abusados nos anos 90 por Michael Jackson, quando tinham entre sete e dez anos.

Dan Reed é o autor de documentários como “The Paedophile Hunter” (sobre o método de Stinson Hunter para desmascarar pedófilos), e “Three Days of Terror” (sobre os ataques ao jornal Charlie Hebdo. Em “Leaving Neverland” apresenta declarações e imagens de arquivo, mas para já não revela as identidades dos alegados abusados.

Em 2005, Michael Jackson foi absolvido em tribunal das queixas de abuso sexual de menores de que foi alvo, depois de um julgamento mediático. O caso debruçava-se sobre a denúncia de Gavin Arvizo, que dizia ter sido abusado depois de Jackson lhe ter administrado “um agente intoxicante”.

Quase uma década antes, já o músico tinha sido alvo de uma outra polémica, depois de em 1994 ter chegado a um acordo extra-judicial com a família de Jordan Chandler, uma criança de 13 anos que afirmava ter sido molestada sexualmente.

Entre 2013 e 2014, outras duas queixas foram apresentadas, por Wade Robson e James Safechuck, mas os casos acabaram por ser arquivados. Os representantes de Michael Jackson já comentaram a notícia da estreia do documentário “Leaving Neverland”, numa nota enviada ao site americano Pitchfork:

“Esta é mais uma tentativa patética de explorar Michael Jackson e de faturar à conta dele. Robson e Safechuck testemunharam, sob juramento, que Michael nunca lhes fez nada de inapropriado. Safechuck e Robson apresentaram queixas em tribunal reclamando milhões de dólares. Essas queixas acabaram por não dar em nada. Este documentário é um reaproveitar de alegações datadas e desacreditadas. É incompreensível que um realizador credível esteja envolvido neste projeto”.

Em 2019 assinalam-se os dez anos da morte de Michael Jackson. O rei da pop entrou em paragem respiratória a 25 de junho de 2009, enquanto tentava adormecer sob o cuidado do seu médico pessoal, Conrad Murray, que tinha administrado o fármaco que motivou a morte do músico, Propofol, uma droga habitualmente usada apenas em ambiente hospitalar controlado.

Murray haveria de ser condenado a quatro anos de prisão por homicídio involuntário. Saiu em liberdade condicional ao fim de dois anos.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Estudo mostra que o canguru gigante tinha uma parecença com os pandas

O já extinto canguru gigante tinha uma característica muito semelhante com o panda-gigante dos dias modernos: grandes mandíbulas que lhe permitiam comer alimentos que outros animais não conseguiam. Há mais de 40 mil anos, o sudoeste …

Assunção Cristas contra o "ditador" verde e André Silva contra a "despesista" demagoga

O debate deste sábado, transmitido pela RTP3, sentou frente-a-frente os líderes do CDS e do PAN. Assunção Cristas contou quantas vezes o programa do adversário usa a palavra "proibir" e André Silva acusou os centristas …

Poluição no rio Lis arrasta-se há mais de 20 anos

A poluição na bacia hidrográfica do rio Lis arrasta-se há mais de duas décadas, com o contributo das descargas ilegais das suiniculturas, mas a construção da estação de tratamento de efluentes suinícolas tem sido adiada …

No Quénia, há meninas a faltar às aulas por não terem acesso a tampões

No Quénia, há adolescentes que não têm dinheiro para comprar pensos higiénicos ou tampões. Por isso, faltam às aulas. O Expresso conta a história de uma menina queniana, de 14 anos, que não aguentou ser humilhada …

As sestas podem ser boas amigas do coração

Fazer uma sesta uma ou duas vezes por semana pode reduzir o risco de ataque cardíaco ou AVC. No entanto, se fizer mais sestas do que o recomendado, os benefícios desaparecem. Uma equipa de cientistas decidiu …

Qual o tamanho mínimo para que um planeta possa ser habitável? Cientistas responderam

Uma equipa de cientistas de Harvard revelou o tamanho crítico abaixo do qual um planeta nunca pode ser habitável, mesmo que esteja numa área com uma distância à sua estrela que permita a existência de …

Criatura com "cabeça de canivete suíço" deu origem aos escorpiões e às aranhas

Encontrada no Canadá, esta nova espécie de fóssil provou ser o quelicerado mais antigo, situando a origem dos escorpiões e das aranhas há 500 milhões de anos. Com o tamanho de um dedo polegar, olhos em …

Benfica 2-0 Gil Vicente | "Águia" q.b. bate minhotos aguerridos

O Benfica cumpriu frente ao Gil Vicente, no Estádio da Luz, e venceu por 2-0, com um golo a fechar a primeira parte e outro a abrir a segunda. A formação “encarnada” sentiu muitas dificuldades para …

Há cidades que, em 2050, vão ser quentes demais para se visitar

Em 2050, há cidades que vão ser vítimas do flagelo das alterações climáticas. As altas temperaturas vão impedir que os turistas explorem cada recanto destas metrópoles. Os efeitos das alterações climáticas são cada vez mais visíveis.. …

As legislativas não se ganham nas sondagens, alerta Costa

Após ter sido divulgada mais uma sondagem este sábado, António Costa afirmou que as eleições não se ganham nas sondagens e apelou para a mobilização de modo a garantir a vitória. O secretário-geral do PS, António …