Explosões com Galaxy Note 7 fazem Samsung perder 10 mil milhões num só dia

(dr) Samsung

Samsung Galaxy Note 7

As ações da Samsung estão a afundar depois da gigante da eletrónica ter advertido os clientes em todo o mundo para pararem de usar o seu smartphone Galaxy Note 7 devido a casos de baterias que explodiram.

A Samsung anunciou no passado dia 2 a retirada do seu novo telemóvel do mercado, depois de detetadas anomalias nas baterias que levaram mesmo à sua explosão durante o carregamento dos aparelhos.

Com o crescente receio de que as baterias se incendeiem, a empresa elevou o seu alerta, dizendo aos utilizadores do Galaxy Note 7 em todo o mundo para desligarem de imediato o smartphone.

Desde então, foram vários os episódios tornados públicos que têm contribuído para este pesadelo da marca que parece não ter fim.

Por exemplo, um utilizador sofreu queimaduras de segundo e terceiro grau quando o smartphone explodiu no seu bolso.

Daniel Ramirez, depois de tratado e analisado a situação, decidiu mesmo avançar com um processo judicial à empresa sul-coreana.

Antes disso, um automóvel incendiou porque o dono da viatura deixou o telemóvel a carregar no seu interior enquanto descarregava umas compras.

@androids / Twitter

Samsung Galaxy Note 7 estragado

Samsung Galaxy Note 7 estragado

Perante este tipo de incidentes, companhias aéreas em todo o mundo proibiram os passageiros de usar estes smartphones durante os voos.

Estas medidas fizeram os acionistas da gigante tecnológica retrair os seus investimentos e retirar o seu precioso dinheiro da empresa sul-coreana.

Num só dia, a Samsung perdeu 10 mil milhões de dólares dos acionistas com uma retração na bolsa de 3.9%.

Esta segunda-feira, ao final da manhã, as ações da firma afundavam 7,11% na bolsa de Seul para 1,46 milhões de won (1.168 euros).

“Toda a situação em torno da Samsung está a tornar-se mais séria e complicada à medida que mais autoridades nacionais em todo o mundo advertem os seus cidadãos para pararem de utilizar o Note 7”, observou Hwang Min-Sung, analista na Samsung Securities.

As repercussões da retirada do mercado – que envolve 2,5 milhões de aparelhos vendidos até ao momento em dez países – pode reduzir o lucro da firma no final do ano em mais de um bilião de won (800,5 mil milhões de euros), alertou o mesmo responsável.

A Samsung lançou o Note 7 mais cedo do que era esperado, mais concretamente antes do lançamento do iPhone 7, na passada quarta-feira.

O Galaxy Note 7 é um dispositivo topo de gama, resistente à água e com scanner de íris ocular, que está a ser comercializado mundialmente desde 19 de agosto.

O lançamento em Portugal, que estava previsto para a semana passada, foi entretanto adiado.

ZAP / Lusa / 4gnews

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Máscaras e luvas usadas para proteger contra covid-19 enchem rios europeus

Os principais rios da Europa estão cheios de máscaras cirúrgicas e luvas médicas descartadas por pessoas que utilizaram estes equipamentos para se protegem contra o novo coronavírus, denunciaram cientistas. Segundo noticiou na segunda-feira a agência AFP, …

Dez milhões de crianças "podem nunca voltar à escola" após coronavírus

A pandemia de coronavírus causou uma "emergência educacional sem precedentes", com 9,7 milhões de crianças afetadas pelo encerramento de escolas em risco de nunca voltar às aulas, alertou na segunda-feira a Organização Não Governamental (ONG) …

Nos Estados Unidos, há uma máquina obsoleta a dificultar a resposta à pandemia. Chama-se fax

O facto de vários departamentos de saúde pública norte-americanos ainda utilizarem o fax para trocarem informação com hospitais, centros de saúde e laboratórios que realizam testes de deteção do novo coronavírus é um grande problema …

Uber passa a estar disponível em todo o país

A plataforma de transporte pode, a partir desta terça-feira, ter operadores em todo o território nacional, considerando ser um passo importante num contexto em que o turismo interno ganha relevância, no âmbito da pandemia da …

Profissionais do SNS já trabalharam oito milhões de horas extra no primeiro semestre

No primeiro semestre de 2020, contam-se mais 1,2 milhões de horas suplementares trabalhadas, sendo que só em maio a subida foi superior a 471 mil. Segundo o Jornal de Notícias, nos primeiros seis meses deste ano, …

Rui Moreira diz que não é possível prevenir festejos de adeptos do FC Porto

O presidente da Câmara Municipal do Porto disse, esta terça-feira, não ser possível tomar medidas de prevenção em relação a possíveis festejos de adeptos do FC Porto pela conquista do título, pedindo apenas que se …

Mulher assintomática provoca surto de 71 infetados na China. Bastou entrar sozinha num elevador

A passagem de uma mulher infetada com covid-19, mas assintomática, por um elevador de um edifício habitacional na China deu origem a um surto de 71 contagiados. De acordo com o estudo publicado pelo Centro de …

Detido em França um dos pedófilos da "darknet" mais procurados do mundo

A polícia francesa prendeu um suspeito de gerir portais na "darknet" que permitiram a "milhares de internautas de todo o mundo ter acesso a fotografias ou vídeos de caráter pedopornográfico", anunciou, esta segunda-feira, o Ministério …

Mais seis mortes e 233 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, esta terça-feira, mais seis mortes e 233 novos casos de infeção por covid-19 em relação a segunda-feira. Segundo o boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS), dos 233 novos casos, 143 são na região …

Itália restitui a França obra de Banksy roubada do Bataclan

Itália anunciou, esta terça-feira, que vai devolver a França uma obra atribuída a Banksy, uma homenagem às vítimas dos ataques terroristas em Paris, em 2015, roubada em 2019 e encontrada numa quinta perto de Roma. Antes, …