/

Escusa de juíza próxima do PS atrasa recurso de Sócrates sobre Carlos Alexandre

4

José Sena Goulão / Lusa

Supremo Tribunal de Justiça autorizou escusa de juíza próxima do PS. Recurso de Sócrates sobre afastamento de Carlos Alexandre está para ser decidido desde novembro de 2017.

Desde novembro que José Sócrates, antigo primeiro-ministro, espera para saber o resultado do recurso no qual pede o afastamento do juiz Carlos Alexandre.

Para a demora terá contribuído o pedido de escusa da juiza Maria José Machado que alegou, a 4 de janeiro, que a sua proximidade ao Partido Socialista poderia pôr em causa a perceção pública da imparcialidade de uma futura decisão.

O Supremo Tribunal de Justiça concordou e a 5 de fevereiro o recurso foi distribuído a um novo desembargador cuja identidade não é revelada pela Relação de Lisboa.

A 9 de fevereiro tinha sido noticiado que o Tribunal da Relação de Lisboa recusou afastar o juiz Carlos Alexandre, mas, de acordo com o Observador que cita o juiz presidente Orlando Nascimento, essa notícia está incorreta.

“O processo do incidente de recusa de Carlos Alexandre está ainda por decidir”. O equívoco nasceu do facto de ter sido decidido no dia 8 de fevereiro o indeferimento de um pedido de recusa do juiz Ivo Rosa, o segundo juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal, apresentado pelo Ministério Público.

  ZAP //

4 Comments

  1. Acho piada a estes comentários. Queixam-se de que está tudo feito para atrasar o processo, contudo, se a juíza não tivesse pedido escusa, cá estariam os mesmíssimos comentadores, muito indignados, a queixar-se de que, sendo ela próxima do PS, estava tudo feito para ilibar “o 44”.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE