Livro de Sócrates afinal não é de Sócrates

José Sena Goulão / Wikimedia

Ex-primeiro-ministro e ex-líder do PS, José Sócrates

Ex-primeiro-ministro e ex-líder do PS, José Sócrates

O livro “A Confiança no Mundo – Sobre a Tortura em Democracia” foi publicado em outubro de 2013 sob a assinatura de José Sócrates, mas os investigadores da Operação Marquês acreditam, com base em escutas telefónicas, que foi um professor catedrático a escrever a obra.

A informação é noticiada pelo semanário Sol, que escreve que as escutas telefónicas levaram os investigadores do Ministério Público a concluir que terá sido um professor universitário português da mesma geração de Sócrates a escrever a obra que o ex-PM apresentou como trabalho académico.

Na altura do lançamento do livro, em 2013, o ex-primeiro-ministro descrevia que o texto correspondia ao trabalho académico que realizara para o Instituto de Estudos Políticos (Sciences Po) de Paris, depois de ter abandonado o Governo em 2011.

Em entrevista ao semanário Expresso, na ocasião, chegou mesmo a afirmar que tinha escrito o livro em francês e que depois o teria traduzido para português.

Citando uma fonte próxima do processo, o semanário descreve que o livro terá sido, na verdade, escrito por um professor catedrático da mesma geração de José Sócrates que terá abdicado dos seus direitos intelectuais, e que teria a missão de escrever uma nova obra, também sob a suposta autoria do antigo primeiro-ministro, cujo título seria “Carisma”, o que acabou por não se concretizar por causa da prisão preventiva de Sócrates, em novembro.

Com prefácio de Lula da Silva e posfácio de Eduardo Lourenço, o livro foi lançado em outubro de 2013 pela editora Verbo.

ZAP

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

  1. “A Confiança no Mundo – Sobre a Tortura em Democracia” O cúmulo da ironia. Rascunhado em francês e depois traduzido para português (entrevista do próprio ao Expreso), esgotado à 1ª – compras por atacado – e 44 feito, não daquela “honestidade intelectual” mas pela outra que ora se afima mais integrante fundamental do estado de direito democrático… Se não houvesse transcriçoes e fugas estariam os povos à distancia dos silêncios de gabinete…
    Acresece: Como reagirá a Sorbone ao PhD atribuído? Em tese o direito intelectual é inalienável

    • Viés, tu com o teu estilo surrealístico-pedante não sabes que o homem não fez PhD nenhum na Sorbonne, mas sim um reles mestrado?

      • O tempo tem curvatura, aqui tem cronologia – Se desatempadamente (como diria o outro) meta mais um tuberculo e torne-se plural de alcunha

  2. Num trabalho de curso (não numa tese), um plágio dá direito a que o aluno seja convidado a abandonar o doutoramento…
    Oh xôr dr. (c/ ou s/ agregação), deveria ser irradiado de qualquer meio académico ou convidado a abdicar e restar-lhe percepcionar o silêncio dos seus discentes.

  3. Fico indignado com o que se passa . Porque vejo coisas imagináveis . Entendo a situação porque conheço esses casos vou relatar a pintura em cada leilão de Arte tem Picassos, ou Mirós para venda , e outros artistas bem cotados , enfim se eles tivessem tempo para pintar tanto quadro nem dormiam a vida toda . O que este senhor estava a vêr se passava , lá com uns livros , contratou esse Professor alegadamente catedrático e foi para o prelo . Podia ter passado enfim … Se tem prefácio de Lula , o Lula não é doutor nem Engenheiro , bem se vem a Portugal faz num fim de semana curso, provas , tudo , como já alguns o fizeram em universidades portuguesas All in One . E marcha Samba com diploma na mão . Abraços e boa disposição !

  4. Calma meu caro Viés, a Sorbonne não atribuiu nenhum doutoramento a Sócrates. O que ele lá foi fazer foi um mestrado ou algo a isso equivalente.
    No caso de haver uma tese (de mestrado ou de doutoramento) e se se comprovar que houve plágio (ou que o autor não é o candidato ao grau) o grau académico é-lhe retirado.

    • Supondo que o pormaior respondia ao penúltimo comentário, o detalhe perdeu-se no rascunhado! (… em francês e depois traduzido…)” !
      Rascunhos, línguas e graus à parte, além da transparência do espelho dágua, não havia espuma, quase à tona “honestidade intelectual” mais fundo “integrante fundamental do estado de direito democrático” e mesmo ao lado “…transcriçoes e fugas estariam os povos à distancia dos silêncios de gabinete”.
      Caro: Se tem acesso a arraiolos não perca tempo com alcatifas

  5. exijo que se averigue a veracidade do nome do ex- PM!

    Não vá o diabo tecê-las e até o pp nome ter falsificado,
    Não se dará o caso de o seu verdadeiro ser algo parecido com:

    YUSSEF HUGO FIDEL DE MUHAMAR KADAHAFI & CHAVEZ CASTRO….????

  6. A ser verdadeira esta noticia, estamos perante mais uma inadmissível faceta na personalidade deste fulano e vem comprovar a classificação de Pinóquio que lhe era atribuída enquanto primeiro ministro. Só isto envergonha, para além dos lamentáveis casos anteriores à sua volta, todos os portugueses e principalmente todos os socialistas, sendo que alguns destes ainda acreditam na sua honestidade. Acabemos, pois, com as peregrinações a Évora, pois ele não merece outra, após todo o mal que fez aos portugueses.

    • Transcrições ipsis verbis!?! Não conheço ‘GPS’ ao telefone tipo “olha qdo vires a tasca do quim vira à direita e é a 3º vivenda em frente. Oh Pá, podes estacionar na garagem para não te verem… Olha arranja-me daquilo… e deixa uma parte à florentina. Olha, prontos, eu estou na varanda à tua espera”. Até pode tratar-se de aconselhamento matrimonial! se a coisa for ‘pizangambom’
      JOÃO CRAVINHO tentou em 2007… Palavras dele: “corrupção em Portugal é uma questão tumular, dos cemitérios” ou “… instituições democráticas estejam como os três macaquinhos, cegas, surdas e mudas?” O projecto anti-corrupção não passou.
      Afinal não é só a independência das magistraturas é tb o poder legislativo no estado de direito democrático – Assembleia da República. Cravinho ainda incomoda memórias curtas

  7. A certeza que temos é que não foi ele a escrever o Livro.
    Como diz o Ricardo A. Pereira, ele (Sócrates) comprou o Livro para saber o que lá estava escrito. Isto não é censurável.

Responder a Viés Cancelar resposta

Surto de anthrax pode ter matado mais de 100 elefantes no Botswana

Um surto de anthrax pode estar na origem da morte de mais de 100 elefantes no Botswana ao longo dos dois últimos meses. Fontes do Governo do Botswana adiantaram, citadas pela Reuters, que "as investigações preliminares …

Nove migrantes encontrados vivos em novo camião no Reino Unido

A polícia britânica encontrou um segundo camião onde viajavam nove migrantes, todos eles vivos. Ainda hoje foi encontrado um camião com 39 pessoas mortas. Horas depois de ter sido encontrado um camião com 39 pessoas mortas, …

Brexit. Primeiro-ministro da Irlanda apoia adiamento até 31 de janeiro

O primeiro-ministro da Irlanda, Leo Varadkar, defendeu esta quarta-feira uma prorrogação da data do 'Brexit' até 31 de janeiro, num telefonema com o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, que já recomendou aos 27 que …

Matosinhos é a primeira cidade 5G em Portugal

A NOS cobriu totalmente Matosinhos com 5G, em parceria com a Huawei, tornando-a na primeira cidade de quinta geração móvel em Portugal, anunciou, esta quarta-feira, a operadora de telecomunicações. De acordo com a operadora, "a rede …

O Super Mundial de Clubes vem aí e o Barcelona pode ficar de fora

O Barcelona poderá ficar fora da próxima grande competição da FIFA: o Super Mundial de Clubes. Para inverter esta situação, os catalães terão de ganhar uma das próximas duas edições da Champions. O Conselho da FIFA …

Falência da Thomas Cook leva ao encerramento de empresas no Algarve

De acordo com a TSF, há empresas que não vão conseguir resistir ao colapso do grupo britânico Thomas Cook, que anunciou falência há cerca de um mês. Um mês depois de ter sido anunciada a falência …

Ex-ministro da Saúde questiona regulador no caso do bebé sem rosto em Setúbal

Adalberto Campos Fernandes diz que o caso do bebé com malformações graves dá motivos para questionar a utilidade da Entidade Reguladora da Saúde. Ordem dos Médicos está a agir "adequadamente". O antigo ministro da Saúde Adalberto …

Nuno Artur Silva vendeu participação nas Produções Fictícias ao sobrinho

Nuno Artur Silva, futuro secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Media vendeu a sua participação na produtora de conteúdos Produções Fictícias. Desta forma, o indigitado secretário de Estado já não tem participações em empresas …

Encerrados na Índia dois call-centers que enganavam e roubavam pessoas em todo o mundo

Dois call-centers que praticavam um tipo de fraude que fez milhares de vítimas em todo o mundo, entre as quais muitas pessoas de idade, foram encerrados em Calcutá. A operação, que envolveu as polícias indiana e …

José Neves da Farfetch nomeado pela terceira vez para prémios da moda britânicos

O fundador e presidente executivo da empresa tecnológica portuguesa Farfetch, José Neves, está nomeado pelo terceiro ano consecutivo para os prémios de moda britânicos, anunciou hoje a organização. José Neves, empresário fundador da plataforma ‘online’ de …