/

Conselho Europeu reúne-se para evitar uma guerra de vacinas. Biden é o convidado especial da hora do jantar

Stephanie Lecocq / AFP

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen

Esta quinta-feira, os chefes de Estado e de Governo da União Europeia (UE) vão reunir-se numa cimeira que tem como objetivo evitar bloqueios de exportações e guerras de vacinas desnecessárias. Por volta da hora do jantar, vão contar com a presença, por videoconferência, de um convidado especial: Joe Biden.

Segundo o Expresso, um alto responsável europeu revelou que vários países têm-se mostrado “prudentes quanto à aplicação” de um mecanismo que aperta o controlo das exportações para fora do bloco europeu.

Um dia depois de a Comissão Europeia ter proposto um reforço do controlo sobre as exportações de vacinas, os chefes de Estado e de Governo vão reunir-se esta quinta-feira com um objetivo comum: evitar um bloqueio de exportações por parte da UE, que pode criar problemas mais graves na cadeia de abastecimento global

A proposta da Comissão para reforçar o mecanismo de autorização de exportação de vacinas deverá funcionar como um alerta para se evitar uma guerra de vacinas desnecessária, nomeadamente com o Reino Unido.

De acordo com este princípio, a UE verificaria se os países para os quais são exportadas vacinas estão a devolver a solidariedade ou, se pelo contrário, estão a travar a chegada de doses e componentes à União Europeia. Nesse caso, as exportações arriscam ser bloqueadas.

O semanário avança, no entanto, que há vários países reticentes em aplicar a “ideia de reciprocidade“.

Na reunião desta quinta-feira, as vozes vão soar em uníssono e defender o aumento dos esforços para acelerar a produção e distribuição de vacinas e garantir que as farmacêuticas não criam mais atrasos.

A AstraZeneca continua debaixo de fogo pelas falhas na distribuição de vacinas à União Europeia. Além disso, as 29 milhões de doses encontradas numa fábrica em Itália lançou ainda mais confusão, pelo facto de ter sido avançado que seriam destinadas ao Reino Unido.

Os britânicos já negaram e a farmacêutica garantiu que as doses se destinam à União Europeia e aos países de baixos rendimentos.

Por volta da hora do jantar – 19h45 (hora de Lisboa) – os chefes de Estado e de Governo da UE vão ter um convidado especial a participar na reunião do Conselho Europeu: o Presidente norte-americano Joe Biden.

Este será o primeiro contacto do governante com os líderes europeus, que irá dirigir-se aos 27 para falar de cooperação e do futuro da relação transatlântica. No final, António Costa, enquanto presidente do Conselho da UE, deverá falar em nome dos restantes.

O Expresso avança que deverão ser abordados temas de interesse comum: o combate às alterações climáticas; o combate à pandemia de covid-19; e a relação com a Rússia.

A videoconferência de líderes arranca às 12h de Lisboa.

  Liliana Malainho, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE