Vacinas da Moderna chegam esta semana e são para profissionais do privado

Gary Coronado / EPA

As vacinas contra a covid-19 desenvolvidas pela farmacêutica Moderna chegam a Portugal esta semana e vão ser alocadas a profissionais de saúde prioritários do setor privado.

“Prevê-se que a companhia Moderna faça uma entrega de 8400 doses esta semana, ainda em data a confirmar”, começou por dizer a ministra da Saúde, acrescentando: “Iremos afetá-las a profissionais de saúde prioritários de hospitais privados que têm colaboração com o SNS no tratamento e nas respostas a doentes covid”.

Em declarações aos jornalistas após uma reunião com a taskforce responsável pela coordenação do processo de vacinação, no Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa, Marta Temido adiantou ainda que está prevista uma segunda entrega da nova vacina, que se junta à da Pfizer-BioNTech na campanha de vacinação, para o dia 25 de janeiro.

Questionada sobre as diferenças entre as duas vacinas disponíveis nesta primeira fase de administração na população, a governante esclareceu apenas que a vacina da Pfizer pode ser administrada a pessoas a partir dos 16 anos e que a da Moderna ocorre em pessoas com mais de 18 anos, sendo seguida a recomendação de não haver alteração de marcas entre primeira e segunda doses.

“Quem toma a primeira dose da Pzifer deve tomar a segunda dose da mesma marca, a nossa única preocupação é que estes aspetos sejam mantidos”, acrescentou Temido.

Marta Temido fez ainda um balanço do processo de vacinação, no qual revelou que até ao final do dia de sexta-feira tinham sido “vacinadas 74.099 pessoas, entre profissionais do Serviço Nacional de Saúde, profissionais do hospital das forças armadas, profissionais do Instituto Nacional de Emergência Médica e profissionais e residentes em estruturas residenciais para idosos e unidades de cuidados continuados”.

Segundo a ministra, o país recebeu “159.900 vacinas Pfizer entre os dias 26 de dezembro e 4 de janeiro”, das quais cerca de 140.400 ficaram no continente – sendo que 67.160 foram distribuídas e 73.240 foram reservadas – e 19.500 seguiram para as regiões autónomas da Madeira e dos Açores.

Entretanto, chegaram já hoje mais 79.950 vacinas da Pfizer, elevando assim o total de vacinas recebidas em Portugal para 239.850.

Portugal registou esta segunda-feira 122 mortos relacionados com a covid-19, o valor diário mais elevado desde o início da pandemia, e 5604 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Gilberto, Vertonghen, Grimaldo, Diogo Gonçalves e Waldschmidt infetados

Os futebolistas do Benfica Gilberto, Vertonghen, Grimaldo, Diogo Gonçalves e Luca Waldschmidt são os mais recentes casos positivos ao novo coronavírus no plantel do Benfica, informou esta terça-feira o clube da Luz. “O Sport Lisboa e …

Hospital de Portalegre abre inquérito a morte de doente que esteve 3 horas em ambulância

O hospital de Portalegre vai abrir um inquérito para apurar as circunstâncias da morte de um octogenário, na noite de segunda-feira, na área dedicada aos doentes respiratórios, depois de estar quase três horas numa ambulância, …

"Não somos heróis". Há quartéis que podem fechar se não houver vacinas para os bombeiros

O presidente da Associação Nacional de Bombeiros Profissionais (ANBP), Fernando Curto, disse que se o número de bombeiros infetados com covid-19 continuar a este ritmo muitos quartéis podem ter de encerrar. "As carrinhas de transporte de …

Mayan ouve lesados da pandemia e diz que "limitações têm de vir acompanhadas do cheque"

Tiago Mayan Gonçalves ouviu as lamentações de uma série de empresários algarvios afetados pela pandemia. O candidato aponta o dedo ao Governo, argumentando que "limitações severas têm de vir acompanhadas do cheque". Esta segunda-feira, Tiago Mayan …

Itália: Da crise pandémica à crise política. Conte tem agora o voto de confiança dos deputados

O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, obteve ontem a confiança dos deputados para se manter no governo, depois da demissão de duas ministras do partido Itália Viva (IV) ter aberto uma crise política, deixando o governante …

"Risco de readmissão é grande". Quase um terço dos infetados voltou ao hospital (e um em cada oito morreu)

De acordo com um estudo recente realizado no Reino Unido, quase um terço das pessoas que tiveram alta de um internamento por problemas de saúde relacionados com a covid-19, em Inglaterra, regressaram ao hospital pela …

Fecho das escolas "seria a medida mais forte de saúde pública"

O encerramento das escolas "seria a medida mais forte de saúde pública a ser tomada", perante a existência de um "teto falso" na deteção de novos casos e o aparecimento da variante inglesa, defendeu esta …

"Ato ditatorial" e "humilhação cruel". Mourinho criticado por optar por Gedson em vez de Dele Alli

O ex-futebolista Stan Collymore chamou Mourinho de ditador e criticou o facto de ter deixado Dele Alli de fora dos convocados em detrimento de Gedson Fernandes. Stan Collymore, antigo jogador do Liverpool, criticou José Mourinho pela …

Preços das casas devem descer neste ano (e deixam a banca em risco)

Após se terem aguentado mais ou menos estáveis em 2020, apesar da pandemia de covid-19, os preços das casas devem começar a descer neste ano com o prolongar da crise sanitária. Uma situação que preocupa …

Sem promessas para 2022, Governo admite criar “escalões intermédios” na Função Pública

A ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão, admitiu, em entrevista ao ECO, rever a tabela salarial da Função Pública e criar “escalões intermédios para as progressões intermédias”. Em entrevista ao jornal …