Governo admite fechar cantinas nas escolas (e dá prazo contrarrelógio para planos de contingência)

Cantinas, bares e outros espaços comuns de escolas e de outras entidades da administração pública podem ser suspensos no caso de se considerar que esta medida pode impedir a propagação do Covid-19.

Suspender serviços, dar prioridade ao teletrabalho e elaborar planos de contingência são as três principiais diretivas que o Governo publicou, na segunda-feira à noite, num despacho para os empregadores públicos.

No caso do funcionamento de espaços comuns de escolas e de outras entidades da administração pública, o Governo defende que pode vir a ser suspenso se se considerar que a medida impede a propagação do novo coronavírus, avança o jornal Público.

Do mesmo modo, procedimentos concursais, que impliquem a presença de candidatos, vão poder ser adiados. Relativamente às formações presenciais, a mesma lógica. “Deve ser dada preferência a formações à distância, se as atividades presenciais foram suspensas”, lê-se no despacho.

No diploma desta segunda-feira, assinado pelas ministras da Administração Pública, do Trabalho Solidariedade e Segurança Social e da Saúde, o Governo dá um prazo de cinco dias úteis (até à próxima segunda-feira) para que os empregadores públicos cumpram esta obrigação, devendo enviar cópia dos seus planos de contingência à Direção-Geral da Administração e do Emprego Público.

Os planos de contingência dos serviços públicos devem conter “procedimentos alternativos que permitam garantir o normal funcionamento de cada serviço ou estabelecimento”. Além disso, é dada a recomendação de privilegiar “o recurso ao mecanismo do teletrabalho, o qual só deverá ser afastado por razões imperiosas de interesse público”.

“Quando os trabalhadores não possam comparecer ao trabalho por motivos de doença ou por assistência a filho, neto ou membro do agregado familiar, nos termos gerais, essas ausências seguem o regime previsto na lei para essas eventualidades”, lê-se.

Esta terça-feira, a ministra do Trabalho esclareceu que, em caso de quarentena, o salário dos funcionários serão pagos a 100%, quer no privado como no público.

Já os trabalhadores que não possam comparecer ao trabalho por motivo de isolamento profilático e cujo trabalho não seja possível fazer à distância, “têm os efeitos das faltas por motivo de isolamento profilático”.

Esta terça-feira, no Parlamento, Marta Temido disse existir base legal para ativar o isolamento obrigatório para suspeitos de Covid-19, apesar de reconhecer que o “quadro legal é difícil”, tendo em conta a limitação prevista na Constituição, que só prevê esta medida em caso de anomalia psíquica.

No entanto, a ministra da Saúde assumiu que tem “a opção de cativar a base 34 da Lei de Bases da Saúde” que prevê que a autoridade de saúde possa desencadear “o internamento ou a prestação compulsiva de cuidados de saúde a pessoas que, de outro modo, constituam perigo para a saúde pública”.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Uma forma cuidadosa, conscienciosa e humana de tentar conter o surto. Acho que “a opção de cativar a base 34 da Lei de Bases da Saúde”, é uma atitude inteligente e que não se devia pensar duas vezes antes de por em prática.

RESPONDER

Na África do Sul, há uma associação entre violência sexual e gravidez indesejada

Na África do Sul, as meninas que sofreram violência sexual têm maior probabilidade de relatar uma gravidez indesejada em comparação com aquelas que nunca sofreram violência sexual. Na África do Sul, a taxa de gravidez na …

Hackers russos associados ao ataque em hospital alemão que resultou na morte de uma paciente

O ataque informático num hospital alemão na semana passada, que resultou na morte de uma paciente em estado crítico, pode ter sido causado por um grupo russo com ligações ao crime cibernético. A informação é …

Paços 0-2 Sporting | “Leão” competente estreia-se com triunfo

Após o adiamento do jogo da primeira jornada ante o Gil Vicente, devido a vários casos de Covid-19 nas duas equipas, o Sporting estreou-se na Liga NOS 2020/21 e não vacilou. Na visita ao Paços de …

Medicamentos para a tensão arterial diminuem mortalidade em doentes com covid-19

Um estudo de meta-análise concluiu que medicamentos para a tensão arterial, ao contrário do que se pensava, reduzem a mortalidade em pacientes com covid-19. No início da pandemia, havia a preocupação de que certos medicamentos para …

A ilha mais povoada do Hawai pode perder 40% das suas praias até 2050

A subida do nível das águas do mar pode fazer com que a ilha mais povoada do Havai perca 40% das suas praias, alerta uma nova investigação. Em causa está a ilha de Oahu, a …

Pela primeira vez em 10 anos, a Wikipédia vai mudar de aparência

A icónica Wikipédia vai, pela primeira vez em 10 anos, ser modificada para tornar o site mais acessível - e menos "assustador" - para novos utilizadores. A Wikipédia tem sido parte integrante da cultura da web …

Encontrados medicamentos ilegais em suplementos para o cérebro

Cientistas encontraram medicamentos ilegais, não aprovados nos Estados Unidos, em suplementos que alegadamente melhoram o desempenho cognitivo. Clareza mental, criatividade aprimorada e uma memória extremamente nítida são algumas das promessas feitas a quem compra suplementos de …

Voluntários oferecem-se para cumprir pena de jovem acusado de blasfémia

Num ato de solidariedade, 120 voluntários pediram para cumprir a pena de um jovem nigeriano condenado a 12 anos de prisão por blasfémia. Entre os voluntários está o diretor do Memorial de Auschwitz. Ao todo, 120 …

ADN ajuda a identificar assassino em série num dos mais infames casos da Austrália

Uma amostra de ADN ajudou a justiça australiana a considerar um homem como culpado pelo assassinato de duas mulheres na década de 1990, encerrando um caso que permaneceu sem solução durante quase 25 anos. Durante quase …

Mais 665 casos e nove mortes por covid-19 em Portugal

Portugal regista, este domingo, mais 665 novos casos positivos e nove mortes por covid-19, segundo boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Assim, desde o início da pandemia, Portugal conta com 73.604 infetados e 1.953 …