Trump analisa planos para instalar armas nucleares na Coreia (ou eliminar Kim Jong-un)

(dv) KNS / KCNA

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, com militares norte-coreanos

O Conselho de Segurança Nacional dos EUA apresentou ao presidente norte-americano Donald Trump um relatório sobre possíveis variantes de resposta de Washington à ameaça vinda da Coreia do Norte.

Entre as variantes apresentadas pelo CSN a Donald Trump, foi colocada a possibilidade de instalar armas nucleares norte-americanas na Coreia do Sul, revela a NBC News, que cita fontes da inteligência do Pentágono.

Os Estados Unidos retiraram todas as suas armas nucleares da Coreia do Sul há 25 anos. O seu regresso ao país, provavelmente para a base aérea norte-americana de Osan, seria o primeiro movimento táctico nuclear dos EUA em território estrangeiro desde o fim da Guerra Fria.

Segundo o canal norte-americano, outra das variantes do relatório do Conselho Nacional de Segurança inclui um plano de eliminação do líder norte-coreano, Kim Jong-un.

O documento foi preparado na véspera da visita do presidente da China, Xi Jinping, aos EUA. Segundo realça a NBC News, o plano será implementado apenas caso a cooperação de Washington com Pequim para contenção da Coreia do Norte não funcione. Se esta contenção ocorrer, serão usados meios diplomáticos para negociar com Pyongyang.

Os responsáveis norte-americanos esperam que a China seja mais activa nos esforços para influenciar a Coreia do Norte a conter o desenvolvimento do seu programa nuclear, através de negociações diplomáticas ou acções sancionatórias.

Mas caso esses esforços não venham a produzir resultados, disse Donald Trump esta segunda-feira, os Estados Unidos estão dispostos a agir sozinhos contra a Coreia do Norte.

O mês passado, um dia antes da sua chegada a Pequim para uma visita à China, o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, afirmou que os Estados Unidos pretendiam coordenar as suas acções com a China no que diz respeito à Coreia do Norte, mas que não excluíam a possibilidade de tomar decisões próprias.

As declarações de Tillerson surgiram depois de Donald Trump ter comentado no seu Twitter que “a Coreia do Norte está a comportar-se muito mal, estão há anos a brincar com os Estados Unidos e a China pouco faz para ajudar“.

“Deixem-me ser muito claro”, disse Tillerson, “a nossa política de paciência estratégica acabou. Estamos a explorar novas possibilidades no que diz respeito a segurança e diplomacia, e todas as opções estão em cima da mesa.

Esta quinta-feira, Rex Tillerson tinha afirmado que os EUA estavam a considerar opções de retaliação militar contra a Síria após o ataque químico que na quarta-feira matou 80 pessoas. Segundo o secretário de Estado americano, o seu governo tinha já começado a coordenar esforços para a retirada do poder ao ditador sírio, Bashar al-Assad.

Um dia mais tarde, esta sexta-feira, os norte-americanos lançaram 59 mísseis de cruzeiro e destruíram a base síria de Shayrat, um ataque surpreendente que parece querer mostrar ao mundo uma mudança dos Estados Unidos na sua orientação diplomática em relação ao conflito na Síria – e não só.

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Depois disto espera uma resposta do lider King ás tuas ameaças, ganhavas mais em estar calado, quem é o parolo que diz o que vai fazer, sabendo que o louco da Coreia já tinha dito que á minima ameaça dos EUA ia ser impiedoso. O mundo está cheio de gente sem juizo ao comando e isto ainda vai acabar muito mal, já se está a ver que Trump não é Obama, não vai lá com diálogos age sem olhar a consequências só temos que estar preparados daqui em diante

RESPONDER

Encontrada a primeira prova de experimentação cirúrgica num animal

O crânio de uma vaca do período Neolítico é agora considerado como a primeira evidência de experimentação cirúrgica num animal. Há mais de 30 anos, foi encontrado o crânio de uma vaca num sítio arqueológico do …

Estoril vs Benfica | Salvio em cima do gongo

O Benfica arrancou um suado triunfo por 2-1 na visita ao Estoril Praia. A formação benfiquista marcou primeiro, foi superior no primeiro tempo, mas no segundo, os “canarinhos” deram a volta ao texto e justificaram …

Cientistas criam "tatuagem biomédica" para detetar vários tipos de cancro

Cientistas suíços desenvolveram uma "tatuagem biomédica" que escurece quando deteta mudanças no corpo que podem indicar a presença de cancro. Os investigadores do Instituto Federal de Tecnologia de Zurique (ETH), na Suíça, desenvolveram uma "tatuagem biomédica" …

Vinho tinto e frutos vermelhos podem prevenir doenças mentais

As substâncias presentes nos frutos vermelhos e no vinho tinto podem contribuir para a prevenção da depressão e doenças neurodegenerativas. Investigadores do Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde (Cintesis) descobriram que as substâncias …

Karl Lagerfeld: "Se não querem que vos baixem as calças, não sejam modelos"

O designer não ficou calado e fez declarações sobre queixas de assédio sexual na indústria do cinema e da moda à revista francesa Número Magazine. Karl Lagerfeld, designer de moda e responsável pela Fendi e Chanel, …

Descobertas acidentalmente ossadas humanas com mil anos enterradas duas vezes

Uma equipa de investigadores do Instituto Politécnico Nacional do México descobriu restos mortais de antigos indígenas que datam do ano de 1100 d.C.. Fósseis humanos com cerca de mil anos foram encontrados na praia de El …

Vem aí chuva de poeiras vindas do Norte de África

Este fim de semana, o sul de Portugal pode enfrentar uma chuva carregada de poeiras vindas do Norte de África. O IPMA explica que se trata apenas de uma deposição. Uma chuva de poeiras pode atingir …

Marcelo deverá vetar mudança de género aos 16 anos

O Presidente da República deverá vetar a lei que permite a mudança de género no registo civil aos 16 anos, por questionar não ser necessário um relatório médico. Marcelo Rebelo de Sousa deverá vetar a lei …

Nacionalidade automática para filhos de imigrantes há 2 anos em Portugal

Os filhos de imigrantes que vivam em Portugal há dois anos vão ser considerados portugueses originários, a não ser que declarem que não querem ser portugueses. Esta alteração vai "inverter a atual regra" e irá encurtar …

Eleições de 2019 com plano europeu para travar perturbações nas redes sociais

Em 2019, o objetivo central dos técnicos da "sala de situação" é proteger as infraestruturas de apoio ao processo eleitoral, nas europeias e as legislativas, ainda sem data marcada. O cenário internacional tem sido marcado pela …