DGS recomenda 2ª dose da Pfizer ou Moderna para menores de 60 anos vacinados com AstraZeneca

Luong Thai Linh / EPA

As pessoas com menos de 60 anos a quem foi administrada a primeira dose da vacina da AstraZeneca devem completar o esquema de vacinação “com uma dose de vacina de mRNA”, ou seja, com uma dose do imunizante da Pfizer ou da Moderna.

As pessoas com menos de 60 anos que foram vacinadas com uma dose da vacina da Astrazeneca podem receber a segunda dose de uma vacina da Pfizer ou da Moderna, segundo uma norma da Direção-Geral da Saúde (DGS).

A norma da DGS, divulgada esta sexta-feira, atualiza a Norma 003/2020, relativa à vacina Vaxzevria, designada anteriormente por Astrazeneca.



“Esta norma determina que as pessoas com menos de 60 anos que já foram vacinadas com uma dose de vacina Vaxzevria possam ser vacinadas com uma vacina de mRNA [como a Pfizer ou a Moderna], respeitando o intervalo previsto de 12 semanas após a primeira dose”, refere a DGS no documento publicado no seu site.

“As pessoas que adiaram a segunda dose do esquema da Astrazeneca, aguardando por nova recomendação da DGS, devem completar a vacinação, logo que possível, com uma dose de vacina de mRNA”, sublinha a norma.

A DGS ressalva que neste esquema misto podem surgir alguns sintomas, como febre, cansaço, inchaço ou dor no local a administração, nos primeiros dias após a vacinação, tal como acontece com todas as vacinas contra a covid-19.

Como tal, aconselha, “as pessoas devem estar atentas a estes sintomas e seguir as indicações do folheto da norma e dos profissionais de saúde”.

Apesar de em Portugal se recomendar que a vacina Vaxzevria seja utilizada em pessoas com 60 ou mais anos, até novos dados serem conhecidos, as pessoas menores dessa idade, que assim o desejem, “numa base de ponderação de risco-benefício individualizada”, podem ser inoculadas com esta vacina desde que se obtenha “o seu consentimento livre e esclarecido”, refere a DGS.

A vacina da farmacêutica anglo-sueca está a ser utilizada em Portugal com limitações de idade, uma vez que, no início de abril, as autoridades de saúde recomendaram a sua administração em pessoas acima dos 60 anos.

Esta decisão surgiu dias depois da Agência Europeia de Medicamentos (EMA) ter indicado uma “possível ligação” entre a vacina, que passou a designar-se Vaxzevria, e “casos muito raros” de formação de coágulos sanguíneos, mas salientando que os benefícios de receber o fármaco superavam largamente os riscos dos seus efeitos secundários.

Nos próximos dias, chegam a Portugal mais 340 mil doses da vacina da AstraZeneca, incluídas num lote de mais de 1,4 milhões de vacinas de vários laboratórios, o que representa cerca de 25% do total de 5,7 milhões de doses já entregues desde que arrancou o plano de vacinação, a 27 de dezembro de 2020.

Segundo os últimos dados das autoridades de saúde, já foram administradas em Portugal 5.265.575 vacinas, das quais 1.672.583 são já segundas doses.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Não seria preferível aconselhar a tomar a vacina Sputnik V que é igualmente eficaz e não tem efeitos secundários perigosos?… Ah! Já me esquecia que a Sputnik V é russa e logo intrisecamente malévola…

    • E porque razão haveriamos de enriquecer (ainda mais!) o ditador lunático Putin, quando temos alternativas (mais seguras/mais controladas) no nosso mundo (mais) civilizado?!

      • Mais seguras? Mais controladas? Mundo mais civilizado?… Deve ser num mundo alternativo porque neste não é!…

RESPONDER

O Hawaii quer remover a sua "escadaria para o paraíso" - e a culpa é dos turistas

Em causa estão preocupações com a segurança e vandalismo, que têm aumentado com a explosão de popularidade da escadaria Ha‘ikū nas redes sociais. É caso para dizer que a Stairway to Heaven vai para o inferno …

Inventou o ZX Spectrum e mudou o mundo. Morreu Clive Sinclair

O empresário britânico e inventor do computador doméstico ZX Spectrum, Clive Sinclair, morreu hoje aos 81 anos na sua casa, em Londres (Reino Unido), devido a doença prolongada, informou a filha ao jornal “The Guardian”. Morreu …

Esta torre construída na Suécia não é gigante em altura, mas em sustentabilidade

Para além de ser feito de um material sustentável — fornecido por florestas locais com gestão consciente e transformado por uma serração nas proximidades, o Centro Cultural dispõe de múltiplas tecnologias que fazem dele mais …

Empresa canadiana debaixo de fogo por publicar anúncios de emprego destinados a não vacinados

Uma empresa de canoagem, sediada no Canadá, está debaixo de fogo depois de ter colocado anúncios de emprego destinados, exclusivamente, a pessoas não vacinadas contra a covid-19. "Por favor, NÃO se candidate se tiver tomado quaisquer …

Disparam ataques a jornalistas. Bruxelas insta países da UE a aumentar proteção

Os países da União Europeia (UE) foram instados por Bruxelas a tomar medidas para proteger os jornalistas, após um aumento no número de ataques a membros da imprensa. A Comissão Europeia exortou os governos a criarem …

Facebook e Google criticados por anúncios de "reversão do aborto"

O Facebook já veiculou anúncios de "reversão do aborto" 18,4 milhões de vezes desde janeiro de 2020, de acordo com um relatório do Center for Countering Digital Hate (CCDH), promovendo um procedimento "não comprovado, antiético" …

Líder militar dos EUA temeu que Trump iniciasse guerra nuclear com a China - e chegou a ligar aos chineses

As revelações aparecem em Peril, o novo livro de Bob Woodward e Robert Costa sobre os bastidores da Casa Branca. Trump já respondeu. O General Mark Milley, o chefe do Estado-Maior das Forças Armadas dos EUA, …

França suspende 3.000 profissionais de saúde que recusaram vacina contra covid-19

A França suspendeu 3.000 profissionais de saúde sem remuneração por se recusarem a tomar a vacina contra a covid-19, revelou o ministro responsável pela pasta, Olivier Véran. Segundo Véran, citado esta quinta-feira pelo Guardian, "várias dezenas" …

Austrália, Reino Unido e EUA assinam pacto de defesa para conter China

A Austrália, os Estados Unidos (EUA) e o Reino Unido anunciaram o "Pacto de Aukus", que visa frente às pretensões territoriais da China no Indo-Pacífico e envolverá a construção de uma frota de submarinos com …

Governo tem margem de 1600 milhões de euros nas negociações do Orçamento

Os dados são de um relatório do Conselho das Finanças Públicas, que deixa alertas para que o executivo não se estique muito no aumento da despesa e no corte à receita. Segundo escreve o Público, o …