Defesa diz que Bárbara Vara de nada beneficiou (e apenas “obedeceu” ao pai)

Tiago Petinga / Lusa

O advogado de defesa de Bárbara Vara alegou esta sexta-feira, no debate instrutório da Operação Marquês, que não pode ser imputado qualquer benefício à arguida e que era o pai quem movimentava o dinheiro que tinham na conta.

Bárbara Vara, filha do ex-ministro Armando Vara e também arguido no processo, está acusada de dois crimes de branqueamento de capitais em coautoria.

João Cluny considerou que a sua cliente “não está neste processo pelos factos que lhes são imputados porque são falsos e incapazes de preencher os crimes de que está acusada porque não os cometeu, estará certamente por outras razões”, deixando no ar a ideia de que Barbara Vara é uma das arguidas da Operação Marquês por ser filha de quem é.

O advogado João Cluny começou por dizer que “não há no processo um único benefício que lhe seja imputado”. Em 2005, foi o pai que lhe pediu para abrirem uma conta bancária e o dinheiro depositado pertencia a Armando Vara e era, exclusivamente, por este movimentado, relatou. “Ela não tinha acesso aos extratos bancários e nem sequer recebia a correspondência. A conta era do pai e era ele que assinava todos os documentos”, afirmou o advogado em contraponto com os argumentos da acusação que imputa à arguida dois crimes de branqueamento de capitais.

O advogado afirmou ainda que o próprio Armando Vara “assumiu sempre a titularidade dos montantes da conta”, na fase de inquérito e depois na instrução perante o juiz Ivo Rosa.

“A nossa constituinte via o pai como um ídolo, tinha imensa admiração e uma confiança ilimitada e isso justifica ter aceitado abrir uma conta bancária a pedido dele. A partir dai não teve qualquer conhecimento nem intervenção”, acrescentou o defensor.

João Cluny alega também que os documentos financeiros que constam dos autos “mostram de forma clara que Barbara Vara nunca movimentou a conta nem deu ordem de movimentos”. Ainda no sentido de rebater a tese do dolo nos dois crimes imputados a Bárbara Vara, o advogado alegou que Armando Vara tudo fez para que ela não soubesse das movimentações da referida conta, pelo que diz ser falso que a acusação considere que a arguida sempre teve conhecimento de tudo.

Bárbara Vara é um dos 28 arguidos do processo – 19 pessoas e nove empresas – que globalmente estão acusados de 188 crimes económico-financeiros na Operação Marquês.

O Ministério Público pediu esta quinta-feira ao juiz Ivo Rosa, que lidera a fase de instrução da Operação Marquês, que leve todos os 28 arguidos do processo (19 pessoas e nove empresas) a julgamento. Estão em causa suspeitas de 188 crimes de natureza económica

Os factos que foram investigados na Operação Marquês tiveram lugar entre 2006 e 2015.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Assembleia de credores aprova recuperação da Groundforce

Esta quarta-feira, os credores da Groundforce aprovaram a recuperação da empresa. Em causa está uma dívida de 154 milhões de euros. Os credores da Groundforce, reunidos esta quarta-feira em assembleia de credores, no tribunal de Monsanto, …

Europeus acreditam numa "guerra fria" entre os EUA e a China e Rússia

A maioria dos cidadãos da União Europeia (UE), 62%, considera que os Estados Unidos (EUA), com apoio das instituições comunitárias, estão numa nova "guerra fria" com a China, mas recusam envolvimento nacional, revelou um inquérito …

Desenho de Van Gogh esteve guardado mais de 100 anos. Agora, é exibido pela primeira vez

O Museu de Amesterdão, nos Países Baixos, ganhou um novo inquilino: Study for 'Worn Out', um desenho recém-descoberto de Vincent van Gogh. O holandês Vincent van Gogh ainda continua a impressionar o mundo inteiro com a …

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão. A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar …

Apenas um terço das crianças em 91 países tem acesso a uma alimentação adequada, alerta UNICEF

Apenas um terço das crianças com menos de dois anos em 91 países em desenvolvimento têm acesso aos alimentos que necessitam para um crescimento saudável, revelou um relatório da UNICEF, apontando que nenhum progresso foi …

Preços das casas voltaram a aumentar no segundo trimestre

Entre abril e junho, o índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu 6,6% em termos homólogos. A revelação foi feita esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). O Índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu …

China anuncia fim de novas centrais a carvão no estrangeiro

Segundo os especialistas, o impacto da medida deverá depender da forma como será implementada, podendo ter um grande impacto na luta contra as alterações climáticas. Num anúncio bem recebido por ativistas e organizações ambientes, a China …

Roménia vai distribuir €200 mil a quem tiver vacinação completa contra a covid-19

A Roménia anunciou uma "lotaria de vacinação" que distribuirá prémios de até 200.000 euros entre aqueles que tiverem a vacinação completa, na tentativa de elevar a taxa de imunização, a segunda mais baixa da União …

Antes da invasão ao Capitólio, Bannon ajudou a planear estratégia para "matar a presidência de Biden no berço"

O estrategista-chefe da campanha de Donald Trump, Steve Bannon, revelou que falou com o ex-Presidente antes da invasão ao Capitólio, a 06 de janeiro, discutindo as condições para "matar a presidência de [Joe] Biden no …

Costa prepara novo alívio de restrições para vigorar a partir de 1 de outubro

António Costa prepara-se para anunciar, na quinta-feira, o levantamento de um conjunto de restrições que vigoraram por causa da covid-19. O primeiro-ministro, António Costa, prepara-se para anunciar na quinta-feira o levantamento de um conjunto de restrições …