Deputados aprovaram isenção do IVA sem saber o seu impacto financeiro

PSD / Flickr

O PS assegurou hoje “que é totalmente falsa a ideia de que há um aumento nos cofres partidários” com as alterações aprovadas à lei do financiamento dos partidos, rejeitando ainda a retroatividade da legislação.

Numa conferência de imprensa no parlamento, Ana Catarina Mendes, a coordenadora do PS no grupo de trabalho sobre o financiamento dos partidos, afirmou que “da lei agora aprovada não resulta nenhum aumento de subvenção estatal, ou seja, de aumento de dinheiros públicos para os partidos políticos”.

“É importante dizer-se que é totalmente falsa a ideia, que agora surge, de que há um aumento nos cofres partidários. É falsa também a ideia da retroatividade da lei”, garantiu.

Sobre a isenção do IVA, a secretária-geral adjunta do PS disse ainda que “não há nenhuma alteração à norma que isenta, há décadas, os partidos políticos do pagamento” deste imposto, tendo visado “apenas superar apreciações discricionárias da administração sem alterar a regra da isenção já existente”.

Segundo o Público, no entanto, os deputados ainda não têm qualquer informação oficial sobre o custo que o alargamento da isenção do IVA a todas as despesas suportadas pelos partidos políticos representará para o Estado.

O jornal relembra que, apesar da falta de informação, atestada pelo Ministério das Finanças, que disse não ter forma de esclarecer o impacto que as mudanças na lei do financiamento partidário teriam nos cofres da Autoridade Tributária – uma vez que o grupo de trabalho pediu esse esclarecimento de quinta para sexta-feira antes do natal -, quatro deputados (do PS, PSD, PCP e PEV) decidiram emitir um comunicado conjunto no qual realçam que “da lei aprovada não resulta nenhum aumento da subvenção estatal ou quaisquer encargos públicos adicionais”.

O parlamento aprovou no dia 21 em votação final global, por via eletrónica, alterações à lei do financiamento dos partidos, com a oposição do CDS-PP e do PAN, que discordam do fim do limite para a angariação de fundos.

Há mais de um ano que o presidente do Tribunal Constitucional solicitou ao parlamento uma alteração no modelo de fiscalização para introduzir uma instância de recurso das decisões tomadas.

Assim, com as alterações agora introduzidas, a Entidade das Contas e Financiamentos Políticos (ECFP) passa a ser a responsável em primeira instância pela fiscalização das contas com a competência para aplicar as coimas e sanções.

Se os partidos discordarem, podem recorrer, com efeitos suspensivos, da decisão da ECFP, para o plenário do Tribunal Constitucional.

Contudo, além destas e outras alterações de processo, o PS, PSD, PCP, BE e PEV concordaram em mudar outras disposições relativas ao financiamento partidário, entre os quais o fim do limite para as verbas obtidas através de iniciativas de angariação de fundos e o alargamento do benefício da isenção do IVA a todas as atividades partidárias.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

12 COMENTÁRIOS

  1. Os deputados não tem ideia do que esta medida irá acarretar p/ os cofres dos Estado, automaticamente p/ os contribuintes?? Mas AINDA querem tentar enganar mais?? Os deputados devem achar que o Povo é mesmo BURRO. Ora se os partidos tem essas benesses quem as vai pagar senão o contribuinte, não é necessário ser muito inteligente p/ chegar lá. Das 2 uma ou os deputados acham que o povo é muitos Burro ou são eles os BURROS!! Qual destes 2 pontos será o melhor!!!…

  2. Porque real e objectiva razão, os partidos encontram-se isentos de IVA, quanto TODA a gente paga esse imposto, quer goste ou não dele? Ah! São os partidos QUE FAZEM AS LEIS, logo, auto-isentam-se, naturalmente…

    • Devia informar-se antes de “botar faladura”. Não é verdade que TODA a gente pague IVA. O CIVA tem todo um capítulo II dedicado a “isenções” e no seu artigo 9º estabelece uma lista de 37 situações em que as entidades estão isentas de IVA. Isso aplica-se, por exemplo a actividades de médicos, enfermeiros, associações culturais, associações humanitárias, associações sem fins lucrativos, múltiplas actividades culturais e artísticas, etc…
      Goste-se ou não dos partidos ou do partido A, B ou C e do seu funcionamento, a verdade é que estão mais próximo da natureza destas entidades do que de empresas comerciais (embora alguns sejam agências de emprego).
      Curiosamente esta campanha sobre o pagamento ou não do IVA surge mesmo a calhar para o Rui Rio que tem eleições à porta fazer declarações contra (apesar do seu partido ter aprovado a isenção…). Coincidências?…

      • Falar dos partidos A, B e C torna-o imediatamente suspeito de estar metido no assunto!
        Ao menos tenha a inteligência, a vergonha e o pudor de estar calado.

  3. Quem parte e reparte e não fica com a melhor parte, ou é burro ou não tem arte!
    Eles estão lá não é pelos lindos olhos deste povo martirizado, é pelos interesses deles próprios e das suas empresas… Não?
    Daí tratarem do assunto à porta fechada, à pressa, de modo a que fosse tudo acautelado antes que viesse a publico…

  4. Pobres meninos inocentes a praticarem marotices sem se aperceberem de tal e mais curioso ainda é que quase todos se entenderam nesta maroteira do centro à extrema-esquerda enquanto para se entenderem num assunto de interesse nacional nunca conseguem consensos.

RESPONDER

Encontrada a primeira prova de experimentação cirúrgica num animal

O crânio de uma vaca do período Neolítico é agora considerado como a primeira evidência de experimentação cirúrgica num animal. Há mais de 30 anos, foi encontrado o crânio de uma vaca num sítio arqueológico do …

Estoril vs Benfica | Salvio em cima do gongo

O Benfica arrancou um suado triunfo por 2-1 na visita ao Estoril Praia. A formação benfiquista marcou primeiro, foi superior no primeiro tempo, mas no segundo, os “canarinhos” deram a volta ao texto e justificaram …

Cientistas criam "tatuagem biomédica" para detetar vários tipos de cancro

Cientistas suíços desenvolveram uma "tatuagem biomédica" que escurece quando deteta mudanças no corpo que podem indicar a presença de cancro. Os investigadores do Instituto Federal de Tecnologia de Zurique (ETH), na Suíça, desenvolveram uma "tatuagem biomédica" …

Vinho tinto e frutos vermelhos podem prevenir doenças mentais

As substâncias presentes nos frutos vermelhos e no vinho tinto podem contribuir para a prevenção da depressão e doenças neurodegenerativas. Investigadores do Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde (Cintesis) descobriram que as substâncias …

Karl Lagerfeld: "Se não querem que vos baixem as calças, não sejam modelos"

O designer não ficou calado e fez declarações sobre queixas de assédio sexual na indústria do cinema e da moda à revista francesa Número Magazine. Karl Lagerfeld, designer de moda e responsável pela Fendi e Chanel, …

Descobertas acidentalmente ossadas humanas com mil anos enterradas duas vezes

Uma equipa de investigadores do Instituto Politécnico Nacional do México descobriu restos mortais de antigos indígenas que datam do ano de 1100 d.C.. Fósseis humanos com cerca de mil anos foram encontrados na praia de El …

Vem aí chuva de poeiras vindas do Norte de África

Este fim de semana, o sul de Portugal pode enfrentar uma chuva carregada de poeiras vindas do Norte de África. O IPMA explica que se trata apenas de uma deposição. Uma chuva de poeiras pode atingir …

Marcelo deverá vetar mudança de género aos 16 anos

O Presidente da República deverá vetar a lei que permite a mudança de género no registo civil aos 16 anos, por questionar não ser necessário um relatório médico. Marcelo Rebelo de Sousa deverá vetar a lei …

Nacionalidade automática para filhos de imigrantes há 2 anos em Portugal

Os filhos de imigrantes que vivam em Portugal há dois anos vão ser considerados portugueses originários, a não ser que declarem que não querem ser portugueses. Esta alteração vai "inverter a atual regra" e irá encurtar …

Eleições de 2019 com plano europeu para travar perturbações nas redes sociais

Em 2019, o objetivo central dos técnicos da "sala de situação" é proteger as infraestruturas de apoio ao processo eleitoral, nas europeias e as legislativas, ainda sem data marcada. O cenário internacional tem sido marcado pela …