DGS recomenda 2ª dose da Pfizer ou Moderna para menores de 60 anos vacinados com AstraZeneca

Luong Thai Linh / EPA

As pessoas com menos de 60 anos a quem foi administrada a primeira dose da vacina da AstraZeneca devem completar o esquema de vacinação “com uma dose de vacina de mRNA”, ou seja, com uma dose do imunizante da Pfizer ou da Moderna.

As pessoas com menos de 60 anos que foram vacinadas com uma dose da vacina da Astrazeneca podem receber a segunda dose de uma vacina da Pfizer ou da Moderna, segundo uma norma da Direção-Geral da Saúde (DGS).

A norma da DGS, divulgada esta sexta-feira, atualiza a Norma 003/2020, relativa à vacina Vaxzevria, designada anteriormente por Astrazeneca.

“Esta norma determina que as pessoas com menos de 60 anos que já foram vacinadas com uma dose de vacina Vaxzevria possam ser vacinadas com uma vacina de mRNA [como a Pfizer ou a Moderna], respeitando o intervalo previsto de 12 semanas após a primeira dose”, refere a DGS no documento publicado no seu site.

“As pessoas que adiaram a segunda dose do esquema da Astrazeneca, aguardando por nova recomendação da DGS, devem completar a vacinação, logo que possível, com uma dose de vacina de mRNA”, sublinha a norma.

A DGS ressalva que neste esquema misto podem surgir alguns sintomas, como febre, cansaço, inchaço ou dor no local a administração, nos primeiros dias após a vacinação, tal como acontece com todas as vacinas contra a covid-19.

Como tal, aconselha, “as pessoas devem estar atentas a estes sintomas e seguir as indicações do folheto da norma e dos profissionais de saúde”.

Apesar de em Portugal se recomendar que a vacina Vaxzevria seja utilizada em pessoas com 60 ou mais anos, até novos dados serem conhecidos, as pessoas menores dessa idade, que assim o desejem, “numa base de ponderação de risco-benefício individualizada”, podem ser inoculadas com esta vacina desde que se obtenha “o seu consentimento livre e esclarecido”, refere a DGS.

A vacina da farmacêutica anglo-sueca está a ser utilizada em Portugal com limitações de idade, uma vez que, no início de abril, as autoridades de saúde recomendaram a sua administração em pessoas acima dos 60 anos.

Esta decisão surgiu dias depois da Agência Europeia de Medicamentos (EMA) ter indicado uma “possível ligação” entre a vacina, que passou a designar-se Vaxzevria, e “casos muito raros” de formação de coágulos sanguíneos, mas salientando que os benefícios de receber o fármaco superavam largamente os riscos dos seus efeitos secundários.

Nos próximos dias, chegam a Portugal mais 340 mil doses da vacina da AstraZeneca, incluídas num lote de mais de 1,4 milhões de vacinas de vários laboratórios, o que representa cerca de 25% do total de 5,7 milhões de doses já entregues desde que arrancou o plano de vacinação, a 27 de dezembro de 2020.

Segundo os últimos dados das autoridades de saúde, já foram administradas em Portugal 5.265.575 vacinas, das quais 1.672.583 são já segundas doses.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Não seria preferível aconselhar a tomar a vacina Sputnik V que é igualmente eficaz e não tem efeitos secundários perigosos?… Ah! Já me esquecia que a Sputnik V é russa e logo intrisecamente malévola…

    • E porque razão haveriamos de enriquecer (ainda mais!) o ditador lunático Putin, quando temos alternativas (mais seguras/mais controladas) no nosso mundo (mais) civilizado?!

RESPONDER

Na Índia, derrama-se leite nas fotografias de um ator. Sonu Sood pediu aos fãs para pararem

O ator de Bollywood Sonu Sood pediu aos seus fãs para pararem de desperdiçar leite, numa altura em que a Índia se vê a braços com a pandemia de covid-19. Fãs de Sonu Sood surgem a …

Mistério dos macacos que vivem no aeroporto de Fort Lauderdale resolvido

A Florida Atlantic University, nos Estados Unidos, desvendou recentemente o mistério da comunidade de 36 macacos africanos que vive há sete décadas nas proximidades do Aeroporto Internacional de Fort Lauderdale-Hollywood, a cerca de 64 quilómetros …

Autoridades finlandesas investigam pequenos-almoços da primeira-ministra

A polícia da Finlândia anunciou, esta sexta-feira, uma investigação para determinar se as despesas apresentadas pela primeira-ministra finlandesa para pagar os pequenos-almoços familiares estão dentro da lei. Sanna Marin, 35 anos, chefe do Governo de centro-esquerda …

Restos mortais de 215 crianças encontrados em escola do Canadá

Os restos mortais de 215 crianças foram encontrados numa antiga escola do Canadá, construída há mais de 100 anos. Uma vala comum com os restos mortais de 215 crianças foi encontrada num antigo colégio construído para …

Procura pelas origens do vírus "está a ser envenenada pela política"

O diretor de emergências sanitárias da Organização Mundial da Saúde (OMS), Mike Ryan, disse esta sexta-feira que a procura pela origem do coronavírus está a ser "envenenada pela política". As declarações de Mike Ryan, diretor de …

Mais de 50% da população dos EUA já recebeu pelo menos uma dose da vacina

Cerca de 166,3 milhões de pessoas já receberam pelo menos uma dose da vacina contra a covid-19 nos Estados Unidos. Na Índia, o número de casos ativos voltou a descer. Os Estados Unidos administraram pelo menos …

Kim Jong-un tem nova cartada para impulsionar a economia da Coreia do Norte

Numa altura em que o país se encontra fragilizado economicamente, devido a sanções da comunidade internacional e à pandemia de covid-19, o líder norte-coreano quer trazer um novo folêgo ao país e está a apostar …

Sindicatos do SEF acusam Eduardo Cabrita de estar "a fazer birra"

A resolução que recomenda ao Governo que apresente uma proposta de lei foi aprovada pelo Parlamento, mas o ministro da Administração Interna considera que a reforma não tem de passar pela Assembleia da República. Um dos …

Novo dia sem mortes. Portugal regista mais 609 casos de infeção

Este sábado, Portugal não regista qualquer óbito. Nas últimas 24 horas, houve 609 novos casos positivos de infeção, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Não morreu ninguém infetado com o novo …

Depois da União Europeia, EUA anunciam medidas contra regime de Lukashenko

Depois da União Europeia, é a vez dos Estados Unidos anunciarem medidas de represália ao sequestro do jornalista e ativista Roman Protasevich num voo da Ryanair. O país decidiu punir a Bielorrússia, anunciando que voltariam …