Chefe do Exército volta a nomear os cinco comandantes exonerados

(dr) presidencia.pt

O Chefe do Estado-Maior do Exército, General Frederico José Rovisco Duarte

O chefe do Estado-Maior do Exército, Rovisco Duarte, voltou a nomear para os mesmos cargos os cinco comandantes que tinha exonerado para não perturbar as averiguações internas sobre o furto de material de guerra em Tancos.

“O Exército informa que os oficiais em causa foram nomeados pelo Chefe do Estado-Maior do Exército para os mesmos cargos, com efeitos a partir de 18 de julho de 2017”, é referido num comunicado do Exército.

A decisão foi tomada “considerando que com a conclusão destas averiguações se encontram ultrapassadas as razões que justificaram a exoneração dos comandantes”.

A exoneração destes militares tinha sido anunciada no passado dia 01 pelo chefe do Estado-Maior do Exército, Rovisco Duarte, em declarações à RTP.

“Não quero que haja entraves às averiguações e decidi exonerar os cinco comandantes das unidades que de alguma forma estão relacionadas com estes processos”, anunciou Rovisco Duarte, em declarações à RTP.

O porta-voz do ramo, tenente-coronel Vicente Pereira, esclareceu posteriormente que estas exonerações visavam um “afastamento temporário” e que no final das investigações internas poderiam “voltar a funções”.

Os militares exonerados eram o comandante da Unidade de Apoio da Brigada de Reação Rápida, tenente-coronel Correia, o comandante do Regimento de Infantaria 15, coronel Ferreira Duarte, o comandante do Regimento de Paraquedistas, coronel Hilário Peixeiro, o comandante do Regimento de Engenharia 1, coronel Paulo Almeida, e o comandante da Unidade de Apoio de Material do Exército, coronel Amorim Ribeiro.

A decisão do CEME de exonerar os cinco comandantes de unidade suscitou polémica no Exército, com dois generais da estrutura superior do Exército a assumirem publicamente a sua discordância face à forma como o Rovisco Duarte geriu este caso.

O tenente-general António de Faria Menezes pediu a exoneração do comando das Forças Terrestres, ocupado agora em “suplência” pelo número 2, major-general Cóias Ferreira.

A segunda “baixa” foi a do tenente-general Antunes Calçada, que pediu a passagem à reserva por, segundo noticiou o semanário Expresso, “divergências inultrapassáveis” com o CEME alegadamente devido à forma como o general Rovisco Duarte decidiu exonerar os cinco comandantes.

// Lusa

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Pior a emenda que o sinete.
    Se foi mau exonerar, ainda é pior renomear depois do que se têm falado e do muito que há ainda por saber.
    Porque foram exonerados???
    Porque foram renomeados???

  2. pois foi só uma forma de pagar uma indemnização e voltar a integrar com mais uns milhares no bolso.
    Obrigado costa por teres acabado com a austeridade e pagarmos estes actos de gestão maravilhosa

  3. De facto vá-se lá entender este Chefe do Estado Maior do Exército. Quem é o responsável pelo desaparecimento das armas? Ninguém! Não reconheço estas Forças Armadas. Será que perdi 18 meses no meu tempo de serviço militar obrigatório?

RESPONDER

Populistas europeus que o apoiavam desvinculam-se agora de Trump

A derrota eleitoral de Donald Trump, a sua recusa em aceitá-la e a violência que se seguiu parecem ter prejudicado as perspetivas de líderes de europeus populistas, apoiantes do Presidente dos Estados Unidos (EUA). "O que …

Carvalhal explica porque é que disse "não" ao Flamengo

Carlos Carvalhal explicou, em entrevista ao Esporte Interactivo, porque é que recusou o convite para treinar os brasileiros do Flamengo. "Não foi uma questão de não querer, foi não poder", explicou o técnico, que agora …

Bruno Fernandes é o melhor jogador de dezembro da Premier (e faz história)

O internacional português foi eleito o melhor jogador de dezembro de 2020 da Liga inglesa, tornando-se o primeiro futebolista a ter quatro distinções num único ano. "O médio do Manchester United torna-se o primeiro jogador a …

Google "esconde" sites de media australianos dos resultados de busca

A Google tem escondido alguns sites de notícias australianos dos resultados de busca, enquanto negocia com o governo daquele país o pagamento do conteúdo. De acordo com o Guardian, o governo australiano está a tentar impor …

Segurança Social avalia pais que impediram filhos de ir às aulas de Cidadania

O pai dos dois estudantes impedidos de frequentar as aulas obrigatórias de Cidadania e Desenvolvimento assegura que levará o caso até às últimas instâncias. O processo continua sem acordo e com a Segurança Social em …

Funcionários do novo aeroporto de Berlim eletrocutados durante trabalho

Funcionários do novo Aeroporto Internacional Berlin-Brandenburg, na Alemanha, inaugurado a 31 de outubro de 2020, têm sido hospitalizados após serem eletrocutados durante o trabalho. Segundo noticiou esta sexta-feira a Rádio Renascença, a maior parte dos casos …

Ao lado de Von der Leyen, Costa defendeu que a "bazuca tem mesmo de ser disparada"

O primeiro-ministro esteve, esta quinta-feira, numa conferência de imprensa conjunta com a presidente da Comissão Europeia, que está de visita a Portugal. António Costa afirmou que a recuperação económica será o primeiro dos três principais objetivos …

"Vaga de degradação política". Sócrates ataca "brutalidade" de Ventura e "maledicência" de Ana Gomes

O antigo primeiro-ministro José Sócrates considera que chegou a Portugal uma "vaga de degradação política" com as eleições presidenciais, alerta para a "brutalidade" da extrema-direita e critica a "maledicência" para "agradar a pasquins" da candidata …

Governo holandês demite-se em bloco após escândalo com abonos de família

O primeiro-ministro holandês confirmou, esta sexta-feira, a sua demissão e a de todos os ministros do seu Executivo, na sequência de um escândalo relacionado com abonos de família e a acusação indevida de milhares de …

"Há um grande aumento de mortes não-covid"

A suspensão da actividade não urgente nos hospitais está a preocupar o presidente da Sociedade Portuguesa de Cardiologia (SPC), Vítor Gil, que alerta que pode agravar doenças já "muito graves". Isto numa altura em que …