Trump já pediu planos para atacar a Coreia do Norte

Pete Marovich / POOL / EPA

-

Donald Trump deu ordens aos seus conselheiros militares para que preparem planos de ataque à Coreia do Norte, numa altura em que as preocupações com o programa nuclear do país comunista aumentaram.

O jornal britânico The Mirror cita um dos conselheiros de Trump para a Segurança Nacional, o Tenente General H. R. McMaster, segundo o qual presidente dos EUA ordenou a preparação de uma “lista de opções” militares para “esmagar” a ameaça nuclear norte-coreana.

Entre as alternativas estão “raides de forças especiais combinadas” e “ataques de mísseis preventivos”, realça o Mirror.

O presidente pediu para estarmos preparados para dar uma gama completa de opções para remover a ameaça” nuclear, revela McMaster.

O conselheiro de Trumo recorda que Donald Trump, tal como outros presidentes dos EUA antes dele, concordam que o desenvolvimento de armas nucleares na Coreia do Norte é “inaceitável” e que “o que tem que acontecer é a desnuclearização da Península“.

Este domingo, os Estados Unidos enviaram o super-porta-aviões USS Carl Vinson para águas perto da Coreia do Norte, como resposta aos vários testes de mísseis de Pyongyang.

Fontes do Pentágono confirmaram à CNN que o almirante Harry Harris, chefe do Comando do Pacífico, ordenou a mobilização do porta-aviões da classe Nimitz e de toda a sua frota de ataque para águas próximas da península coreana.

Entretanto, segundo o canal noticioso FOX News, a Força Aérea norte-americana está a sobrevoar o espaço aéreo da península Coreana, sendo notório o aumento do número de voos de aviões americanos em patrulha a partir da base aérea sul-coreana de Osan.

Estas movimentações surgem depois de a semana passada o Conselho de Segurança Nacional dos EUA ter apresentado a Trump um relatório sobre possíveis variantes de resposta à ameaça vinda da Coreia do Norte, incluindo instalar armas nucleares na Coreia do sul ou a eliminação do líder norte-coreano, Kim Jong-un.

A instalação de armas nucleares na Coreia do Sul, de onde os EUA retiraram todas as suas armas nucleares há 25 anos, seria o primeiro movimento táctico nuclear dos Estados Unidos em território estrangeiro desde o fim da Guerra Fria.

Também a semana passada, um dia depois de Donald Trump ter recebido dos seus conselheiros planos militares com opções para um ataque na Síria, os EUA lançaram um ataque com mísseis cruzeiro contra uma base aérea de Shayrat.

A Coreia do Norte criticou o ataque norte-americano, considerando que se trata de “uma intolerável agressão” que justifica “mais de um milhão de vezes” um ataque de “dissuasão nuclear”.

ZAP //

10 COMENTÁRIOS

  1. Refere-se a Trump ou ao Grande Líder da Coreia do Norte, que ameaça com ataques nucleares preventivos dia sim, dia não???

  2. A situação estä a tornar-se, de facto, explosiva. Estamos a falar de dois lunáticos em confronto, porém, entre os dois acho o coreano mais lunático e perigoso porque ali não há democracia nem contraditório, ele manda e a carneirada toda baixa as orelhas perante o que consideram ser um “Deus”, o seu “querido líder”. É perigoso, pois a carneirada desmiolada não pensa, logo, podem ser mandados para a morte, á conta do palhaço lunático que os governa, e vão, vão na mesma, felizes e contentes. Já com Trump e os EUA é outra história, pois há democracia, há correntes de opinião opostas com capacidade de travarem eventuais desvarios.

  3. Bazuca,tem uma ideia errada das pessoas da coreia do norte…se os ha que seguem o lider a grande maioria so o faz por medo,dada a repressao e nivel de intimidaçao que existe…

    • Exato, acredito que a grande maioria da população deseja secretamente o desaparecimento do seu líder, e julgo que a haver uma ação militar (cada vez mais provável) deveria ser um ataque preciso, no sentido de suprimir o chefe máximo. Posso estar enganado, mas podia revelar-se uma ação com um final bastante mais rápido do que se acreditava, e nem sei até que ponto é real toda ameaça militar norte-coreana, deve ser muito bluff e pouca pólvora… (pelo menos em quantidade).

  4. Infelizmente ira haver sempre danos colaterais,como em qq guerra. O que levanta a questao de que se nao nos fizerem mal que direito temos de os atacar? Ataque preventivo? Como o feito contra saddam e as suas ” armas nucleares”? Nao havendo interesses financeiros e os eua n mexem o cu,pelo menos é a minha opiniao.

  5. Concordo que se não houver que tome uma atitude contra a Coreia do Norte, serão eles mais dia menos dia a acertar no alvo que pretende e que tantas vezes ameaçam, seja os EUA, seja o Japão ou a Coreia do Sul, alguém têm que mostrar a este louco que não pode andar por ai a lançar misseis com a conversa que são testes, o que todos devemos esperar é que é possivel que este procedimento desencadeie uma grande guerra

  6. Dois lunáticos a medirem forças, a acrescentar os lunáticos europeus a apoiarem Trum, vai dar guerra e da grossa. Salve-se quem puder porque isto não vai sobrar ninguém para contar a não ser África, mas esses já morrem de fome.

RESPONDER

-

Picada de carraça pode provocar alergia a carne

Com o início do verão, os médicos norte-americanos estão a observar cada vez mais casos de uma rara alergia a carne relacionada com uma picada do carraça estrela solitária- que provoca comichão, inchaço na pele …

Amazon Prime Air Drone

Amazon quer construir "colmeias gigantes" para drones

No passado dia 22 de junho, a Amazon, a gigante do comércio eletrónico, apresentou uma patente para a construção de torres, que se assemelham a colmeias gigantes, capazes de abastecer drones para entrega de produtos. Há …

-

EUA aprovam por lapso projecto-lei que permite às mulheres grávidas matar

No estado americano de Nova Hampshire, deputados republicanos aprovaram por lapso um projecto-lei que permite às mulheres grávidas cometerem homicídios sem qualquer punição. O caso aconteceu na sequência de uma formulação imprecisa no texto do projecto-lei, …

Um objeto de massa planetária, do tamanho de Marte, seria suficiente para produzir as perturbações observadas na distante Cintura de Kuiper.

Objeto misterioso do tamanho de Marte esconde-se no limite do Sistema Solar

Segundo um grupo de astrónomos, um "objeto de massa planetária" desconhecido, ainda por identificar, pode esconder-se nos confins do nosso Sistema Solar. Este objeto será diferente - e também muito mais próximo - do denominado …

Rescaldo do incêndio em Valongo, Pedrogao Grande

Uma semana depois, incêndio de Pedrógão Grande dado como extinto

O incêndio de Pedrógão Grande foi dado como extinto este sábado, a meio da tarde, uma semana depois de ter deflagrado, estando ainda no local cerca de 570 operacionais, segundo fontes da Proteção Civil. "O incêndio …

-

Parlamento britânico foi alvo de um ataque informático

O Parlamento britânico foi alvo na sexta-feira à noite de um ataque informático, revelou hoje o político liberal democrata Chris Rennard, elemento da Câmara dos Lordes (câmara alta), através da rede Twitter. Como consequência, segundo avançou …

-

Seis mortos em deslizamento de terra na China e mais de 100 desaparecidos

Pelo menos seis pessoas morreram num deslizamento de terras na província de Sichuan, no sudoeste da China, e mais de 100 permanecem desaparecidas, segundo os últimos dados fornecidos pelas autoridades locais. A aldeia isolada de Xinmo foi …

-

Bombeiros pedem suspensão da entrega de bens solidários

O presidente da Associação de Bombeiros Voluntários de Pedrógão Grande apelou este sábado para que as pessoas suspendam por "alguns dias" a entrega de ajuda. "É um sufoco. É muita coisa. São toneladas e toneladas de …

-

Portugal goleia Nova Zelândia em jogo de muitas poupanças

Portugal assegurou hoje o primeiro lugar do Grupo A e a passagem às meias-finais da Taça das Confederações de futebol após golear a Nova Zelândia, por 4-0, num encontro em que correu quase tudo bem …

-

Pelo menos 27 edifícios no Reino Unido têm revestimento inflamável

Os inspetores identificaram pelo menos 27 edifícios de propriedade municipal no Reino Unido que não cumprem os requisitos de segurança anti-incêndios por estarem revestidos com material inflamável, informou este sábado o Governo. O Ministério que tutela …