Tancos. Ex-ministro Azeredo Lopes acusado de beneficiar e proteger criminosos

Olivier Hoslet / EPA

O ex-ministro da Defesa Nacional, José Azeredo Lopes

O Ministério Público (MP) acusa o antigo ministro da Defesa Azeredo Lopes de ter exercido o seu cargo “sabendo que estava a beneficiar e proteger criminosos” no âmbito do caso da investigação do roubo de armas em Tancos.

“O arguido Azeredo Lopes exerceu os poderes de facto decorrentes do exercício do seu cargo público de forma perversa, bem sabendo que estava a beneficiar e proteger criminosos, condutas que sabia ser de extrema gravidade, sendo proibidas e punidas pela lei penal”, apontam os procuradores no despacho de apresentação do MP, citado esta quarta-feira pelo Correio da Manhã.

O antigo governante teve pleno conhecimento” de que elementos da Polícia Judiciária Militar (PJM), como os então diretor Luís Vieira e porta-voz Vasco Brazão, “fizeram várias diligências junto de um indivíduo que estava na posse do material subtraído e com quem negociaram a entrega do mesmo, contra a promessa da sua impunidade”, pode ler-se.

Azeredo Lopes terá sido informado por Luís Vieira a 4 de agosto de 2017, segundo os procuradores do MP, do plano da PJM de negociar a entrega das armas.

Os procuradores sustentam que o ex-ministro tinha consciência de que estava em causa a prática de crimes e ilícitos disciplinares, mas não os denunciou às autoridades, com a intenção de permitir a recuperação das armas roubadas.

Já na semana passada, a revista Sábado tinha avançado que o MP suspeita que Azeredo Lopes não só teve conhecimento sobre o plano da PJM para recuperar as armas, como também deu o seu aval para o para recuperar o material de guerra roubado dos paióis militares de Tancos na madrugada de 28 de junho de 2017.

“(…) o arguido Luís Vieira colocou o arguido Azeredo Lopes ao corrente das informações que tinha e das suas pretensões e procurou obter a concordância do ministro da Defesa, o que, efetivamente, obteve“, referem os procuradores Vítor Magalhães, Cláudia Porto e João Valente, que assinam o despacho, citados pela revista.

Em reação à notícia avançada pela Sábado na passada sexta-feira, Azeredo Lopes lamentou, em primeiro lugar, e citado em comunicado enviado às redações, “a flagrante violação do segredo de justiça que tal notícia consubstancia, e a que todos os agentes processuais estão obrigados por Lei”.

Depois, reforçou “as declarações feitas na comissão parlamentar de inquérito de maio de 2019” e reitera que confia na Justiça: “Confio na Justiça, com ela colaborarei, como é meu dever, e estou convicto, porque nada fiz de ilegal ou incorreto, que serei completamente ilibado de quaisquer responsabilidades neste processo”, apontou.

ZAP //

 

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. É raro encontrar uma pessoa que, estando a exercer um cargo de poder, não abuse desse mesmo poder, este pode ser mais um.
    Vejo que o MP se empenha mais em descobrir e penalizar casos de crimes como este, em especial os que englobam gente da “pesada” e que fomentam o protagonismo, mostra trabalho, já os casos dos cidadãos comuns que não têm onde caír mortos vão directos para arquivamento.
    Pena é que depois os tribunais pouco ou nada façam para apurar a verdade e castigar quem de direito.

  2. Mais do mesmo,… já metade do pais sabia que ele era cúmplice e ainda as armas não tinham aparecido.
    Estes corruptos mentem tão mal que eu fico parvo como é que ainda chamam justiça a este sistema corrupto.

  3. Mas alguém minimamente são duvidava disto? No eterno jogo do passa culpa que é a hierarquia do Estado alguém duvidava que os intermédios se iam arriscar a resolver o problema e ficarem queimados sem que o topo da hierarquia tivesse pleno conhecimento e autorizasse a trapaça.

    Neste caso, bem esteve o Doutor Marcelo que sempre exigiu que se fosse até ao fim. Sinal de que também ele sabia de alguma coisa…

  4. Ainda está solto?!
    Deveria apresentar-se o mais depressa possível, juntamente com o Primeiro-Ministro, numa esquadra da polícia para serem detidos.

  5. Este ex-ministro foi mais um dos que representam os cómico-trágicos deste (des)governo. E o povo, todo contente, está a dizer em sondagens: queremos esta jóia de governantes no próximo mandato. Anda doença mental em Portugal.

RESPONDER

Centro Europeu de Controlo de Doenças alerta: países que retirem medidas para o Natal terão aumento de internamentos

O Centro Europeu de Controlo de Doenças estima que se os países que em outubro e novembro tomaram novas medidas para controlar a pandemia as levantassem a 21 de dezembro, os internamentos hospitalares aumentariam na …

Pensilvânia certifica vitória de Joe Biden nas eleições presidenciais

As autoridades da Pensilvânia certificaram, esta terça-feira, a vitória do democrata naquele estado nas eleições presidenciais norte-americanas. Na sua conta do Twitter, o governador local, o democrata Tom Wolf, escreveu que o Departamento de Estado da Pensilvânia …

Nos Países Baixos, há drive-ins para as crianças poderem visitar o Pai Natal em tempo de pandemia

Muito se tem falado de como será o Natal neste ano atípico. Contudo, há países que já começam a arranjar alternativas para a época festiva. Nos Países Baixos, os drive-ins estão a ser usados para …

Vereador da Educação de Lisboa ameaça autarca com “um par de murros”

O vereador da Educação da Câmara de Lisboa afirmou, num comentário no Facebook, em resposta a uma publicação de um vogal da Junta de Freguesia do Areeiro, estar disponível para lhe dar "um par de …

Papa Francisco critica negacionistas da covid-19 e fala da morte de George Floyd

O papa Francisco, num livro esta segunda-feira publicado, criticou os opositores ao uso de máscaras ou outras restrições impostas para conter a pandemia de covid-19, sublinhando que nunca se manifestariam contra a morte do afro-americano …

Fenprof reconhece abertura da tutela do Ensino Superior para negociar apesar de divergências

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) reconheceu esta segunda-feira a abertura do Governo para negociar algumas questões do Ensino Superior, depois de uma reunião em que a tutela e a organização sindical nem sempre estiveram …

Bombeiros vão receber verba adicional de três milhões de euros

As associações humanitárias de bombeiros vão receber uma verba adicional de três milhões de euros em 2021 para fazer face aos constrangimentos financeiros devido à pandemia de covid-19, segundo uma proposta do PS hoje aprovado. Este …

Media Capital desafia ERC e elege Mário Ferreira como presidente

Os acionistas da Media Capital elegeram, esta terça-feira, o empresário Mário Ferreira presidente da dona da TVI. A assembleia-geral esteve inicialmente convocada para 28 de outubro, tendo sido suspensa, retomando hoje os trabalhos e com uma …

Estado de emergência. Maioria dos portugueses concorda com novas medidas de restrição

Uma sondagem da Intercampus para o Correio da Manhã revela que a maioria dos portugueses concorda com o regresso ao estado de emergência e com as restrições impostas pelo Governo. De acordo com o Correio da …

Taarabt é o terceiro jogador do Benfica infetado com covid-19

O internacional marroquino também testou positivo à covid-19, dois dias antes de o Benfica, que já tinha previstas oito baixas no plantel, defrontar o Rangers para a Liga Europa.  Depois de Darwin Nuñez e Julian Weigl …