Juiz da Relação critica prisão preventiva de José Sócrates

Tiago Petinga / Lusa

O ex-primeiro-ministro José Sócrates

O juiz desembargador José Reis criticou a prisão preventiva de José Sócrates, afirmando que o processo não deveria ter sido ser declarado de especial complexidade sem factos.

A recusa do recurso foi tomada pelas desembargadoras Laura Maurício e Teresa Féria, presidente da 3ª secção criminal do Tribunal da Relação de Lisboa, tendo José Reis votado vencido apenas na questão da especial complexidade do processo, que permite estender a prisão preventiva até um ano sem acusação.

De acordo com o Diário de Notícias, foi apenas ao fim de três reuniões, e com a intervenção da presidente da secção do TRL, que o tribunal confirmou a declaração de especial complexidade do processo, mantendo José Sócrates em prisão preventiva.

O DN apurou que, na extensa declaração de voto de vencido, o desembargador José Reis defende que a declaração não poderia ter sido feita sem que, entre outros motivos, houvesse uma imputação clara dos fatos.

A TSF cita o projeto de acórdão onde o juiz assegura que o Ministério Público “não descreve um único indício factual susceptível de integrar os crimes de corrupção”.

“Não se pode justificar a excepcional complexidade com a indicação, de forma desgarrada e difusa, de uma enxurrada de factos (alguns de muito duvidosa relevância criminal) e a omissão de outros que são nucleares para permitirem estabelecer indiciariamente uma conexão aos primeiros”, afirma José Reis.

“No fundo, este tribunal fica sem saber o que, concretamente, com relevância criminal, se está a investigar”, acrescenta.

O juiz afirma mesmo que, porque “não existe matéria indiciária bastante” que justifique a declaração de especial complexidade da investigação, José Sócrates deveria até ser libertado, já que “não podem ser elevados os prazos de duração do inquérito, do segredo de justiça, nem de prisão preventiva”.

Caso o entendimento do relator tivesse vingado, ao invés de colidir com a decisão da juíza Laura Maurício, isso teria como efeito a libertação de José Sócrates, em prisão preventiva desde novembro de 2014, por ultrapassagem dos prazos processuais.

O juiz José Reis foge, assim, à interpretação dos tribunais que têm apreciado o processo que envolve José Sócrates, desde o Tribunal Central de Instrução Criminal, passando pelo Tribunal da Relação de Lisboa até ao Supremo Tribunal de Justiça.

ZAP

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Pelos vistos a caravana acabou por passar.
    Pelos vistos o Sr. Juíz José Reis, livremente, está contra as posições de todos os intervenientes (magistrados de tribunais) que já exaram no processo: Tribunal Central de Instrução Criminal, Tribunal da Relação de Lisboa e Supremo Tribunal de Justiça…
    A.Vara sob escuta, falou com quem quis… Entre a “cavaqueira” escutada apareceu um proeminente primeiro ministro que… Entretanto dois proeminentes magistrados da alta magistratura portuguesa mandaram destruir a dita cavaqueira de pares…
    NB.- Alinhavo de factos

    • Tem que desculpar o Juiz Desembargador José Reis, Viés, ele parece não lhe ter pedido opinião, para tomar a sua própria decisão.
      Água mole em pedra dura…

      • À parte o conteúdo da declaração de voto, com o nick supra enquadrado, adivinho-lhe o brilhozinho nos olhos, os punhos no ar e câimbras no arco dos pés a retomarem à pressa o assento na terra. Uffff!

  2. Não gostaram que houvesse um juiz que votou contra ? Se este é da ” relacão do Socrates” os outros são da relação de quem? Da ” direita” ressabiada, claro!!

  3. Não é o ex-primeiro ministro que está em causa nesta noticia, mas outrossim um ponto de vista técnico-judicial de um determinado magistrado, que deverá ser respeitado tal como os ponto de vista antagónicos.Será difícil para leigos e pessoas sem um mínimo conhecimento perceberam o que se passa. Talvez um pouco mais de reflexão e menos emocionalidade ajudassem a uma análise mais racional por parte de todos nós.enso eu.

    • Não se confunda conhecimento técnico com liberdade intelectual quando os pressupostos são os de análise do mesmo processo por diferentes intervenientes da mesma área técnica…
      Já serão mais de 14 magistrados, de 3 tribunais diferentes, os que já exararam sobre o processo e deles, um juíz que, livremente, com base nas suas convicções técnicas, deontológicas, pessoais e certamente imparciais, votou vencido, isto é, em sentido contrário ao de todas as decisões já havidas e comuns ao processo. É simples e facilmente constatável.
      NB.- Alinhavo de factos

  4. com toda a certeza de que se forem de fio a pavio este desmiolado juiz sera mais um arguido do processo porque so agora e que viu o estado das coisas ou so agora e que acertou as contas com o “socas”! tenha vergonha e deixe de ser mais um corrupto ja chegam

  5. O teor do voto vencido é mais ‘pontos de vista’ políticos do que “sob ponto de vista jurídico” De facto é persecutório para com a investigação e por arrasto todos os magistrados que até aqui exararam no processo.

RESPONDER

"Dirty Dancing" está de volta e conta com Jennifer Grey

John Feltheimer, CEO da Lionsgate, confirmou ao The Guardian que a produtora está a desenvolver uma sequela de Dirty Dancing. O clássico dos anos 80 que agora regressa foi protagonizado originalmente por Patrick Swayze e …

A Bugatti está a vender um carro elétrico "para crianças". Chama-se Baby II e custa 30 mil euros

A Bugatti e a Little Car Company, sediada em Londres, uniram-se para criar 500 Bugattis elétricos em miniatura para crianças. Agora, fruto dos desenvolvimentos mundiais, alguns veículos ficaram disponíveis para compra. O mais recente brinquedo da …

50 anos de monarquia e uma guerra de dias. A pandemia "matou" a micronação mais antiga da Austrália

O reinado de 50 anos de uma micronação na Austrália chegou ao fim devido ao impacto económico da pandemia de covid-19, que fez com que o autodeclarado principado se rendesse ao país. Hutt River, um principado …

NASA vai rebatizar planetas e outros corpos celestes com nomes ofensivos

A agência espacial norte-americana (NASA) anunciou que vai rebatizar alguns planetas, galáxias e outros corpos celestes que possuem nomes "ofensivos". Em comunicado publicado esta quinta-feira, a NASA explica que vai abandonar os nomes "não-oficiais" a …

O maior parque de crocodilos da Índia está à beira da falência. Abriga mais de 2.000 animais

O maior parque de crocodilos da Índia, localizado perto da cidade de Chennai, no sul do país asiático, encontra-se à beira da falência depois de a pandemia de covid-19 ter obrigado a fechar o espaço …

Campanha científica acrescenta mais de 37 mil quilómetros quadrados ao mapa do mar português

A campanha científica que o navio hidro-oceanográfico D. Carlos I da Marinha Portuguesa realizou durante nove semanas nos Açores, para levantamentos hidrográficos, permitiu “acrescentar cerca de 37.500 quilómetros quadrados sondados ao mapeamento do mar português”. Numa …

Apesar dos alertas, houve quem plantasse as sementes misteriosas da China (e já começaram a crescer)

Durante as últimas semanas, pessoas em todo o mundo têm recebido, sem ter encomendado, nas suas caixas de correio sementes com origem na China. Apesar dos avisos em contrário, houve quem plantasse os misteriosos presentes. As …

Marcelo veta redução de debates sobre a Europa. Não foi uma "solução feliz"

O Presidente da República vetou esta segunda-feira a redução do número de debates em plenário para o acompanhamento do processo de construção europeia de seis para dois por ano, defendendo que não foi uma “solução …

Boris Johnson admite alargar quarentena a mais países

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, admitiu esta segunda-feira alargar o sistema de quarentena a pessoas que cheguem de países atualmente isentos para reduzir o risco de infeção com a doença covid-19 no Reino Unido. "No contexto …

Novo lay-off. Ajuda da Segurança Social para pagar subsídios de Natal pode chegar só em 2021

O apoio ao pagamento do subsídio de Natal previsto pelo Governo para apoiar as empresas no âmbito do novo regime de lay-off, que entrou em vigor em agosto, poderá só ser pago pela Segurança Social …