Samsung ainda não sabe porque os Galaxy Note 7 explodem

AP

Um Galaxy Note 7 a estourar apanhado por uma câmara de vigilância

Depois de a Samsung já se ter resignado a cancelar o Galaxy Note 7, importa agora perceber a origem do problema – que afinal, poderá nem sequer ter a ver com as baterias.

O lançamento, recolha e cancelamento do Galaxy Note 7 vai ficar para a história como um dos maiores falhanços de sempre no sector mobile; e também um dos mais dispendiosos, pois irá custar vários milhares de milhões de euros em prejuízos directos, a que se somarão os danos a médio e longo prazo derivados deste incidente.

Mas importará também analisar em detalhe o que terá estado na origem deste problema, e isso parece ser mais complicado do que se pensava. Segundo o New York Times, os engenheiros da própria Samsung continuarem sem saber porque motivo os Galaxy Note 7 estão a estourar.

Mesmo com centenas de engenheiros dedicados a essa tarefa, a tarefa de tentar replicar o que leva os Note 7 a estourar continua a ser uma verdadeira “missão impossível”.

Tal não será assim tão difícil de perceber: foram registadas algumas dezenas de casos de Note 7 a arder (mais concretamente, 96, segundo diz a marca), mas é preciso ter em conta que continuam a ser uma ínfima percentagem num universo de vários milhões de unidades.

(dr) Android Authority

-

É da bateria ou do carregador?

E não menos intrigante é que esse problema tenha continuado mesmo nos novos Note 7 equipados com baterias de outro fornecedor – algo que já leva algumas pessoas a suspeitar que o problema possa não ser das baterias, mas de algo como o circuito de carga rápida.

Tal não explicaria, no entanto, os casos em que os Note 7 arderam mesmo sem estar ligados a um carregador.

Mesmo que se trate de apenas 0.00001% (o que representaria 10 Galaxy Note 7 “explosivos” por cada milhão de unidades), continuará a ser uma percentagem inadmissível – tendo em conta os riscos, considerando que toda e qualquer bateria de lítio é uma potencial bomba em miniatura.

A parte positiva que poderá resultar de todo este episódio é que milhões de pessoas ficarão mais sensibilizadas para os riscos associados às baterias – sem prejuízo de que a Samsung tenha que explicar o que realmente terá estado na origem do problema.

E talvez possa incentivar a que finalmente se aposte em novas tecnologias que nos tragam bateria mais seguras e eficientes.

Aberto até de Madrugada

PARTILHAR

RESPONDER

Novas demissões na Agência de Informações Financeiras do Vaticano

Um membro da entidade de regulação financeira do Estado do Vaticano, Marc Odendall, demitiu-se na sequência de buscas realizadas pela polícia e que originaram na suspensão do organismo do sistema de comunicações global. Marc Odendall, banqueiro …

Governo e Liga de clubes discutem redução do IVA para espetáculos desportivos

Secretário de Estado do Desporto afirma querer ouvir as reivindicações do organismo, mas sem se comprometer. O secretário de Estado da Juventude e do Desporto anunciou ontem que vai reunir-se com representantes da Liga Portuguesa de …

Tufão obriga a retirada de cerca de cinco mil pessoas do norte das Filipinas

Cerca de cinco mil pessoas foram retiradas do norte das Filipinas devido à aproximação do tufão Kalamaegi, que deverá tocar terra na província de Cagayan nas próximas horas, disseram esta terça-feira as autoridades locais. "Estamos preparados …

Acabaram-se as trotinetas no Algarve. Duraram 10 meses

A vereadora considera, no entanto, que a experiência foi “positiva”, já que permitiu recolher dados de mobilidade, nomeadamente, da utilização destas soluções em pequenos trajetos, ao mesmo tempo que colocou a questão na agenda pública. Sophie …

EasyJet diz que será a primeira a alcançar a neutralidade carbónica na aviação

A companhia aérea britânica easyJet afirmou esta terça-feira que será a primeira no mundo a alcançar a neutralidade carbónica através das compensações. Num comunicado publicado no seu site oficial, a companhia low cost anuncia ainda um …

Número de pré-avisos de greve até outubro é o mais alto dos últimos quatro anos

O número de pré-avisos de greve até outubro foi o mais alto dos últimos quatro anos, totalizando 781, segundo dados da Direção Geral do Emprego e das Relações do Trabalho (DGERT). Entre janeiro e outubro deste …

Na Índia, já há "bares de oxigénio" para quem quiser respirar ar puro

A Índia é um dos países mais contaminado do mundo. Desde o final de outubro, a poluição alcançou um nível crítico devido à queimada de restolhos nos campos. Agora, há uma solução arrojada para que os …

Depois do Papão Harrison, o novo exame foi "duro" (e muitos jovens médicos já pensam em emigrar)

Foram quatro horas de exame, com 150 perguntas, na temida Prova Nacional de Acesso para a Formação Especializada em Medicina e muitos dos jovens médicos não conseguiram concluí-la. Os que temem não conseguir aceder à …

Situação trágica. "Veneza está a desaparecer"

A situação em Veneza é trágica, com 85% da cidade italiana inundada depois das piores cheias dos últimos anos. Mas estas inundações são apenas um alerta para o que pode vir a seguir, já que …

Documentos internos do governo chinês revelam plano "sem piedade" contra muçulmanos

O jornal norte-americano New York Times recebeu 403 páginas de documentos internos do governo chinês relacionados com a limpeza étnica na província de Xinjiang. Nesta província, foram criados mais de 500 campos de concentração onde uigures, …