Só com máscara, marcação e sem bijuterias. O regresso ao cabeleireiro na nova normalidade

O setor dos cabeleireiros deverá reabrir gradualmente ao público a partir do dia 2 de maio, quando a segunda prorrogação do estado de emergência decretada pelo Presidente da República tiver terminado – mas há regras.

O acesso a estes espaços dependerá sempre de uma marcação prévia e da imposição de um número limitado de pessoas dentro dos estabelecimentos, adiantou, em comunicado enviado à agência Lusa, a presidente da Associação Portuguesa de Barbearias, Cabeleireiros e Institutos de Beleza, Cristina Bento.

Agora, a mesma responsável adianta ao Expresso mais algumas regras que serão necessárias: além da marcação, os clientes devem dirigir-se a estes estabelecimentos com máscara – ou viseira – sem anéis, colares, brincos, pulseiras.

“As pessoas têm de perceber que só podem levar o que é essencial porque tudo o que entra num salão pode estar contaminado e aumenta os riscos”, disse Cristina Bento.

Será ainda obrigatório lavar e desinfetar as mãos à entrada e os clientes devem evitar levar sacos extra ou desnecessários para o estabelecimento. À semelhança do que vem sendo aplicado, os cumprimentos também serão abolidos.

“Temos de nos habituar a seguir as recomendações com naturalidade. Se virmos alguém desinfetar a cadeira onde estivemos sentados, temos de perceber que é para o bem de todos nós. Se o serviço estiver atrasado e for preciso esperar um pouco à porta, como no supermercado ou na farmácia, também”, explicou a mesma responsável.

O semanário Expresso escreve ainda que também passará a ser “natural ver o cabeleireiro de luvas, máscara ou viseira, sempre de mangas compridas, aceitar que ele tire a temperatura corporal ao cliente antes de o deixar entrar, ter cada trabalhador a preencher uma tabela de registo de sintomas”.

O decreto presidencial que prolonga até 2 de maio o estado de emergência iniciado em 19 de março prevê a possibilidade de uma “abertura gradual, faseada ou alternada de serviços, empresas ou estabelecimentos comerciais”.

Na quinta-feira, o primeiro-ministro apontou para maio a possibilidade de as creches reabrirem e de os serviços da administração pública retomarem o atendimento presencial aos cidadãos, e garantiu abundância de materiais de proteção individual no mercado.

ZAP //

PARTILHAR

17 COMENTÁRIOS

  1. Como é que se corta o cabelo ao cliente com uma viseira ou máscara colocada?
    E como fazer a barba com a máscara na face?

    E de que adianta tirar a temperatura ao cliente, à entrada?
    Se ele pode estar contaminado e não ter quaisquer sintomas, o que adianta?

  2. Compreendo que esclareçam acerca dos cabeleireiros, mas associado a estes serviços estão sempre os de estética. Quais os procedimentos em relação a esta área? E os Spas, como vai ser? Já estipularam também regras ? Como saber?

    • Cara Ana

      Agradecemos desde já a sua questão.
      Informamos que durantes os próximos tempos a humanidade terá de voltar ao tempo das cavernas sem grandes doses de embelezamento exterior. Hoje, como sempre, é fundamental apostar na beleza interna.

      Disponha
      Um transeunte

  3. Só não compreendo a razão porque não se aplicaram os mesmos requisitos para quem vai às compras nas grandes superfícies, nomeadamente o uso de anéis e pulseiras

    • Regras muito bonitas. Lavar uma cabeça com tinta e viseira, fazer um brushing ou um corte, com viseira, sendo que o elástico apanha parte da cabeça da cliente. Para não falar em tirar um buço ou arranjar umas sobrancelhas… Agora tenho uma dúvida: se precisar de um táxi, qual a distância entre o condutor e o/os passageiros? O carro é desinfectado entre clientes? Tira a temperatura ao cliente, antes de entrar no veículo e faz um registo? Obriga as senhoras a tirar os enfeites? E se o cliente for às compras e precisar de um táxi para voltar para casa? Deixa os sacos no lado de fora do carro? Ainda bem que eles não terão de trabalhar com um secador em pleno Verão e mangas compridas…

  4. Arranjar o cabelo da cliente tendo a mesma viseira colocada, obriga-nos a fazer um curso de Nijnja, o Estado também subsidia? Uma vez que na comunicação Social é tão generoso…..

    • Regras muito bonitas. Lavar uma cabeça com tinta e viseira, fazer um brushing ou um corte, com viseira, sendo que o elástico apanha parte da cabeça da cliente. Para não falar em tirar um buço ou arranjar umas sobrancelhas… Agora tenho uma dúvida: se precisar de um táxi, qual a distância entre o condutor e o/os passageiros? O carro é desinfectado entre clientes? Tira a temperatura ao cliente, antes de entrar no veículo e faz um registo? Obriga as senhoras a tirar os enfeites? E se o cliente for às compras e precisar de um táxi para voltar para casa? Deixa os sacos no lado de fora do carro? Ainda bem que eles não terão de trabalhar com um secador em pleno Verão e mangas compridas…

  5. Eu não compreendo como se fala em abrir no dia 2de Maio se as normas ainda não foram decretadas e publicadas em diário da República, Pura especulação.

PS aproxima-se do PCP, muda de ideias e propõe pagamento de 100% do salário em todos os regimes de lay-off

O PS alterou, esta segunda-feira, uma das suas propostas para o Orçamento do Estado para 2021, numa aproximação ao PCP e às centrais sindicais. Os socialistas querem que no próximo ano sejam garantidos os salários a …

Parlamento Europeu aprova 37,5 milhões para Portugal enfrentar pandemia

O Parlamento Europeu (PE) aprovou esta terça-feira, em sessão plenária, um pacote de 37,5 milhões de euros, mobilizados através do Fundo de Solidariedade Europeu (FSUE), para Portugal “fazer face à emergência sanitária de covid-19”. Os fundos …

Prémio para profissionais do SNS exclui quem está agora na covid-19

O prémio para profissionais do SNS exclui quem está agora na covid-19, visando apenas aqueles que exerceram atos diretamente relacionados com a doença no primeiro estado de emergência. A atribuição de prémios de desempenho aos profissionais …

Eleições presidenciais vão ser a 24 de janeiro

Marcelo Rebelo de Sousa marcou esta terça-feira as eleições presidenciais para 24 de janeiro de 2021. O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, marcou a data das eleições presidenciais: vão realizar-se no dia 24 de …

Tubarão pré-histórico escondia os maiores dentes já alguma vez encontrados na espécie

Os primeiros tubarões viveram há cerca de 400 milhões de anos, mas tinham uma caraterística muito especial: é que eles não baixavam apenas as suas mandíbulas, mas também as giravam para fora ao abrirem a …

Governo vai contratar 2.100 profissionais de saúde por semestre

O Governo está obrigado a contratar 2.100 profissionais de saúde para o Serviço Nacional de Saúde por semestre em 2021 para chegar a 4.200 no final do ano. A calendarização para o Governo proceder à contratação …

Biden escolhe primeira mulher para Secretária do Tesouro. Casa Branca quer iniciar transição de poder

A antiga dirigente da Reserva Federal (Fed) Janet Yellen foi a escolhida pelo Presidente eleito dos Estados Unidos, o democrata Joe Biden, para Secretária do Tesouro, e vai ser a primeira mulher a desempenhar este …

Recolher obrigatório, proibição de circular e uso de máscara. O que muda a partir de hoje

Portugal entrou às 0h desta terça-feira num novo estado de emergência devido à pandemia de covid-19, passando os 278 municípios do continente a estar divididos em quatro grupos, consoante os níveis de risco de transmissão. O …

Eczema, obesidade ou hiperatividade. Crianças que tomam antibióticos muito cedo têm um maior risco de desenvolver doenças crónicas

Crianças com menos de dois anos que tomam antibióticos enfrentam um maior risco de desenvolver doenças crónicas, como é o caso da obesidade, eczema, ou hiperatividade, concluiu um novo estudo levado a cabo nos Estados …

Descoberta "galáxia fóssil" que estava enterrada nas profundezas da Via Láctea

Um grupo de astrónomos, que trabalha com dados de evolução galáctica do Observatório Apache Point do Sloan Digital Sky Surveys (APOGEE), descobriu uma "galáxia fóssil" escondida nas profundezas da Via Láctea. Esta descoberta, que foi publicada …