Explosões com Galaxy Note 7 fazem Samsung perder 10 mil milhões num só dia

(dr) Samsung

Samsung Galaxy Note 7

As ações da Samsung estão a afundar depois da gigante da eletrónica ter advertido os clientes em todo o mundo para pararem de usar o seu smartphone Galaxy Note 7 devido a casos de baterias que explodiram.

A Samsung anunciou no passado dia 2 a retirada do seu novo telemóvel do mercado, depois de detetadas anomalias nas baterias que levaram mesmo à sua explosão durante o carregamento dos aparelhos.

Com o crescente receio de que as baterias se incendeiem, a empresa elevou o seu alerta, dizendo aos utilizadores do Galaxy Note 7 em todo o mundo para desligarem de imediato o smartphone.

Desde então, foram vários os episódios tornados públicos que têm contribuído para este pesadelo da marca que parece não ter fim.

Por exemplo, um utilizador sofreu queimaduras de segundo e terceiro grau quando o smartphone explodiu no seu bolso.

Daniel Ramirez, depois de tratado e analisado a situação, decidiu mesmo avançar com um processo judicial à empresa sul-coreana.

Antes disso, um automóvel incendiou porque o dono da viatura deixou o telemóvel a carregar no seu interior enquanto descarregava umas compras.

@androids / Twitter

Samsung Galaxy Note 7 estragado

Samsung Galaxy Note 7 estragado

Perante este tipo de incidentes, companhias aéreas em todo o mundo proibiram os passageiros de usar estes smartphones durante os voos.

Estas medidas fizeram os acionistas da gigante tecnológica retrair os seus investimentos e retirar o seu precioso dinheiro da empresa sul-coreana.

Num só dia, a Samsung perdeu 10 mil milhões de dólares dos acionistas com uma retração na bolsa de 3.9%.

Esta segunda-feira, ao final da manhã, as ações da firma afundavam 7,11% na bolsa de Seul para 1,46 milhões de won (1.168 euros).

“Toda a situação em torno da Samsung está a tornar-se mais séria e complicada à medida que mais autoridades nacionais em todo o mundo advertem os seus cidadãos para pararem de utilizar o Note 7”, observou Hwang Min-Sung, analista na Samsung Securities.

As repercussões da retirada do mercado – que envolve 2,5 milhões de aparelhos vendidos até ao momento em dez países – pode reduzir o lucro da firma no final do ano em mais de um bilião de won (800,5 mil milhões de euros), alertou o mesmo responsável.

A Samsung lançou o Note 7 mais cedo do que era esperado, mais concretamente antes do lançamento do iPhone 7, na passada quarta-feira.

O Galaxy Note 7 é um dispositivo topo de gama, resistente à água e com scanner de íris ocular, que está a ser comercializado mundialmente desde 19 de agosto.

O lançamento em Portugal, que estava previsto para a semana passada, foi entretanto adiado.

ZAP / Lusa / 4gnews

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Banco BiG: EUA e China vão chegar a acordo, mas não será duradouro

No "Outlook" para 2020, os analistas do banco BiG defendem que será improvável que Estados Unidos e China cheguem a um consenso suficiente para reverter as taxas aduaneiras impostas. De acordo com os analistas do banco …

Alemanha expulsa dois diplomatas russos. Rússia vai tomar medidas

Dois diplomatas russos, acusados pelo Ministério Público alemão de falta de cooperação na investigação de um homicídio, foram expulsos da Alemanha. A Rússia já reagiu e avisou que tomará medidas. Esta quarta-feira, a Alemanha expulsou "com …

Segurança Social demora quase cinco meses a pagar pensões

Em 2018, os beneficiários da Segurança Social tiveram de esperar, em média, 147 dias - cerca de cinco meses -, entre o dia que se aposentaram e o momento que começaram a receber a pensão …

Empresas fechadas e 28 mil despedimentos. Setor têxtil pode atravessar crise

Até 2025, a indústria têxtil em Portugal pode ver um terço das empresas a fecharem e 28 mil trabalhadores a serem despedidos. Este é o pior cenário equacionado no setor nos próximos anos. O setor da …

Ministério Público arquiva queixa de Aguiar-Branco contra Ana Gomes por difamação

Aguiar Branco tinha levantado um processo de difamação a Ana Gomes por declarações sobre alegadas ligações entre o seu escritório de advogados e o grupo Martifer. O Ministério Público (MP) arquivou a queixa apresentada pelo ex-ministro …

66 louvores a funcionários. Centeno é o ministro mais "agradecido" de todo o Governo

Mário Centeno e os seus secretários de Estado publicaram em Diário da República 66 louvores. O seu gabinete garante que não há qualquer significado político associado - nem mesmo uma despedida anunciada. O louvor é dado …

Os glaciares da Nova Zelândia estão a mudar de cor

À medida que o Hemisfério Sul entra no verão, acontece uma temporada catastrófica de incêndios florestais na costa leste da Austrália. Há casas destruídas, coalas a morrer e um fumo espesso que cobre o estado …

Não se irrite. Fisco vai comunicar de forma mais clara

A Autoridade Tributária e Aduaneira vai lançar um serviço de apoio e defesa ao contribuinte que usará uma linguagem mais simples e clara. A alteração é inspirada num modelo britânico. A Autoridade Tributária e Aduaneira vai …

Juiz Rui Rangel justificou ganhos com direitos de autor de programa televisivo

O juiz afirmou, perante o plenário do Conselho Superior da Magistratura, que os ganhos fora da magistratura correspondiam a direitos de autor de um programa na televisão. O juiz Rui Rangel, que foi demitido da magistratura esta …

Governo faz ultimato: empresas têm 30 dias para regularizar fundos europeus parados (ou devolver dinheiro)

O Governo vai dar 30 dias para que as empresas que têm fundos comunitários parados regularizem a situação. Findo esse período, terão de devolver o dinheiro. José Mendes, secretário de Estado do Planeamento, garantiu, em entrevista …