EUA enviam porta-aviões Carl Vinson para a península coreana

Os Estados Unidos ordenaram a mobilização de porta-aviões USS Carl Vinson para águas perto da Coreia do Norte, como resposta aos vários testes de mísseis de Pyongyang, avança o canal norte-americano CNN.

Fontes do Pentágono confirmaram hoje à CNN que o almirante Harry Harris, chefe do Comando do Pacífico, ordenou a mobilização do porta-aviões da classe Nimitz e de toda a sua frota de ataque para águas próximas da península coreana.

O supercarrier USS Carl Vinson, da Terceira Frota da Marinha norte-americana, estacionada no Pacífico Oriental, suspendeu uma visita prevista à Austrália e regressou a águas próximas da península coreana, onde já esteve destacado há cerca de um mês para participar em manobras militares anuais com a Coreia do Sul.

Além do USS Carl Vinson, a flotilha do porta-aviões inclui dois contra-torpedeiros e um cruzador de mísseis guiados capazes de interceptar mísseis balísticos.

Fontes da Defesa asseguraram que o movimento é uma resposta às novas provocações do regime comunista da Coreia do Norte, que recentemente realizou um teste de um míssil de médio alcance e fez testes com motores de mísseis.

O USS Carl Vinson, um dos dez porta-aviões norte-americanos em actividade actualmente, é um supercarrier de propulsão nuclear classe Nimitz. Construído em 1980, tem 332m de comprimento e 76,8 de largura, transporta até 90 aeronaves e uma tripulação de 5680 homens.

Com a alcunha de “Gold Eagle”, participou em todas as campanhas militares norte-americanas no extremo-oriente, e tornou-se conhecido por ter sido a embarcação em que que o corpo de Osama Bin-Laden foi transportado e sepultado no mar, após a operação dos Navy Seals em que o lider da Al-aqeda foi abatido.

A mudança de rumo do USS Carl Vinson acontece depois de, a semana passada, o Presidente norte-americano, Donald Trump, ter-se reunido com o seu homólogo chinês, Xi Jinping, para discutir a necessidade de evitar novas provocações de Pyongyang, aliado de Pequim.

Também esta semana, o Conselho de Segurança Nacional dos EUA apresentou ao presidente norte-americano um relatório sobre possíveis variantes de resposta à ameaça vinda da Coreia do Norte, incluindo planos para instalar armas nucleares na Coreia do sul ou a eliminação do líder norte-coreano, Kim Jong-un.

Segundo a NBC News, o plano será implementado no caso de a cooperação de Washington com Pequim para contenção da Coreia do Norte não funcionar. Caso esses esforços não venham a produzir resultados, disse Donald Trump esta segunda-feira, os Estados Unidos estão dispostos a agir sozinhos.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Parece que o bola de sebo da Coreia, tem agora alguém que o vai encostar a parede. Os Chineses, ate agora brincaram com o Obama, mas com o Trump, ja comecam a fazer contas de cabeça.

  2. Não é terceira Frota, mas Terceira Esquadra.

    A Coreia do Norte não se trata com o poder da força bruta, mas com espionagem e luvas de plica, assim haja vontade politica. Quanto a mim, é VIAGRA A MAIS e pode sobrar para a CSul e o Japão.

RESPONDER

Balas que assassinaram John F. Kennedy preservadas em modelo 3D

A partir do próximo ano, os Arquivos Nacionais dos Estados Unidos vão disponibilizar, no seu catálogo online, imagens 3D das balas que assassinaram o antigo presidente norte-americano John F. Kennedy. Para criar os modelos das …

Pela primeira vez, neurónios artificiais foram criados para curar doenças crónicas

Uma equipa de investigadores conseguiu recriar as propriedades biológicas dos neurónios em chips, que podem ser úteis ajudar na cura de doenças neurológicas crónicas. Naquele considerado um feito única na ciência, investigadores da Universidade de Bath …

Cientistas encontram uma relação negativa "muito forte" entre inteligência e religiosidade

Uma equipa de investigadores sugere que pessoas religiosas tendem a ser menos inteligentes do que pessoas sem crenças religiosas. O estudo tem gerado uma grande controvérsia. A religião é um tema forte, capaz de juntar ou …

Descoberta nova espécie de tubarão pré-histórico que podia chegar aos sete metros

Uma nova espécie de tubarão pré-histórico foi descoberta no Kansas, nos Estados Unidos. Este predador podia crescer até quase sete metros de comprimento. De acordo com a revista Newsweek, Kenshu Shimada, da Universidade DePaul, e Michael …

Conhecido medicamento para diabetes pode conter um carcinógeno

A Food and Drug Administration, agência federal e reguladora do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, está a testar amostras de metformina, um medicamento para diabetes que pode conter o carcinógeno N-Nitrosodimetilamina …

Nobel da Física diz que o ser humano não está concebido para viver fora da Terra

Didier Queloz disse, este sábado, estar convencido de que o ser humano não está concebido para viver fora da Terra, razão pela qual está "zangado" com alguns argumentos do cofundador da Tesla, Elon Musk. Os suíços …

Ford está a reciclar palha de café do McDonald's. Quer transformá-la em peças de carro

https://vimeo.com/377768195 A Ford está a fabricar peças de carro através de palha de café reciclada do McDonald's. A iniciativa contribui para a redução da pegada ecológica e do desperdício alimentar. O combate às alterações climáticas cabe um …

Comité da ONU preocupado com condições das prisões em Portugal

As condições de detenção, a sobrelotação das prisões, o alegado uso da força e outros abusos contra pessoas pertencentes a grupos raciais e étnicos são as principais preocupações do Comité da ONU contra a Tortura …

Cientistas identificaram organismo que prospera ao comer meteoritos

O micróbio Metallosphaera sedula tem uma propensão para comer minerais. E não estamos a falar de granito ou giz, mas de rochas muito mais especiais como meteoritos. Segundo o Science Alert, uma equipa internacional de cientistas …

Médicos estrangeiros em Portugal atingem o valor mais alto da última década

O número de médicos estrangeiros registados em Portugal atingiu, em 2019, o valor mais elevado da última década, situando-se em 4192, mais 9,1% face a 2009, revelam dados da Ordem dos Médicos (OM). A maioria dos …