Último debate das primárias com fundadores e lições de moral

(dr) PSocialista / Flickr

António Seguro e António Costa nas Autárquicas em Lisboa

Os dois candidatos às primárias socialistas estiveram esta terça-feira em confronto aberto, depois de Seguro exemplificar com o advogado Nuno Godinho de Matos a mistura entre política e negócios, com Costa a acusá-lo de lançar insinuações graves.

Esta questão da mistura entre política e negócios surgiu na parte final do debate entre o secretário-geral do PS, António José Seguro, e o presidente da Câmara de Lisboa, António Costa, na RTP – o último dos três debates televisivos travados no âmbito das eleições primárias socialistas, marcadas para domingo e que escolherão o candidato socialista a primeiro-ministro nas próximas eleições legislativas.

O moderador do debate, João Adelino Faria, pediu a António José Seguro para esclarecer as suas referências ao setor invisível da sociedade portuguesa dos interesses, que está nos partidos do poder e que no caso do PS estará de forma geral a apoiar a candidatura do presidente da Câmara de Lisboa.

O secretário-geral socialista apontou então Nuno Godinho de Matos, que exerceu as funções de administrador do Banco Espírito Santo, que foi advogado da firma germânica “Ferrostaal” vendedora dos submarinos ao Estado Português, que apoiou o candidato do PSD nas últimas autárquicas em Oeiras, mas que, nas eleições primárias do PS, na qualidade de porta-voz de um grupo de fundadores do partido, manifestou apoio a António Costa.

“Tu tratas como traidores e inimigos os teus camaradas e não foste capaz de fazer frente ao Governo. O que acabas de fazer aqui é uma coisa muito feia, querendo-me atacar a mim em função do que fazem os meus apoiantes, ainda por cima ‘ad hominem’”, reagiu o autarca de Lisboa.

António Costa perguntou depois o que Seguro já tinha feito na vida para combater a corrupção, dizendo que, pessoalmente, quando foi ministro da Administração lançou um pacote “efetivo de combate à corrupção”.

“Quem recorre ao insulto e cede ao populismo não tem condições para ser secretário-geral do PS”, sustentou o presidente da Câmara de Lisboa.

António José Seguro ripostou, advogando que a sua proposta para reforçar as incompatibilidades dos titulares de cargos políticos é uma forma de combater a corrupção, introduzindo transparência.

“Eu não te fiz nenhum ataque pessoal. Mas o que fizeste no domingo, em entrevista ao jornal Correio da Manhã, foi inaceitável quando me tentaste associar a um político de outro partido, que está em investigação, através de uma falsidade”, disse Seguro, numa alusão ao facto de Costa ter associado consultores políticos de Seguro aos do ex-presidente da Câmara de Gaia, o social-democrata Luís Filipe Menezes.

Seguro dirigiu-se depois a Costa e disse-lhe: “Não recebo nenhuma lição de moral tua, nenhuma”.

Ao que Costa respondeu imediatamente: “Mas fazia-te falta”.

“Nem respondo a esse tipo de argumentação”, rematou ainda Seguro mesmo no final do debate.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Covid-19 já matou mais no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães da II Guerra

A pandemia de covid-19 já matou mais pessoas no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães durante a II Guerra Mundial. O novo coronavírus oriundo da China já matou cerca de 50.000 pessoas em território …

Estudo mostra que os cães querem mesmo resgatar os seus donos do perigo

Um novo estudo mostra que os nossos amigos de quatro patas querem realmente salvar-nos em momentos de aflição, mas desde que saibam como o fazer. De acordo com o site Science Alert, os investigadores reuniram 60 cães …

Derek Chauvin foi detido, mas os precedentes mostram que o polícia pode sair impune

Derek Chauvin, o polícia responsável pela morte de George Floyd, foi detido e aguarda a sua primeira audiência. No entanto, há precedentes que sugerem que o agente pode sair impune. Derek Chauvin tem a sua primeira …

Cientistas encontram dois fragmentos do meteorito de Barcelona

Cientistas espanhóis encontraram dois pequenos fragmentos do chamado meteorito de Barcelona, que caiu, há mais de 300 anos, no dia de Natal. No dia 25 de dezembro de 1704, um meteorito rasgou os céus e caiu …

"Pressionaram-me para o denunciar". Higuita recorda amizade com Escobar

A relação de amizade entre René Higuita e Pablo Escobar levou a que o ex-futebolista fosse seguido pelas autoridades. A polícia chegou a pressioná-lo para denunciar Escobar. O antigo internacional colombiano René Higuita é provavelmente uma …

George Floyd. Portugal junta-se às manifestações mundiais contra o racismo

Cinco cidades portuguesas juntam-se hoje à campanha de solidariedade mundial contra o racismo, associando-se à luta pela dignidade humana na sequência da morte, a 25 de maio, do afro-americano George Floyd, sob custódia da polícia …

Covid-19. México investiga mercado negro de atestados de óbito falsos

As autoridades da Cidade do México anunciaram que estão a investigar um suposto mercado negro de atestados de óbito relacionado com a covid-19, no dia em que o país registou 625 mortes nas últimas 24 …

Astrónomos descobrem "réplica" do Sol e da Terra a três mil anos-luz

O que diferencia esta descoberta de outros exoplanetas parecidos com a Terra é que a sua estrela tem uma semelhança impressionante com o nosso Sol. Entre os dados da missão Kepler, uma equipa de investigadores identificou …

Sem romarias e festas, milhares de famílias estão a entrar em falência

Milhares de famílias cujo rendimento depende das romarias e festas populares estão a atravessar sérias dificuldades económicas. Os prejuízos ultrapassam os 50 milhões de euros. A suspensão das festas populares e romarias religiosas em todo o …

Corpo de Maria Velho da Costa ficou 11 dias na morgue. Filho critica MP e fala em "massacre psicológico"

Os restos mortais da escritora Maria Velho da Costa, que faleceu a 23 de Maio, ficaram no Instituto de Medicina Legal, em Lisboa, durante 11 dias, sem que a família tivesse conhecimento de que já …