Ministro da Defesa falhou entrega de documento sobre Tancos

EU2017EE / Flickr

O ministro da Defesa Nacional, José Azeredo Lopes

Em janeiro, o ministro da Defesa prometeu entregar no Parlamento um dossier sobre Tancos. No entanto, o dossier ainda se “encontra-se em preparação”, de acordo com um assessor do ministro.

Até hoje, o Parlamento ainda nada sabe sobre as medidas que foram tomadas a seguir ao roubo de material militar em Tancos.

Em janeiro, Azeredo Lopes, ministro da Defesa, comprometeu-se a entregar lá um dossier documental com todas as medidas estruturais tomadas com o fim de apurar o que aconteceu em Tancos.

O prazo acabou há sete dias e o dossier ainda não chegou ao Parlamento, porque “encontra-se ainda em fase de preparação“, esclareceu ao Público o assessor do ministro.

De acordo com revelações do gabinete da Defesa, o documento teria informação que seria depois tornada pública e outra, “mais sensível”, que seria classificada. No entanto, o documento não deve ser visto como “uma declaração formal do encerramento do caso”.

No início de fevereiro, o ministro dizia em entrevista que, da parte do seu ministério, a única coisa que faltava era a entrega do referido dossier.

“Falta aquilo a que me comprometi: um dossier em que, de forma sistemática, se descreva o que já se sabe quanto ao que aconteceu. Repito, sem nunca interferir na investigação criminal quanto à autoria, cumplicidade e comparticipação, sabendo que esse elemento é absolutamente decisivo para conseguir compreender o que aconteceu”, dizia na altura.

Na semana passada, Marcelo Rebelo de Sousa desafiou as Forças Armadas a irem “mais longe e a fundo” na investigação relativa ao assalto a Tancos, durante a cerimónia de tomada de posse do novo chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas, o Almirante António Maria Mendes Calado.

Sem se referir diretamente ao furto de armas em Tancos, em junho de 2017, o Presidente da República falou em “casos que conhecemos bem” para frisar que o “apuramento pelas estruturas internas” permitiu “identificar omissões, insuficiências, erros estruturais antigos, propor e decidir mudanças imediatas de procedimento, detetar falhas individualizadas, concretas e punidas”.

O assalto a Tancos aconteceu em junho do ano passado e foram roubadas 120 granadas ofensivas e 1500 munições de calibre 9 mm – apenas autorizado a forças de segurança e militares -, 20 granadas de gás lacrimogéneo, 44 lança-granadas e quatro engenhos explosivos “prontos a detonar” das instalações militares dos Paióis Nacionais de Tancos.

Em outubro, o armamento foi recuperado na Chamusca. Junto ao material estava uma caixa de petardos que não tinha sido dada como desaparecida.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. O melhor é varrer todo este triste episódio de Tancos para debaixo do tapete.
    Esta novela foi ridícula, apalermou este ministro e o primeiro-ministro e revelou que com este governo estamos…desgovernados.

Um aumento de 2 euros por mês para quem ganha mil. Proposta do Governo revolta a Função Pública

O aumento salarial de 0,3% proposto pelo Governo para a Função Pública em 2020, vai garantir um acréscimo líquido anual de 26,25 euros para um trabalhador que ganhe cerca de mil euros por mês, segundo …

Tribunal ordena ao Facebook que reative conta de partido neofascista italiano

Um tribunal de Roma ordenou que o Facebook reativasse a conta do partido italiano neofascista CasaPound, obrigando ainda a rede social a pagar 800 euros por cada dia que a conta esteve desativada. De acordo com …

Franceses não dão tréguas. Greves podem durar até ao Natal

As mobilizações em França contra a reforma dos sistema de pensões, que paralisam vários setores mas sobretudo os transportes públicos, entraram no seu nono dia esta sexta-feira e podem continuar até ao Natal. Os sindicatos de …

Treinadores portugueses dominam provas europeias. Vão 9 a sorteio

Nove treinadores portugueses vão continuar das provas europeias, que incluem a Liga Europa e a Liga dos Campeões. Ao todo, seguem nas competições 48 clubes, que vão ver o seu futuro decidido no sorteio da …

Aumentos da Função Pública. Frente Comum abandona negociações com o Governo (e já pensa em formas de luta)

A Frente Comum dos Sindicatos da Administração Pública abandonou as negociações com o Governo sobre as medidas a incluir no próximo Orçamento do Estado, indignada com os aumentos salariais de 0,3% propostos pelo Executivo. Segundo relatou …

Alphonso Davies. De refugiado no Gana a um dos maiores prodígios da Baviera

Alphonso Davies é um dos maiores talentos do futebol mundial na atualidade. O jogador nasceu num campo de refugiados no Gana e brilha agora nos relvados de Munique. Nascido já no novo milénio, Alphonso Davies é …

Bruxelas deverá aceitar redução do IVA da luz por escalões de consumo

A intenção do Governo de aplicar uma redução do IVA da eletricidade por escalões de consumo deverá ter o aval da Comissão Europeia. A notícia é avançado pelo Jornal de Negócios, que recorda que, em abril, …

Diretora da RTP boicotou investigação do "Sexta às 9" a instituto onde deu aulas

A diretora da RTP Maria Flor Pedroso confessou ter informado a diretora de uma instituição de ensino sobre uma investigação que estava a ser feita pela equipa do programa "Sexta às 9". Há uma nova polémica …

Bruno Lage renova com o Benfica até 2024

O treinador do Benfica, Bruno Lage, renovou o contrato até 2024, anunciou hoje o clube campeão português de futebol, no seu site oficial. Bruno Lage, de 43 anos, assumiu o comando da equipa principal do Benfica …

Autonomia para a contratação nos hospitais continua a depender de Centeno

Os hospitais já não precisam de autorização do Ministério das Finanças para substituir os profissionais de saúde. Porém, se quiserem ter total autonomia, continuam a precisar da aprovação do ministério tutelado por Mário Centeno. Na quarta-feira, …