Kim Jong-un prepara teste nuclear e ordena evacuação de Pyongyang

De acordo com relatos na imprensa russa, a Coreia do Norte estará a preparar-se para a guerra, e o líder norte-coreano, Kim Jong-un, ordenou a evacuação imediata de 25% da população da capital do país, Pyongyang.

Segundo o jornal russo Pravda, a ordem do líder norte-coreano Kim Jong-un prevê que 600 mil pessoas, cerca de 25% da população de Pyongyang, sejam urgentemente evacuadas da cidade. A publicação destaca que a evacuação é conduzida no contexto da escalada de tensão nas relações com os Estados Unidos.

De acordo com a publicação russa, os abrigos anti-bombas de Pyongyang não têm capacidade de acolher toda a população da capital norte-coreana, pelo que as 600 mil pessoas — a maior parte dos quais indivíduos com antecedentes criminais — terão que deixar Pyongyang para permitir que os restante tenham acesso aos bunkers.

Citando a imprensa sul-coreana, o Pravda adianta que os norte-coreanos “começaram a despedir-se uns dos outros, dos seus locais de trabalho, das florestas e dos campos, do céu e dos rios, como se a nação se preparasse para uma guerra em larga-escala“.

Ao mesmo tempo, nota o jornal russo, foi “estritamente proibido mencionar os nomes de quaisquer líderes militares ou políticos do país em quaisquer palavras de despedida”.

Entretanto, as autoridades norte-coreanas sugeriram aos jornalistas estrangeiros que se encontram em Pyongyang para a cobertura do “Dia do Sol”, que celebra o 105º aniversário do nascimento do ex-líder Kim II-Sung, a 15 de abril, que esperem “por um grande dia” esta quinta-feira.

O jornalista Jeremy Koh, correspondente do canal NewsAsia em Pyongyang, publicou no seu Twitter: “Disseram-nos para estarmos prontos para sair, mas não fazemos ideia da razão. Também os telemóveis foram proibidos”.

Já esta quinta-feira, os jornalistas foram convidados a assistir à inauguração de uma rua na capital norte-coreana, que contou com a presença de Kim Jong-un – tendo ficado no ar a ideia de que o “grande dia” anunciado poderia afinal resumir-se a este evento.

Ou então um teste nuclear

No que alguns analistas consideram ser um claro desafio aos diversos avisos lançados nos últimos dias por Donald Trump, a Coreia do Norte poderá estar entretanto a preparar-se para realizar um teste nuclear.

Segundo imagens de satélite divulgadas pela fundação “38 North”, os norte-coreanos estão a organizar preparativos para o seu sexto teste com armas nucleares desde 2006.

(dr) 38north.org

-

Uma das imagens de satélite divulgada esta quarta-feira pela Fundação 38 North

As imagens mostram movimentações no local habitualmente usado pela Coreia do norte para testes nucleares na costa leste do país, sendo possível ver equipamentos cobertos e pessoas no local. O ano passado, no “Dia do Sol”, a Coreia do Norte testou com sucesso um míssil de médio alcance.

Escalada de tensão na península

A península da Coreia está a assistir a uma escalada de tensão, com as posições a extremar-se entre a Coreia do Norte e os Estados Unidos, Japão e Coreia do Sul. Nos últimos meses, os norte-coreanos lançaram mísseis balísticos em direcção ao Mar do Japão e realizaram diversos testes militares com mísseis capazes de transportar ogivas nucleares.

Nos últimos meses, a Coreia do Norte tem ameaçado repetidas vezes que poderá lançar um ataque nuclear preventivo contra os EUA, Japão e Coreia do Sul, ou dizimar a capital norte-americana com um ataque nuclear contra Washington.

Ao mesmo tempo, em diversas ocasiões a Coreia do Norte ameaçou “destruir sem piedade os seus inimigos”. A 1 de janeiro, o líder norte-coreano anunciou que “já tem misseis balísticos intercontinentais em fase experimental de testes”, tendo-se “tornado uma potência nuclear capaz de lançar um ataque a qualquer momento”.

Em março, já após a tomada de posse de Donald Trump, os EUA prometeram uma “resposta arrasadora” em caso de um ataque nuclear norte-coreano.

Este domingo, os Estados Unidos enviaram o porta-aviões Carl Vinson e uma frota de escolta para a região da península da Coreia. Na segunda-feira, Donald Trump disse estar disposto a resolver o problema da Coreia do Norte sem a China.

Já esta terça-feira, Donald Trump pediu aos seus conselheiros planos de ataque para “remover a ameaça nuclear” da Coreia do Norte.

Estas movimentações surgem depois de a semana passada o Conselho de Segurança Nacional dos EUA ter apresentado a Trump um relatório sobre possíveis variantes de resposta à ameaça vinda da Coreia do Norte, incluindo instalar armas nucleares na Coreia do sul ou a eliminação do líder norte-coreano, Kim Jong-un.

ZAP // Pravda

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Os meninos mimados a brincar com o fogo só lhes falta a chupeta. Qual a legitimidades destes palhaços para colocarem em risco tanta gente.

  2. Só Deus pra ter misericórdia de tanta gente louca , já q gostam de matar e explodir de guerra, por q um não chama o outro e se explodem entre eles , ninguém quer morrer , pelo contrário o q mais as pessoas querem é viver

  3. Cada vez mais vejo que a especie humana a evoluir de maneira a destruir tudo em vez de construir um mundo onde todos podiamos viver bem. Só fanatismo, corrupção, ódio, capitalismo, vaidade….

  4. E por isso que os seres superiores a nossa raca humana foi deixada na terra sem a perfeicao mas com o odio e sem paz e por tua informacao ja foi descoberto o nosso genoma humano o dna estuda o que falta a raca humana e perfeicao sem erros ja alguma vez te perguntaste porque ja muita pessoa viu naves redondas sao esses tais seres superiores…???

RESPONDER

Portugueses estão menos preocupados com a pandemia, mas apreensivos com a economia

O grau de preocupação com a pandemia diminuiu de 80,9% durante o estado de emergência para 76,2% no estado de calamidade, mas os portugueses estão mais alerta quanto ao impacto na economia, conclui um inquérito …

Nova morte, saqueamentos e protestos. Minneapolis vive caos após homicídio de George Floyd

Um homem foi encontrado morto a tiro, na madrugada de hoje, suspeito de ter sido vítima dos protestos, em Minneapolis, contra a morte de um homem negro sob custódia policial. Durante a noite de quarta-feira, milhares …

Filho de Deeney tem problemas respiratórios. Jogador foi alvo de abusos por recusar treinar

O futebolista Troy Deeney, capitão do Watford, revelou que tem sido alvo de abusos e comentários depreciativos, por ter recusado voltar aos treinos, face aos problemas respiratórios do seu filho. “Vi comentários em relação ao meu …

Parlamento aprova alargamento de apoios a todos os sócios-gerentes afetados pela pandemia

O parlamento aprovou hoje, em votação final global, um texto final que alarga os apoios no âmbito do `layoff´ aos sócios-gerentes das micro e pequenas empresas afetadas pela pandemia covid-19, independentemente do volume de faturação. Com …

Pandemia de covid-19 alimenta corrupção na América Latina

A propagação da Covid-19 na América Latina está a alimentar a corrupção nos vários países que a integram, que vai desde a inflação dos preços a situações de aproveitamento económico e de ligações entre políticos …

Mais de 500 católicos portugueses contra proibição de comunhão na boca

Mais de 500 católicos portugueses, entre leigos e sacerdotes, apelaram à Conferência Episcopal Portuguesa para revogar a proibição de os fiéis receberem a comunhão na boca, por causa da pandemia de covid-19, informou na quarta-feira …

Adeptos recusam devolução dos bilhetes. Bayern distribui dinheiro por clubes amadores

Os adeptos do Bayern renunciaram ao direito de serem reembolsados pelos bilhetes comprados para os jogos até ao final da temporada. O clube decidiu distribuir o dinheiro pelos emblemas amadores da região da Baviera. Tal como …

Trabalhadores acusam TAP de pagar abaixo do salário mínimo a tripulantes em lay-off

O Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) acusou hoje a TAP de não estar a pagar o previsto na lei do ‘lay-off’, indicando vários casos em que a remuneração é inferior …

Tesla baixa preço de quase todos os modelos nos Estados Unidos

A empresa de carros elétricos Tesla baixou o preço dos Modelos 3, S e X no mercado norte-americano, visando estimular as vendas que estão em declínio durante a pandemia, avança a agência Reuters. O semanário …

Assessor de Boris cometeu infração ao confinamento, conclui polícia

A polícia britânica concluiu que Dominic Cummings, assessor do primeiro-ministro, Boris Johnson, cometeu uma violação "menor" das regras de confinamento introduzidas para combater o novo coronavírus, mas não pretende abrir um processo. Cummings admitiu ter conduzido …