Chefe do Exército volta a nomear os cinco comandantes exonerados

(dr) presidencia.pt

O Chefe do Estado-Maior do Exército, General Frederico José Rovisco Duarte

O chefe do Estado-Maior do Exército, Rovisco Duarte, voltou a nomear para os mesmos cargos os cinco comandantes que tinha exonerado para não perturbar as averiguações internas sobre o furto de material de guerra em Tancos.

“O Exército informa que os oficiais em causa foram nomeados pelo Chefe do Estado-Maior do Exército para os mesmos cargos, com efeitos a partir de 18 de julho de 2017”, é referido num comunicado do Exército.

A decisão foi tomada “considerando que com a conclusão destas averiguações se encontram ultrapassadas as razões que justificaram a exoneração dos comandantes”.

A exoneração destes militares tinha sido anunciada no passado dia 01 pelo chefe do Estado-Maior do Exército, Rovisco Duarte, em declarações à RTP.

“Não quero que haja entraves às averiguações e decidi exonerar os cinco comandantes das unidades que de alguma forma estão relacionadas com estes processos”, anunciou Rovisco Duarte, em declarações à RTP.

O porta-voz do ramo, tenente-coronel Vicente Pereira, esclareceu posteriormente que estas exonerações visavam um “afastamento temporário” e que no final das investigações internas poderiam “voltar a funções”.

Os militares exonerados eram o comandante da Unidade de Apoio da Brigada de Reação Rápida, tenente-coronel Correia, o comandante do Regimento de Infantaria 15, coronel Ferreira Duarte, o comandante do Regimento de Paraquedistas, coronel Hilário Peixeiro, o comandante do Regimento de Engenharia 1, coronel Paulo Almeida, e o comandante da Unidade de Apoio de Material do Exército, coronel Amorim Ribeiro.

A decisão do CEME de exonerar os cinco comandantes de unidade suscitou polémica no Exército, com dois generais da estrutura superior do Exército a assumirem publicamente a sua discordância face à forma como o Rovisco Duarte geriu este caso.

O tenente-general António de Faria Menezes pediu a exoneração do comando das Forças Terrestres, ocupado agora em “suplência” pelo número 2, major-general Cóias Ferreira.

A segunda “baixa” foi a do tenente-general Antunes Calçada, que pediu a passagem à reserva por, segundo noticiou o semanário Expresso, “divergências inultrapassáveis” com o CEME alegadamente devido à forma como o general Rovisco Duarte decidiu exonerar os cinco comandantes.

// Lusa

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Pior a emenda que o sinete.
    Se foi mau exonerar, ainda é pior renomear depois do que se têm falado e do muito que há ainda por saber.
    Porque foram exonerados???
    Porque foram renomeados???

  2. pois foi só uma forma de pagar uma indemnização e voltar a integrar com mais uns milhares no bolso.
    Obrigado costa por teres acabado com a austeridade e pagarmos estes actos de gestão maravilhosa

  3. De facto vá-se lá entender este Chefe do Estado Maior do Exército. Quem é o responsável pelo desaparecimento das armas? Ninguém! Não reconheço estas Forças Armadas. Será que perdi 18 meses no meu tempo de serviço militar obrigatório?

Responder a G3 Cancelar resposta

Linha de Fundo: Benfica reforça liderança, mais recados de Conceição, um jardim de infância especial e João “rosa” Almeida

Era uma vez um Clássico... Deu empate o primeiro clássico da época 2020/21. Em Alvalade, Sporting e FC Porto igualaram-se a duas bolas, num jogo que valeu pelas mudanças de resultado, mas que nem sempre foi …

CDS critica PS por obrigar portugueses a pagar "buraco" da TAP para servir apenas Lisboa

O CDS está "chocado" por a TAP ir abandonar as quatro rotas que opera no Aeroporto Francisco Sá Carneiro e critica o PS por obrigar portugueses a pagar "buraco" da TAP para servir apenas Lisboa. O …

Contratos de associação dos colégios privados. Ministério da Educação vence todos os 55 processos judiciais

Em todos os 55 processos judiciais que os colégios privados moveram contra o Ministério da Educação em 2016, na sequência da polémica dos contratos de associação, todas as 55 decisões foram favoráveis ao Governo. O jornal …

Famílias numerosas podem pedir desconto no IVA da luz a partir de março

As famílias com cinco ou mais elementos só poderão usufruir da redução do IVA da eletricidade a partir de 1 de março e terão de o requerer junto do seu fornecedor, segundo uma portaria esta …

Vacina da gripe disponível para mais grupos. Farmácias temem não ter stock suficiente

A vacina da gripe está, a partir desta segunda-feira, disponível para mais grupos populacionais com o início da segunda fase da campanha, que estende a vacinação a pessoas com 65 ou mais anos e pessoas …

Franceses em protesto para homenagear professor decapitado. Autoridades procuram radicais islâmicos

Milhares de pessoas reuniram-se no domingo no centro de Paris numa demonstração de repúdio pela decapitação do professor que mostrou aos seus alunos desenhos do Profeta Maomé. Os manifestantes da Praça da República ergueram cartazes onde …

Proud Boys acreditam na vitória de Trump: "Vamos Ganhar". Voto antecipado começa hoje na Florida

O líder do grupo Proud Boys disse à Lusa, durante uma manifestação em Miami, que Donald Trump vai vencer as eleições presidenciais norte-americanas, e rejeitou a acusação de que é dirigente de uma organização extremista. …

Projeto desenvolve testes rápidos de baixo custo para detetar imunidade

Um consórcio de universidades e uma empresa querem desenvolver "testes rápidos e de baixo custo" para detetar a resposta imunitária ao vírus SARS-CoV-2. O projecto TecniCov, que "obteve um financiamento de 450 mil euros da Agência …

"Medo constante". Human Rights Watch denuncia tortura na Coreia do Norte

Uma organização não-governamental denunciou esta segunda-feira que o sistema norte-coreano de detenção pré-julgamento e de investigação é cruel e arbitrário, com ex-detidos a descreverem tortura sistemática, corrupção e trabalhos forçados não-remunerado. No relatório de 88 páginas, …

"Cibermáfia". Rede de criminosos "lavou" milhões de euros em Bancos portugueses

Uma rede de criminosos com origem na Europa de Leste montou um esquema de lavagem de dinheiro roubado em ataques informáticos através de Bancos de países como Portugal. Esta "cibermáfia", como é apelidada pelo Jornal de …