Mortes nos Comandos. Governo só indemniza famílias se for condenado

António Cotrim / Lusa

O Governo deu ordem para parar as negociações com as famílias dos recrutas que morreram durante o 127.º Curso de Comandos, que decorreu na região de Alcochete, em 2016.

Segundo o Jornal de Notícias, o Governo travou, no último trimestre do ano passado, a negociação a que dera início para o pagamento de indemnizações às famílias dos recrutas mortos durante a chamada “Prova Zero” do 127.º Curso de Comandos, em 2016.

A intenção do Estado é esperar pelo final do julgamento, que já teve início há mais de um ano e não tem data para terminar. Ao jornal, o Ministério da Justiça respondeu que, se houver um acordo, irá ponderar se “a transação deve ou não ser autorizada”, “à luz do interesse público”.

Em declarações ao diário, o advogado das famílias das vítimas, Ricardo Sá Fernandes, diz que esta é uma decisão “lamentável”.

“Noutras situações que conhecemos desta natureza — como Pedrógão Grande —, o Estado sempre avançou, independentemente da responsabilidade criminal, por entender que, mesmo que não haja responsabilidade criminal, há o funcionamento do sistema em geral que falha”, frisa o advogado.

Hugo Abreu, instruendo de 20 anos, morreu durante a “Prova Zero”, que decorreu a 4 de setembro de 2016, devido a um “golpe de calor”. Uma semana depois, outro instruendo com a mesma idade, Dylan da Silva, faleceu no Hospital Curry Cabral. Vários outros instruendos sofreram lesões graves e tiveram de ser internados.

Segundo a RTP, as famílias destes dois militares, assim como de um outro que ficou ferido, exigem, no total, mais de 740 mil euros de indemnização.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. O Governo português só não suspende o pagamento das subvenções políticas aos parasitas da política como o António Guterres e tantos outros que as acumulam com os chorudos ordenados que auferem e os subsídios a todos aqueles que nunca trabalharam, nunca descontaram e nunca pagaram impostos.

    • Completamente de acordo!
      O Guterres devia ter vergonha de “roubar” mensalmente mais de 4 mil euros aos portugueses!!
      É pena que nenhum jornalista lhe pergunte directamente porque faz isso a Portugal!…
      Até criminosos condenados como o Vara e o Duarte Lima recebem subvenções…

  2. Pois claro que não! Não são banqueiros, nem as famílias dos estudantes do Meco, nem os polícias que afinal só andam fardados porque querem. Não é esta gente que o povo gosta de ver no poder? Metemo-nos com o PS, levamos, Jorge Coelho dixit. Já foi há quase 19 anos mas o povo não aprende! Pensam que é a brincar… É bem merecido!

  3. Acho bem!!
    Porque razão haveria o Governo de usar, mais uma vez, o nosso dinheiro para sermos nós todos a pagar pelos erros de duas ou três pessoas?!
    Há um processo a correr onde os responsáveis serão apurados, portanto é esperar para ver.
    Se, no fim, as famílias tiverem mesmo direito a ser indiminizadas pelo Estado, que sejam.
    .
    Comparar este caso com o de Pedrógão só mostra a “raça” dos advogados!…

Responder a Eu! Cancelar resposta

Crise no setor de petróleo pode ser a pior dos últimos 100 anos

A crise no setor de petróleo pode ser a pior dos últimos 100 anos, antevê o presidente da Petrobras. O brasileiro calcula que o preço do barril de petróleo caia dos 40 para os 25 …

Ministro alemão encontrado morto "estava muito preocupado" com apoio à população

O ministro das Finanças do Estado alemão de Hesse, Thomas Schäfer, foi encontrado morto no sábado. O corpo do político estava nos carris de uma linha de comboios de alta velocidade, na cidade de Hochheim, …

Oposição denuncia sequestro de dois membros da equipa de Guaidó

Este domingo, a oposição venezuelana denunciou que alegados funcionários das forças de segurança sequestraram dois membros da equipa do líder da oposição, Juan Guaidó. Rafael Rico, do partido Vontade Popular, indicou que o sequestro teve lugar …

Há 853 profissionais de saúde infetados. Cerco sanitário no Porto em discussão

O secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, revelou que existem 853 profissionais de saúde infetados com a covid-19 em Portugal. Em conferência de imprensa ao fim da manhã desta segunda-feira, depois de a …

Fazer despedimentos ou não renovar contratos são situações distintas, explica Siza Vieira

O ministro da Economia afirma que o acesso aos apoios financeiros do 'lay-off' simplificado está condicionado ao compromisso de não haver despedimentos, mas reconhece que despedimento e não renovação são situações distintas. O ministro da Economia …

Empresas denunciadas por abusos nos despedimentos e violações ao código de trabalho

A CGTP recebeu denúncias a 40 empresas em que são relatadas situações de abuso e aproveitamento laboral. Milhares de trabalhadores foram afetados em todo o país, garante a líder sindical. Isabel Camarinha, classificou como "muito negro" …

NOS Primavera Sound adiado para setembro

Devido ao estado de emergência em que o país se encontra, resultado do surto de COVID-19, a nona edição do NOS Primavera Sound foi adiada e vai acontecer de 3 a 5 setembro. “Perante este cenário …

Twitter apaga publicações de Bolsonaro que defendiam fim das medidas de contenção

O Twitter bloqueou dois vídeos publicados no perfil oficial de Jair Bolsonaro sobre a visita que fez no domingo a vários pontos de Brasília, contrariando as recomendações sanitárias da Organização Mundial de Saúde (OMS) para …

País vai entrar no "mês mais crítico" da pandemia (e medidas vão ser prolongadas)

O primeiro-ministro, António Costa, avisou esta segunda-feira que Portugal "vai entrar no mês mais crítico desta pandemia" da covid-19 e por isso é necessário que se prepare para esta fase. António Costa falava aos jornalistas na …

Bancos também dão moratória no crédito automóvel

Para além da moratória no crédito à habitação decretada pelo Governo, alguns bancos estão a alargar a moratória ao crédito de consumo, como por exemplo, à prestação do carro. Face à pandemia de covid-19, o Governo …