Surto na Nova Zelândia faz 17 novas infeções (e não se sabe de onde veio)

Mário Cruz / Lusa

Após 102 dias sem casos de covid-19, a Nova Zelândia registou um novo surto na sua maior cidade, Auckland. O número de infeções subiu para 17, mas não se sabe de onde veio.

De acordo com o Diário de Notícias, Ashley Bloomfield, chefe de saúde nacional, revelou existirem 13 novas infeções confirmadas em Auckland ligadas aos quatro familiares que testaram positivo na passada terça-feira.

Entre os novos casos estava um estudante de uma das maiores escolas de segundo ciclo da Nova Zelândia, frequentada por mais de 3.000 crianças e jovens.

A primeira-ministra neozelandesa, Jacinda Ardern, disse que provavelmente haverá mais casos ligados a este aumento recente. “Assim como no nosso primeiro surto, as coisas vão piorar antes de melhorar“, disse. “Embora seja um assunto sério sério, está a ser tratado de forma urgente, mas calma e metódica”.

Segundo Bloomfield, as autoridades estão a explorar com urgência todas as cadeias possíveis de transmissão. “Queremos descobrir o quão grande é o mais rápido possível, por isso temos testado todos os contactos próximos, contactos casuais, os que trabalham nos mesmos locais de trabalho e relacionados à família”, disse, em declarações à TVNZ. “Isso é o que queremos fazer o mais rápido possível para descobrir a extensão do surto e quem poderá ter sido o primeiro infetado”.

O chefe da saúde nacional minimizou uma linha de investigação que examinava se o vírus era importado por uma mercadoria e detetado por um membro masculino de uma família que trabalhava numa local refrigerado de venda de produtos importados. “É uma possibilidade improvável, mas é algo que precisamos de descartar”, disse.

Os casos de covid-19 encontrados na comunidade e alguns membros de risco nas famílias estão a ser colocados em quarentena pela primeira vez.

O confinamento de três dias imposto em Auckland termina na sexta-feira, mas pode ser estendido. Os lares de idosos na Nova Zelândia foram colocados em confinamento.

A primeira-ministra neozelandesa admitiu ainda a possibilidade de adiar as eleições, agendadas para 19 de setembro.

No final de abril, Jacinda Ardern deu a batalha contra a covid-19 como vencida. No início do mês de junho, a primeira-ministra neozelandesa afirmou estar confiante de que o país eliminou para já a transmissão da covid-19, mas admitiu a possibilidade de novos casos, garantindo que o país está preparado.

Questionada sobre a reabertura das fronteiras do país já no início do mês de julho, Jacinda Ardern rejeitou essa possibilidade, classificando a sugestão como “francamente perigosa”.

A Nova Zelândia, que registou 1.589 pessoas infetadas com covid-19 e 22 óbitos, tem sido internacionalmente elogiado pela forma com está a lidar com a pandemia.

ZAP //

 

 

PARTILHAR

RESPONDER

Fauci revela que uso de máscara está a ser revisto nos EUA para pessoas vacinadas

Anthony Fauci, conselheiro de saúde da Casa Branca, disse que os Estados Unidos estão a estudar a possibilidade de levantar a obrigatoriedade do uso de máscara para pessoas vacinadas contra a covid-19. Este domingo, Anthony Fauci …

Tratamentos de radioterapia em risco no IPO de Lisboa

Tratamentos de radioterapia no Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa estão em risco devido à falta de profissionais. O IPO de Lisboa conta com sete aceleradores lineares, aparelhos sofisticados que obrigam à presença física de …

Presidente de associação solidária acusado de violar e escravizar mulheres em situações precárias

O presidente da associação "Paz no Coração" está a ser acusado por 60 crimes sexuais. Atualmente, encontra-se em prisão preventiva. Alfredo Marques Carvalho, líder da associação, acolhia vítimas de violência doméstica, atiradas para a rua com …

Sócrates sai em defesa de Vieira. Em Portugal, "prende-se primeiro e pergunta-se depois"

Em Portugal, "prende-se primeiro e pergunta-se depois", considera o antigo primeiro-ministro José Sócrates, num artigo de opinião publicado esta segunda-feira no qual reage às detenções de Luís Filipe Vieira e Joe Berardo. "Tudo igual, tudo igual, …

Thomas Daley: o ouro para quem sofreu muito

Bullying na escola, morte do pai, homossexualidade, incapaz de caminhar. Thomas Daley venceu uma prova de saltos para a água, em Tóquio, ao lado do também britânico Matty Lee. Surpresa nos saltos para a água, nos …

Depois de uma época dourada, Portugal cai sete lugares no ranking da inovação

A economia nacional caiu sete posições, naquela que é a primeira inversão na trajetória ascendente desde 2014. Apesar do recuo, Portugal melhorou em 18 dos 32 indicadores. A notícia, avançada esta segunda-feira pelo jornal Público, dá …

Mortes de crianças com covid-19 disparam na Indonésia. No Reino Unido aumentam casos graves entre jovens

Médicos britânicos alertaram para o aumento do número de crianças e jovens infetados com covid-19 a dar entrada nos hospitais, apelando à vacinação para não "sofrerem desnecessariamente" com a evolução da doença. "Os doentes estão a …

Empresa portuguesa arrisca multa por enviar ilegalmente resíduos de plástico para a Roménia

Uma empresa portuguesa foi apanhada a enviar resíduos de plástico para a Roménia sem cumprir os requisitos necessários para o fazer. Segundo noticia o Público, a Inspeção-Geral da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento …

Marcos Freitas e Fu Yu brilham no ténis de mesa, Yolanda Sequeira avança no surf

Do ténis de mesa ao surf, a armada portuguesa em Tóquio tem estado em destaque. Marcos Freitas, Fu Yu e Yolanda Sequeira progrediram nas suas respetivas competições. O português Marcos Freitas apurou-se hoje para os oitavos …

Um pouco por todo o mundo, protesta-se contra o "passaporte da escravidão" às vacinas

O fim-de-semana foi marcado por manifestações em Itália, na Grécia, na França, no Reino Unido e na Austrália contra as proibições a quem não tem certificados de vacinação ou testes PCR. Vários governos têm apertado as …