Manuel Pizarro e Correia Fernandes devolvem pelouros na Câmara do Porto

PS Porto/ wikimedia

Manuel Pizarro

Manuel Pizarro

Os socialistas Manuel Pizarro e Manuel Correia Fernandes devolveram, esta segunda-feira, ao independente Rui Moreira os pelouros que detinham na Câmara do Porto – Habitação e Ação Social e Urbanismo, respetivamente, anunciou o PS.

Em comunicado, o PS, que no sábado anunciou que Manuel Pizarro vai ser o candidato socialista à Câmara do Porto, justifica a entrega dos pelouros com a “decisão tomada pelo presidente da Câmara do Porto, que rejeitou o apoio do PS para o próximo ciclo autárquico”.

O executivo da Câmara do Porto é composto por 13 elementos: seis da lista independente de Rui Moreira, três eleitos pelo PSD (um deles tem o pelouro da Economia), três do PS (dois detinham pelouros desde o início do mandato na sequência de um acordo pós-eleitoral com Moreira) e um da CDU.

“Em face da decisão de Rui Moreira, e da natural decisão do PS de apresentar uma candidatura própria às próximas eleições autárquicas, os vereadores socialistas consideram que, por imperativo ético, não devem manter os pelouros que lhe foram atribuídos”, esclarece o PS, em comunicado hoje divulgado.

Acrescentam os socialistas que “no entanto, Manuel Pizarro, Manuel Correia Fernandes e Carla Miranda (vereadora socialista sem pelouro) reafirmam o seu pleno compromisso com a cidade. Assim, exercerão, até ao fim do mandato, o cargo para o qual foram eleitos, sempre com a mesma postura construtiva que até agora revelaram”.

O PS destaca que “ao longo destes quase quatro anos, os vereadores socialistas trabalharam com enorme dedicação e empenho, executando sempre o programa acordado entre as duas candidaturas e defendendo, ininterruptamente, os interesses da cidade e dos portuenses”.

Rui Moreira fica com pelouro da Habitação

O presidente da Câmara do Porto já anunciou a decisão de assumir o pelouro da Habitação e Ação Social e atribuir o do Urbanismo a Rui Loza, eleito independente que até agora não tinha pelouro, disse à Lusa o adjunto do autarca.

O presidente da Câmara do Porto passa, assim, a deter os pelouros da Habitação e Ação Social, da Cultura, da Proteção Civil e do Desporto e Lazer, ao passo que o representante da autarquia na Porto Vivo – Sociedade de Reabilitação Urbana, fica a tutelar o Urbanismo.

Apesar das mudanças, Rui Moreira “mantém a maioria absoluta no executivo”, com sete de 13 membros eleitos para a autarquia a terem pelouro atribuído, assinala o gabinete de comunicação da Câmara do Porto, em comunicado.

Atualmente, têm pelouro atribuído os seis elementos da lista independente de Rui Moreira e Ricardo Valente, eleito pelo PSD.

Rui Loza, que agora assume o pelouro do Urbanismo, integra o executivo desde julho de 2016, altura em que Manuel Sampaio Pimentel (CDS/PP), número dois da lista de Moreira nas autárquicas de 2013, pediu a suspensão do mandato.

Autarca descartou o apoio do PS

A decisão do PS de avançar com um candidato próprio à Câmara do Porto surgiu um dia depois do movimento independente de Rui Moreira – Porto, O Nosso Partido – ter anunciado que prescindia do apoio dos socialistas à recandidatura do autarca.

A Comissão Política do movimento independente anunciou na passada sexta-feira que, “nas condições atuais, não aceita o apoio do PS” à recandidatura do autarca, recusando “condicionalismos, porque isso coloca em causa a independência da candidatura”.

Fonte da comissão política do movimento explicou que a decisão surgia na sequência de declarações da secretária-geral adjunta do PS, Ana Catarina Mendes, que na quarta-feira afirmou, em entrevista ao Observador, que uma vitória de Rui Moreira seria “uma vitória do PS”.

Em entrevista à SIC, Rui Moreira afirmou na sexta-feira à noite que pretendia contar com o socialista Manuel Pizarro na sua lista de recandidatura, mas nunca numa segunda posição.

Apesar de não fechar em definitivo a porta a uma manutenção do apoio do PS, o autarca criticou os socialistas por, pela voz da sua secretária-geral-adjunta, ter tentado “fazer crer que há uma coligação informal” entre o PS e o movimento independente que o apoia.

Questionado sobre se pretendia incluir na sua lista Manuel Pizarro, Rui Moreira disse esperar contar com ele “pela competência, pelo seu desempenho, não por ser dirigente ou militante socialista”.

Rui Moreira foi eleito presidente da Câmara do Porto em 2013, alcançando lugar para seis elementos da lista independente com que se apresentou na corrida eleitoral, com o apoio do CDS.

O autarca fez um acordo pós-eleitoral com o PS com vista a garantir a governabilidade da cidade, atribuindo pelouros a dois dos três vereadores socialistas: Manuel Pizarro, líder da Federação Distrital do PS, teve a cargo o pelouro da Habitação e Ação Social e Manuel Correia Fernandes o do Urbanismo. Sem pelouro ficou a vereadora socialista Carla Miranda.

Em julho de 2016, Moreira delegou o pelouro da Economia em Ricardo Valente, um independente eleito pela lista do PSD.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Pizarro foi leal. E foi tramado pela Ana Catarina.
    Agora vai ter de fazer o frete de perder frente ao seu amigo Rui Moreira, com a agravante de não poder integrar nenhum pelouro portuense.
    Resta-lhe esperar 4 anos, para avançar quando Rui Moreira tiver terminado (como prometeu).

    Fica uma dúvida no ar… será que foi A. Costa que encomendou a tarefa a Ana Catarina, para somar mais uma Câmara ao seu resultado ?

  2. Concordo e acho que a Ana Catarina foi apenas incompetente!!
    Não tivesse aberto a boca sem pensar e tudo isto se teria evitado!

RESPONDER

Cientistas identificaram organismo que prospera ao comer meteoritos

O micróbio Metallosphaera sedula tem uma propensão para comer minerais. E não estamos a falar de granito ou giz, mas de rochas muito mais especiais como meteoritos. Segundo o Science Alert, uma equipa internacional de cientistas …

Médicos estrangeiros em Portugal atingem o valor mais alto da última década

O número de médicos estrangeiros registados em Portugal atingiu, em 2019, o valor mais elevado da última década, situando-se em 4192, mais 9,1% face a 2009, revelam dados da Ordem dos Médicos (OM). A maioria dos …

O único carro-avião do mundo vai ser vendido em leilão

O Taylor Aerocar, aquele que é o único carro-avião legalizado em todo o mundo, vai a leilão no início do próximo ano. Este modelo da marca data do ano de 1954. Se é um apaixonado por …

Marcha pelo Clima. Polícia espanhola deteve duas pessoas com facas e martelos

A Polícia Nacional de Espanha deteve, na sexta-feira, duas pessoas que pretendiam perturbar a manifestação pelo clima em Madrid, tendo apreendido vários materiais, como facas e martelos. Um homem e uma mulher foram detidos e enviados …

Reflexão, ritual ou mundo idealizado. Um Natal sem filmes, não é Natal

Se é daquelas pessoas que passa a noite da Natal com uma chávena na mão, meias nos pés e um filme na televisão, saiba que não está sozinho. Nesta altura do ano, os filmes tornam-se …

Musk ilibado depois de ter chamado "pedófilo" a mergulhador no resgate da gruta da Tailândia

O magnata fundador da Tesla, Elon Musk, foi absolvido na sexta-feira no processo por difamação movido pelo espeleólogo britânico Vernon Unsworth, que alegava ter sido chamado de pedófilo. Após cerca de uma hora de deliberações, o …

Luzes nas redes de pesca? Os golfinhos e as tartarugas agradecem

A implementação de luzes nas redes de pesca reduz a probabilidade de tartarugas marinhas e de golfinhos serem apanhados por acidente. Luzes LED nas redes de pesca eliminariam a "captura acidental" de tartarugas marinhas em mais …

Presidente da República passa o fim de ano na ilha do Corvo

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai passar a noite de 31 de dezembro para 1 de janeiro na ilha do Corvo, nos Açores, de onde será transmitida a sua mensagem de Ano …

O calor extremo está a fazer com que os bebés nasçam mais cedo

Investigadores descobriram que o calor extremo faz com que os bebés nasçam mais cedo. Tal como quase tudo neste mundo, as coisas só vão piorar com as alterações climáticas. Segundo o Science Alert, os dois investigadores …

Empresa está a contratar uma pessoa que será paga para usar pijamas e dormir

Um start-up de colchões da Índia, que se descreve como uma "empresa de soluções para dormir" está a contratar alguém que será pago apenas para fazer isso mesmo. O objetivo é testar os seus produtos de …