Só com máscara, marcação e sem bijuterias. O regresso ao cabeleireiro na nova normalidade

O setor dos cabeleireiros deverá reabrir gradualmente ao público a partir do dia 2 de maio, quando a segunda prorrogação do estado de emergência decretada pelo Presidente da República tiver terminado – mas há regras.

O acesso a estes espaços dependerá sempre de uma marcação prévia e da imposição de um número limitado de pessoas dentro dos estabelecimentos, adiantou, em comunicado enviado à agência Lusa, a presidente da Associação Portuguesa de Barbearias, Cabeleireiros e Institutos de Beleza, Cristina Bento.

Agora, a mesma responsável adianta ao Expresso mais algumas regras que serão necessárias: além da marcação, os clientes devem dirigir-se a estes estabelecimentos com máscara – ou viseira – sem anéis, colares, brincos, pulseiras.

“As pessoas têm de perceber que só podem levar o que é essencial porque tudo o que entra num salão pode estar contaminado e aumenta os riscos”, disse Cristina Bento.

Será ainda obrigatório lavar e desinfetar as mãos à entrada e os clientes devem evitar levar sacos extra ou desnecessários para o estabelecimento. À semelhança do que vem sendo aplicado, os cumprimentos também serão abolidos.

“Temos de nos habituar a seguir as recomendações com naturalidade. Se virmos alguém desinfetar a cadeira onde estivemos sentados, temos de perceber que é para o bem de todos nós. Se o serviço estiver atrasado e for preciso esperar um pouco à porta, como no supermercado ou na farmácia, também”, explicou a mesma responsável.

O semanário Expresso escreve ainda que também passará a ser “natural ver o cabeleireiro de luvas, máscara ou viseira, sempre de mangas compridas, aceitar que ele tire a temperatura corporal ao cliente antes de o deixar entrar, ter cada trabalhador a preencher uma tabela de registo de sintomas”.

O decreto presidencial que prolonga até 2 de maio o estado de emergência iniciado em 19 de março prevê a possibilidade de uma “abertura gradual, faseada ou alternada de serviços, empresas ou estabelecimentos comerciais”.

Na quinta-feira, o primeiro-ministro apontou para maio a possibilidade de as creches reabrirem e de os serviços da administração pública retomarem o atendimento presencial aos cidadãos, e garantiu abundância de materiais de proteção individual no mercado.

ZAP //

PARTILHAR

17 COMENTÁRIOS

  1. Como é que se corta o cabelo ao cliente com uma viseira ou máscara colocada?
    E como fazer a barba com a máscara na face?

    E de que adianta tirar a temperatura ao cliente, à entrada?
    Se ele pode estar contaminado e não ter quaisquer sintomas, o que adianta?

  2. Compreendo que esclareçam acerca dos cabeleireiros, mas associado a estes serviços estão sempre os de estética. Quais os procedimentos em relação a esta área? E os Spas, como vai ser? Já estipularam também regras ? Como saber?

    • Cara Ana

      Agradecemos desde já a sua questão.
      Informamos que durantes os próximos tempos a humanidade terá de voltar ao tempo das cavernas sem grandes doses de embelezamento exterior. Hoje, como sempre, é fundamental apostar na beleza interna.

      Disponha
      Um transeunte

  3. Só não compreendo a razão porque não se aplicaram os mesmos requisitos para quem vai às compras nas grandes superfícies, nomeadamente o uso de anéis e pulseiras

    • Regras muito bonitas. Lavar uma cabeça com tinta e viseira, fazer um brushing ou um corte, com viseira, sendo que o elástico apanha parte da cabeça da cliente. Para não falar em tirar um buço ou arranjar umas sobrancelhas… Agora tenho uma dúvida: se precisar de um táxi, qual a distância entre o condutor e o/os passageiros? O carro é desinfectado entre clientes? Tira a temperatura ao cliente, antes de entrar no veículo e faz um registo? Obriga as senhoras a tirar os enfeites? E se o cliente for às compras e precisar de um táxi para voltar para casa? Deixa os sacos no lado de fora do carro? Ainda bem que eles não terão de trabalhar com um secador em pleno Verão e mangas compridas…

  4. Arranjar o cabelo da cliente tendo a mesma viseira colocada, obriga-nos a fazer um curso de Nijnja, o Estado também subsidia? Uma vez que na comunicação Social é tão generoso…..

    • Regras muito bonitas. Lavar uma cabeça com tinta e viseira, fazer um brushing ou um corte, com viseira, sendo que o elástico apanha parte da cabeça da cliente. Para não falar em tirar um buço ou arranjar umas sobrancelhas… Agora tenho uma dúvida: se precisar de um táxi, qual a distância entre o condutor e o/os passageiros? O carro é desinfectado entre clientes? Tira a temperatura ao cliente, antes de entrar no veículo e faz um registo? Obriga as senhoras a tirar os enfeites? E se o cliente for às compras e precisar de um táxi para voltar para casa? Deixa os sacos no lado de fora do carro? Ainda bem que eles não terão de trabalhar com um secador em pleno Verão e mangas compridas…

  5. Eu não compreendo como se fala em abrir no dia 2de Maio se as normas ainda não foram decretadas e publicadas em diário da República, Pura especulação.

RESPONDER

Dois astronautas (e um dinossauro de peluche) chegaram à EEI à boleia da SpaceX

Para além dos astronautas Doug Hurley e Bob Behnken, seguia a bordo da Crew Dragon um dinossauro de peluche com lantejoulas. E há uma explicação para isso. Este sábado, o foguetão Falcon 9, da SpaceX, fez …

Pescadores já podem capturar sardinha, mas recuo no consumo é uma preocupação

Os pescadores voltam a poder capturar sardinha, a partir desta segunda-feira, e até 31 de julho, com limites diários e semanais, segundo um despacho publicado em Diário da República. De acordo com o diploma, assinado pelo …

Madeirense contesta quarentena obrigatória em Tribunal (e há uma sentença que lhe dá razão)

Uma cidadã madeirense que chegou no domingo à Madeira e recusa cumprir quarentena num hotel entregou um pedido de ‘habeas corpus’ no Juízo de Instrução Criminal do Tribunal do Funchal. A acompanhar o pedido está …

Idade é o maior factor de risco para se ser internado ou morrer de covid-19

As pessoas com idades entre os 70 e os 79 anos infetadas pelo novo coronavírus têm uma probabilidade de ser internadas em cuidados intensivos 10,4 vezes superior à de uma pessoa até aos 50 anos. Os …

Turismo de Portugal tem 10 milhões para apoiar campanhas de empresas que promovam o país

O Turismo de Portugal tem dez milhões de euros, que vão servir para financiar iniciativas “de valorização, inovação e promoção do destino Portugal” até 2025. A dotação de dez milhões de euros, aprovada por despacho de …

"Perdi quase tudo no casino." Daniel Kenedy explica adeus ao futebol com o vício

O ex-futebolista Daniel Kenedy, que passou por clubes como Benfica, FC Porto, Marítimo e Sporting de Braga, revela que perdeu "quase tudo" no casino por causa do vício do jogo, apontando este problema como uma …

Bolsonaro apela a "intervenção militar" e deixa ameaça de golpe de Estado

Jair Bolsonaro e o seu filho Eduardo atacam a separação de poderes em reação às investigações da Justiça. O Presidente brasileiro aludiu a uma "intervenção militar pontual". A cena política no Brasil está cada vez mais …

Uso de máscara obrigatório durante os exames nacionais, que podem durar mais de duas horas

Os alunos do ensino secundário que este ano realizem exames nacionais terão de estar durante toda a prova com a máscara de proteção pessoal. O uso de máscara, que se tornou obrigatório no regresso às …

"Estamos fartos, já chega". O mundo do desporto não é só bola e pede justiça por George Floyd

Jadon Sancho, Michael Jordan e Lewis Hamilton foram algumas das personalidades do mundo do desporto que pediram justiça pela morte do afro-americano George Floyd. Nos Estados Unidos, as manifestações continuam a encher as ruas após a …

Crise na ADSE. Governo vai intervir (e promete "respostas rápidas")

A ministra da Modernização do Estado, Alexandra Leitão, participou numa reunião do Conselho Geral e de Supervisão (CGS) da ADSE e ouviu várias críticas à direção. A governante prometeu intervir com "respostas rápidas". O semanário Expresso …