Cérebro dos atentados de Barcelona circula livremente pela Europa

Andreu Dalmau / EPA

Pelo menos duas carrinhas brancas foram alugadas para realizar o ataque – uma para atacar e a segunda para fugir.

O autor intelectual dos atentados de agosto de 2017 continua à solta, circula por diferentes países da Europa e mantém-se em contacto com outros terroristas.

De acordo com o El Periodico, fontes próximas da investigação ao atentado de Barcelona, que ocorreu em agosto do ano passado, relatam que o cérebro dos ataques está localizado, muda com alguma regularidade de país – embora não saibam dizer se passa por Espanha – e “continua em contacto com outros grupos extremistas”.

Aliás, em 2017, ano em que se deu o atentado que matou 16 pessoas e fez mais de uma centena de feridos, o autor intelectual do ataque encontrava-se numa “cidade no centro da Europa”.

Poucas semanas depois, com a ajuda dos serviços de espionagem estrangeiros, as forças de segurança espanholas conseguiram chegar ao cérebro dos ataques que, segundo o jornal espanhol, planeava atentados em Camp Nou, o estádio do FC Barcelona, na Sagrada Família e ainda outro em Paris, mais precisamente na Torre Eiffel.

No entanto, devido à morte de três dos terroristas na explosão de uma casa em Alcanar, Montsià, durante a preparação de explosivos para o ataque, os planos mudaram. Uma dessas pessoas foi o imã de Ripoll, Abdelbaki Es-Satty, cabecilha do ataque.

Tendo perdido a base de operações, os integrantes do resto da célula terrorista decidiram, de forma improvisada, que Younes Abouyaaqoub seria o responsável por atropelar várias pessoas nas Ramblas e que outros cinco iriam atacar na cidade balnear de Cambrils, onde acabaram por ser abatidos.

Os seis autores dos ataques, todos filhos de imigrantes marroquinos entre os 17 e os 24 anos, foram mortos pela polícia. Para já, as fontes consultadas pelo jornal não dão detalhes sobre a nacionalidade ou idade do cérebro dos ataques, nem tampouco desvendam se viveu algum tempo em Espanha.

Certo é que os investigadores suspeitaram desde o primeiro momento que havia uma conexão internacional por três fatores: a grande quantidade de explosivos (cerca de 200 quilos), a grande envergadura dos atentados e a rapidez com que o Estado Islâmico reivindicou o ataque.

Geralmente, quando o ataque é cometido por um simpatizante do grupo terrorista ou um chamado “lobo solitário”, costuma demorar um ou mais dias até que os extremistas emitam um comunicado. Neste caso, às nove da noite do mesmo dia dos ataques surgiu uma mensagem da agência de propaganda Amaq.

Entretanto, o semanário Expresso apurou junto de fontes das forças de segurança que o suspeito não terá passado pelo território português.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Esse e muitos outros bem apadrinhados que foram por vários governantes europeus ao longo dos anos, depois ainda há quem esteja admirado que os europeus estão a mudar o sentido de voto, a isso se vêm obrigados!.

RESPONDER

Os asteróides Ryugu e Bennu podem ser "filhos" de um mesmo pai

Os asteróides Ryugu e Bennu podem ter sido formados a partir de um outro asteróide de grandes dimensões, sugere uma investigação internacional. Simulações numéricas de grandes ruturas de asteróides, como as que ocorrem no cinturão de …

Diário de oficial nazi revela localização de tesouro escondido na Polónia durante a 2.ª Guerra Mundial

Um diário que esteve na posse de uma sociedade secreta durante décadas contém um mapa que descreve a localização de mais de 30 toneladas de ouro escondidas pelos nazis durante a Segunda Guerra Mundial. Escrito há …

"Pés de café" ajudam robôs a andar mais rápido (e sem tropeçar)

Uma das principais aplicações para robôs com pernas é a exploração de locais de desastre. No entanto, para atravessar os escombros, estas máquinas precisam de ter "pés" firmes. Uma equipa de investigadores da Universidade da Califórnia, …

Famalicão 2-1 FC Porto | Dragões falham reentrada

O FC Porto ficou hoje com a liderança da I Liga portuguesa de futebol em risco, ao perder em casa do Famalicão, por 2-1, na 25.ª jornada, que marca o regresso após a paragem devido …

Empresas chinesas compram soja dos EUA apesar de suspensão imposta pelo Governo

Empresas estatais chinesas terão comprado pelo menos três carregamentos de soja aos Estados Unidos (EUA), mesmo após o Governo ter levantado uma suspensão. Esta surgiu depois de Washington afirmar que terminaria com o acordo comercial …

Musk quer bombardear Marte. Pode ser só um "pretexto" para enviar armas nucleares para o Espaço

O plano de Elon Musk de bombardear Marte é apenas um pretexto para o lançamento de armas nucleares para o Espaço, disse o diretor da agência espacial russa Roscosmos, Dmitry Rogozin. Bombardear Marte para tornar o …

Quase 20 mil toneladas de combustível derramadas em rio na Rússia

https://cache-igi.cdnvideo.ru/igi/video/2020/6/2/%D0%BD%D0%BE%D1%80%D0%B8%D0%BB%D1%8C%D1%81%D0%BA.mp4 Quase 20 mil toneladas de combustível foram acidentalmente derramadas num rio no extremo norte da Rússia, levando as autoridades a declarar uma situação de "emergência" e levantando preocupações entre ambientalistas e residentes. Em comunicado, a associação …

Mais verde e mais barato. Suécia segue a Alemanha e instala a primeira turbina eólica de madeira

A Suécia instalou uma nova e interessante turbina eólica: uma torre construída em madeira. A Alemanha também já tem esta nova tecnologia. Construída a partir de materiais de fontes sustentáveis e que oferecem desempenho comparável às …

Já não mostra só as filas do supermercado. App "Posso ir?" também diz se pode ir à praia

A aplicação móvel que permite aos utilizadores consultar as filas e as afluências aos supermercados também mostra como está a praia. Agora, a aplicação "Posso ir?" vai também dizer-lhe se é ou não prudente ir dar …

Discurso xenófobo. Na Áustria, "a islamofobia tornou-se uma forma dominante de racismo"

A Áustria regista um aumento preocupante do discurso xenofóbico, em particular em relação aos muçulmanos e refugiados, alerta um relatório do Conselho da Europa. A Comissão do Conselho da Europa contra o Racismo e a Intolerância …