António Costa aponta para confinamento geral com horizonte de um mês

Rodrigo Antunes / Lusa

O primeiro-ministro, António Costa

O primeiro-ministro afirmou, esta terça-feira, no final da reunião no Infarmed, que há um grande consenso para que as medidas de confinamento geral a decretar tenham um horizonte de um mês.

O primeiro-ministro declarou que a reunião com os epidemiologistas permitiu concluir que “houve um grande consenso” sobre a trajetória de crescimento de novos casos de infeção do novo coronavírus e que “as medidas devem ter um horizonte de um mês”.

“Estamos perante uma dinâmica de fortíssimo crescimento de novos casos que é necessário travar”, salientou António Costa, acrescentando que o confinamento tem de ser de um mês porque as medidas demoram duas a três semanas a produzir efeitos.

O chefe do Executivo confirmou que a grande divergência entre os especialistas está relacionada com o funcionamento das escolas. Todos são convergentes em relação às crianças até aos 12 anos, mas “a dúvida está nas faixas intermédias”, assumiu Costa, citado pelo jornal online Observador.

“O decisor político não vai poder tomar a decisão com base no que disseram os especialistas” e terá de usar a sua “própria inteligência e perceção”, afirmou o primeiro-ministro, informando que vai ouvir diretores de escolas e associações de pais.

Costa destacou que entre a população a “perceção do risco tem vindo a diminuir, assim como o uso de máscara”, alertando, por isso mesmo, que “todas as medidas de prevenção são uma arma imprescindível“.

Relativamente ao setor económico, o líder do Governo diz que, “acima de tudo está a vida das pessoas”, mas reconhece que tem de se dar “apoio ao rendimento das famílias, proteger o emprego e as empresas”.

O Presidente da República vai consultar por telefone, esta tarde, os partidos políticos com assento parlamentar sobre a renovação do estado de emergência.

Esta informação foi divulgada através de um comunicado no portal da Presidência da República, na qual se lia também que Marcelo Rebelo de Sousa “já realizou novo teste com o INEM” de diagnóstico ao novo coronavírus, depois de outro que fez anteriormente ter dado negativo.

Entretanto, soube-se que o resultado deste último teste foi negativo e, portanto, o chefe de Estado aguarda agora as instruções das autoridades de saúde.

Marcelo cancelou as audiências marcadas para hoje aos partidos políticos depois de saber, esta segunda-feira, que tinha testado positivo ao novo coronavírus.

Marcelo Rebelo de Sousa, que se encontra em isolamento no Palácio de Belém, em Lisboa, assistiu, por videoconferência, à reunião desta manhã no Infarmed sobre a situação epidemiológica da covid-19 em Portugal.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

"Guerra das matrículas" faz escalar tensão entre Sérvia e Kosovo

Esta semana, a fronteira entre o norte do Kosovo e a Sérvia esteve bloqueada por protestos de elementos da etnia sérvia, que não aceitam a decisão do governo kosovar, de etnia albanesa, de proibir a …

Num golpe de "fake it until you make it", Hong Kong vai a eleições a saber o vencedor

Hong Kong prepara-se para as primeiras eleições legislativas após as mudanças no sistema eleitoral implementadas pela China para garantir a vitória dos seus aliados. Aos olhares mais desatentos, as eleições em Hong Kong são mais um …

Stefano Pioli propõe regra de basquetebol que contribui para um "futebol de ataque"

O treinador do Milan, Stefano Pioli, propõe uma alteração nas regras do futebol que promete revolucionar o desporto rei. De forma semelhante ao basquetebol, uma vez dentro do meio campo adversário, as equipas não poderiam voltar …

Um dos maiores sites de dados sobre a covid-19 na Austrália é, afinal, gerido por adolescentes

Aproveitando o momento em que passaram a integrar as estatísticas que os próprios fazem chegar diariamente à população australiana, o grupo de três jovens revelou a sua identidade para surpresa de muitos dos seus seguidores. …

Mais cinco mortes e 713 casos confirmados em Portugal

Portugal registou, este sábado, mais cinco mortes e 713 casos confirmados de covid-19, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este sábado registaram-se mais cinco mortes e 713 novos casos …

Dirigente da Huawei detida no Canadá pode voltar à China após acordo com EUA

A justiça dos EUA aceitou hoje o acordo entre o Departamento da Justiça e a Huawei, que vai permitir à filha do fundador e diretora financeira do conglomerado chinês de telecomunicações regressar à China. Uma juíza …

Depois do coro de críticas, brasões da Praça do Império passam do jardim para a calçada

Os brasões florais que representam as capitais de distrito e as ex-colónias portuguesas vão mesmo ser retirados da Praça do Império, em Lisboa, mas passarão a estar representados em pedra da calçada. É a solução …

Vulcão, La Palma

Aeroporto de Las Palmas inoperacional devido à acumulação de cinzas

O aeroporto de La Palma, na Ilha de Tenerife, nas Canárias, está inoperacional por acumulação de cinzas, resultante da erupção do vulcão Cumbre Vieja, informou hoje a empresa gestora dos aeroportos e do tráfego aéreo …

Siza Vieira reforça que é "trabalho" dos Bancos discutir com os clientes o reembolso das moratórias

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, reforça que cabe aos Bancos "discutir com os seus clientes que têm moratórias nos sectores mais afectados" pela pandemia o reembolso das dívidas após o fim destes mecanismos …

Domingos Soares de Oliveira de saída do Benfica

Além de João Varandas Fernandes e José Eduardo Moniz, o administrador Domingos Soares de Oliveira também não vai integrar a lista de Rui Costa para as próximas eleições. Rui Costa confirmou na terça-feira que é candidato …