Explosões no Galaxy Note 7 são causadas por erro de produção

galaxynote7info.com

Samsung Galaxy Note 7

Uma pequena falha na produção do Galaxy Note 7 terá causado o sobreaquecimento e explosões que levaram a Samsung a pedir um recall total dos smartphones. São conclusões preliminares de uma investigação que a fabricante está a fazer ao sucedido.

Esse pequeno erro ocorreu no sistema de manufatura das baterias do Galaxy Note 7, de acordo com o relatório inicial enviado à agência de standards tecnológicos da Coreia do Sul – Korean Agency for Technology and Standards.

A notícia foi avançada pela Blomberg, que teve acesso ao texto da investigação. A agência age como entidade reguladora e responde ao Ministério do Comércio, Indústria e Energia daquele país.

De acordo com o texto, o erro colocou demasiada pressão nas placas contidas dentro das células da bateria, o que provocou um contato entre os pólos positivos e negativos, gerando calor excessivo.

Ainda assim, a Samsung avisa que precisa de investigar mais a fundo para determinar “a causa exata” dos danos na bateria, depois de dezenas de casos de explosão. A investigação procurava erros no desenho das próprias baterias.

A crise, que obrigou a marca a ordenar o recall de mais de 2,5 milhões de unidades, está a  pressionar as ações da empresa – gerando perdas de mais de 2 mil milhões de dólares em poucos dias. As ações já perderam quase 10% do valor, apesar de uma recuperação na sessão de ontem.

“Mesmo antes de finalizarmos nossa investigação, planeamos estabelecer a melhor forma de dar apoio aos nossos clientes”, disse a companhia no relatório enviado à agência.

“Estamos a investigar o problema da bateria em cooperação com as fabricantes de baterias”, acrescenta a empresa.

A Bloomberg cita uma fonte anónima segundo a qual a Samsung SDI Co. é a principal fornecedora das baterias do Galaxy Note 7.

Entretanto, diversos reguladores e companhias aéreas, entre as quais a portuguesa TAP, avisaram os consumidores para pararem de usar o telemóvel imediatamente.

A TAP juntou-se às companhias aéreas a proibir a utilização do Galaxy Note 7, procurando evitar explosões acidentais dos smartphones a bordo dos seus aviões, tendo publicado no seu site diretrizes sobre o uso do smartphone em voo.

Recall em curso

A Samsung vai disponibilizar novos Galaxy Note 7 com baterias melhoradas já na próxima semana, a partir de 19 de setembro.

Mas esta crise chega num momento crítico.

O telemóvel até obteve críticas excelentes e chegou ao mercado numa altura estratégica, algumas semanas antes do novo iPhone 7, da Apple.

Agora, analistas e investidores questionam-se sobre o impacto das explosões junto da mentalidade do consumidor e para a reputação da marca.

As ações da Samsung começaram entretanto a a afundar-se. Depois de ter perdido 10 mil milhões de euros em bolsa num só dia, as perdas chegam já aos 22 mil milhões de euros.

E enquanto a Samsung suspendeu as vendas e continua a recolher os equipamentos, a Apple prepara-se para lançar o novo iPhone 7, já esta sexta-feira, em vários países do mundo.

ZAP / B!T

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

Responder a Pedro Cancelar resposta

Nova Zelândia decreta em junho erradicação de contágios. Está há 13 dias consecutivos sem novos casos

A Nova Zelândia, país que tem sido apontado internacionalmente como exemplar no combate à pandemia de covid-19, prevê decretar a “erradicação da doença” no país no próximo dia 15 de junho. A informação foi avançada esta …

Secretário da Defesa discorda de Trump no envio de tropas para conter distúrbios. Aliados europeus afastam-se

O Secretário norte-americano da Defesa, Mark Esper, rompeu na quarta-feira com o Presidente, Donald Trump, no apoio ao envio das forças armadas para as cidades e os estados que se recusarem "a tomar as medidas …

Vai "nascer" em Arouca a maior ponte suspensa do mundo. É a esperança para fazer renascer o turismo

O Turismo de Arouca está a enfrentar dificuldades devido à quebra gerada pela pandemia, mas os empresários aguardam com expectativa a abertura daquela que será a maior ponte suspensa do mundo, já descrita como "extraordinária". Ainda …

"Será difícil não voltar a adiar a abertura" dos centros comerciais na região de Lisboa

O presidente da Associação dos Médicos de Saúde Pública, Ricardo Mexia, considerou que "será difícil não voltar a adiar a abertura" dos centros comerciais na Grande Lisboa, tendo em conta os números da região nos …

Atraso na partilha de informação. Responsáveis da OMS recusam responder a perguntas sobre China

Os mais altos responsáveis da Organização Mundial de Saúde (OMS) recusaram-se esta quarta-feira a responder diretamente a perguntas sobre um atraso da China na partilha do mapa genético do novo coronavírus com a agência. Três perguntas …

Espanha reabre fronteiras a 22 de junho. Portugal diz que ainda não há uma decisão tomada

Espanha vai reabrir as fronteiras com Portugal e França a 22 de junho. O país tinha planeado abrir as fronteiras ao turismo estrangeiro a 1 de julho, mas decidiu adiantar a data. Porém, Portugal diz …

Conceição critica arbitragem, mas em Espanha fala-se de penálti de Pepe "que roça o escândalo"

Os 'dragões' perderam no primeiro jogo após a retoma do campeonato. Sérgio Conceição deixou críticas à arbitragem, mas em Espanha fala-se de um penálti escandaloso... de Pepe. O FC Porto ficou com a liderança da I …

Redução do IVA, abono para crianças e incentivos para comprar elétricos. O plano de 130 mil milhões de Merkel

A chanceler alemã, Angela Merkel, anunciou esta quinta-feira um pacote de estímulo de 130 mil milhões de euros para este ano e 2021, para impulsionar a economia do país, duramente atingida pela pandemia de covid-19. Entre …

De Jorge Jesus a Bruno de Carvalho. Rui Pinto terá espiado 72 pessoas e entidades

O português Rui Pinto terá espiado 72 pessoas e entidades, acusa o Tribunal da Relação de Lisboa. A defesa do denunciante criticou a manutenção da prisão preventiva. De acordo com o acórdão do Tribunal da Relação …

Empresas podem manter lay-off até ao fim de setembro. Apoio pode chegar a 85% do salário

Os traços gerais do plano do Governo para a retoma da economia e para tentar travar a escalada do desemprego foram apresentados aos parceiros sociais, esta terça-feira, por Ana Mendes Godinho, ministra do Trabalho, Solidariedade …