/

Terroristas de Barcelona preparavam grande atentado (mas a bomba explodiu em casa)

1

Andreu Dalmau / EPA

Mossos d’Esquadra patrulha as ruas de Barcelona após o atentado

Os autores dos atentados de Barcelona e Cambrils, que provocaram pelo menos 14 mortos e 135 feridos, estavam a preparar uma ação de “grande envergadura”, afirmou hoje em conferência de imprensa o porta-voz da polícia catalã.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Os suspeitos “estavam a preparar um ou vários atentados. A explosão de Alcanar permitiu evitar atentados de grande envergadura“, disse Josep Lluis Trapero, aludindo à explosão de uma casa, na quarta-feira, que provocou um morto.

Alcanar fica 200 quilómetros a sul de Barcelona, e os ocupantes, segundo a polícia, estavam a preparar um engenho explosivo.

Na conferência de imprensa, Josep Lluis Trapero revelou que as autoridades ainda não identificaram o condutor da furgoneta envolvida no ataque em Barcelona.

O porta-voz da polícia catalã acrescentou que os detidos são três marroquinos e um espanhol, e nenhum deles com antecedentes ligados ao terrorismo.

Espanha foi alvo na quinta e sexta-feira de dois ataques terroristas, em Barcelona e em Cambrils, Tarragona, que fizeram 14 mortos e 135 feridos.

O ataque de Barcelona, em que uma furgoneta branca avançou sobre a multidão nas Ramblas, grande avenida do centro da capital catalã, matando 13 pessoas, foi reivindicado pelo grupo extremista Estado Islâmico. Uma das vítimas mortais é uma portuguesa.

Horas depois, de madrugada, cinco homens a bordo de um automóvel Audi A3 atropelaram um grupo de pessoas em Cambrils, Tarragona, uma estância balnear a cerca de 100 quilómetros de Barcelona, fazendo um morto e cinco feridos.

  // Lusa

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.