Caso Maddie: polícia procura mulher da Europa de Leste

Facundo Arrizabalaga / EPA

Kate e Gerry McCann, os pais de Maddie

As autoridades britânicas continuam a seguir pistas em busca por Madeleine McCann e, desta feita, procuram uma mulher de Leste que terá vivido em Portugal, aquando do desaparecimento da menina, em 2007.

A Scotland Yard, a polícia metropolitana de Londres, continua empenhada na Operação ‘Grange’ que investiga o desaparecimento de Madeleine McCann.

E depois de ter sido notícia que o Governo do Reino Unido cedeu mais 175 mil euros para a investigação, sabe-se agora que a “pista significativa” que está a ser seguida é a de uma mulher da Europa de Leste.

Esta alegada testemunha, vista como “chave” para o caso, viveria numa residência vizinha ao resort, aquando do desaparecimento da menina, no Algarve. A Scotland Yard acredita que a mulher terá informações fundamentais sobre as circunstâncias em que a menina desapareceu, segundo avançam os jornais The Sun e Daily Mail.

“Pode ter visto ou ouvido alguma coisa que pode ter parecido insignificante, na altura, mas que se poderá provar vital”, refere uma fonte da polícia britânica ao The Sun.

“Se ela se reconhecer a si própria, deve contactar a polícia. Não tem nada a temer. É só para a podermos eliminar das pessoas a questionar”, acrescenta a mesma fonte.

Esta mulher terá deixado Portugal depois da morte do marido, segundo os media britânicos.

Pais de Maddie queixam-se de “mensagens de ódio”

Entretanto, após mais uma tranche de dinheiro disponibilizada pelo Governo britânico para a investigação, os pais de Maddie lamentam que têm recebido uma nova vaga de “mensagens de ódio”, conforme noticia o The Sun.

Um amigo de Kate e Gerry McCann refere ao jornal que os dois estão “zangados e incomodados por as pessoas continuarem a escrever coisas falsas e maliciosas contra eles. De cada vez que uma história positiva surge, os “trolls” aparecem com ainda mais abuso. Isso tem acontecido nos últimos 10 anos”, refere esta pessoa não identificada.

Os pais de Maddie têm repetido que continuam com esperança de encontrar a filha viva. Maddie está desaparecida há 10 anos.

ZAP //

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Para quando, um episódio desta novela inglesa em que o suspeito é um ET que levou a miúda para Marte?!
    É que, além da falta de originalidade, a Terra começa a ser pequena para tantos suspeitos!…

  2. Porque não colocam as investigações criminais de Miami Beach, já teriam resolvido este caso! Alguma resposta tem que ter sobre este caso, eu fico muito anciosa para saber o que realmente aconteceu com este menina tão linda.

  3. A Scotland Yard ou está fazendo um grande trabalho, ou vai perder toda a sua credibilidade e dignidade com o caso “Maddie”. Só estouram dinheiro e avanços… nada de nada. Devem interrogar a fundo o casal McCann, bem como todos os amigos, sem exceção, que estiveram em Portugal à data do desaparecimento da criança inglesa. Provávelmente, se tal acontecesse, os avanços nesta investigação seriam extraordinários.

  4. Soro da verdade nas veias dos pais e a verdade virá ao de cima !
    Algumas dúvidas ? EU não tenho desde que ouvi a primeira vez as desculpas dos pais incomodados pela
    falta da atenção aos filhos que preferiram o bar e simplesmente dopar os filhos para dormir.
    Ambos médicos deixam a pensar !

Responder a Eu! Cancelar resposta

Para além de autocarros, Cascais quer comboios gratuitos dentro do município

Desde 1 de janeiro de 2020, Cascais tornou-se no primeiro concelho do país a ter transportes públicos rodoviários gratuitos. Agora, quer alargar a iniciativa aos comboios. "Estamos a abrir um novo paradigma, que encara a mobilidade …

Governo convoca sindicatos para negociar aumentos acima dos 0,3%

O Governo convocou as estruturas sindicais da administração pública para voltar a negociar a proposta dos aumentos salariais de 0,3% para este ano. De acordo com a agência Lusa, o Governo convocou as estruturas sindicais da administração …

Governo prepara injeção final de 1400 milhões no Novo Banco

Desde a venda, em outubro de 2017, o Estado já injetou 1,9 mil milhões de euros no Novo Banco. Agora, o Fundo de Resolução estuda injetar mais 1,4 mil milhões. O Fundo de Resolução e o …

Em Espanha, há jogadores a serem pressionados a sair para países árabes

Jogadores do UD Almería estão a ser pressionados pelo dono do clube a sair para clubes de países árabes. Alguns atletas já apresentaram queixa ao sindicato. O xeique Turki Al-Sheikh, dono do Almería, da segunda divisão …

Chuva forte inunda Hospital de São José, em Lisboa

As chuvas fortes que se fizeram sentir esta quinta-feira inundaram o Hospital de São José, em Lisboa, deixando algumas salas alagadas. A informação é avançada pelo Correio da Manhã, que publicada algumas fotografias nas quais se …

Aos 58 anos, Carlos Sainz volta a fazer história ao conquistar o seu terceiro Dakar

Carlos Sainz reforçou o estatuto de piloto mais veterano a conquistar o Dakar, ampliando assim por mais um par de anos o recorde que já lhe pertencia. O espanhol Carlos Sainz (Mini) conquistou a terceira vitória …

Alunos até ao 6.º ano vão poder ficar nas escolas das 9 às 17 horas

O princípio da Escola a Tempo Inteiro (ETI), que permite prolongar o horário escolar dos alunos do 1.º ciclo através de Atividades de Enriquecimento Curricular (AEC), vai ser também alargado aos estudantes do 2.º ciclo. …

Bruno Fernandes corre risco de não fazer o último jogo contra o Benfica

Com a transferência de Bruno Fernandes para o Manchester United quase fechada, o internacional português corre o risco de não alinhar esta sexta-feira no dérbi com o Benfica. A notícia avançada hoje pelo Correio da Manhã …

Carreiras chama "traidor" a Rio (e considera que Passos Coelho voltará a unir o partido)

O autarca de Cascais, Carlos Carreiras, classifica Rui Rio como "traidor" e considera que, "se e quando decidir voltar", Pedro Passos Coelho voltará a unir o PSD. Carlos Carreiras, presidente da maior autarquia social-democrata do país, …

Docentes com mais de 60 anos podem deixar de dar aulas

Tiago Brandão Rodrigues colocou em cima da mesa a opção de docentes com mais de 60 anos poderem deixar de dar aulas e passar a desempenhar outras atividades nas escolas. Na nota de apresentação do Orçamento …