“Coronavírus está a crescer”. Primeira-ministra rejeita abrir fronteiras da Nova Zelândia

appaloosa / Flickr

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, tem recebido pedidos dos seus opositores políticos para reabrir as fronteiras do país, algo que tem rejeitado, classificando a sugestão como “francamente perigosa”.

Como noticiou na terça-feira o Independent, com a introdução antecipada de medidas de contenção, a Nova Zelândia conseguiu manter o número de casos de coronavírus muito baixo: há atualmente apenas 22 casos confirmados e uma hospitalização. O resultado foi um retorno à normalidade em grande parte do país.

No entanto, as viagens para fora do país permanecem restritas depois que o controle no país foi ameaçado por dois neozelandeses que retornaram ao país, vindos do Reino Unido, onde visitaram um familiar infetado. Na época, nenhum deles foi testado.

Numa entrevista coletiva, a primeira-ministra indicou: “Vi hoje e durante a semana passada pedidos para as nossas fronteiras serem abertas ao mundo, um mundo em que o vírus está a aumentar, não a abrandar, e que está longe do auge em alguns países, [um mundo] no qual os casos ultrapassam os 10 milhões e as mortes meio milhão, em que os países estão a voltar ao confinamento”.

Referindo-se aos esforços internacionais para reabrir as fronteiras – incluindo a União Europeia (UE) -, Ardern alertou que a Nova Zelândia terá que esperar para seguir o exemplo. Enquanto isso, “desfrutamos do desporto de fim de semana, vamos a restaurantes e bares, os nossos locais de trabalho estão abertos e podemo-nos reunir com o número [de pessoas] que quisermos”, apontou.

A líder do Partido Trabalhista acrescentou que tem estado a debater estabelecimento de acordos de viagem com a Austrália, estado por estado, dependendo da extensão das suas medidas de contenção e os regimes de testes.

“Enquanto a UE procura abrir as suas portas para vários países, incluindo o nosso, lembro que os neozelandeses que retornaram de viagens no estrangeiro fizeram parte da propagação do vírus na Nova Zelândia”, disse. “No futuro, abriremos as fronteiras, mas sugerir que agora é o momento, com o vírus a piorar, é francamente perigoso”.

Os comentários da primeira-ministra após as críticas do seu principal rival político, o líder do partido nacional da Nova Zelândia Todd Muller.

“Uma estratégia que diz que permaneceremos completamente fechados a todos durante os próximos 12 a 18 meses é simplesmente insustentável”, afirmou Muller na segunda-feira. “Não reconheceremos este país em termos de impacto económico se essa for a nossa realidade daqui a 12 a 18 meses”, acrescentou.

Contudo, grande parte do país defende a cautela apresentada pela primeira-ministra. Uma pesquisa recente realizada pela Stickybeak mostrou que, enquanto 24% das pessoas pensam que os acordos de viagem recíprocos devem ser estabelecidos com as ilhas do Pacífico, e 29% acham que o mesmo deve acontecer com a Austrália, quase 47% disseram que essas viagens não deveriam ser consideradas no momento.

As diferenças de opinião entre Muller e Ardern ocorre a menos de 100 dias da próxima eleição geral. Muller conseguiu obter leves subidas nas intenções de voto depois de assumir a liderança do partido, há menos de dois meses. No entanto, a pesquisa mais recente prevê um segundo mandato para Ardern.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Concordo. De facto, a economia acaba por funcionar igualmente com o dinheiro turístico a ser investido internamente pelos cidadãos, ao mesmo tempo que podem circular em liberdade e sem preocupações extra com o covid-19, manter empregos, e manter o sistema de saúde em cargas naturais.

RESPONDER

Pela primeira vez, cientistas viram chimpanzés a matar gorilas

Investigadores testemunharam, pela primeira vez, chimpanzés e gorilas a lutar entre si, confrontos esses que provocaram a morte de alguns deles. De acordo com o site Science Alert, as duas disputas foram observadas no Parque Nacional …

Vírus com 15 mil anos descobertos no gelo do Planalto do Tibete

Cientistas que estudam glaciares encontraram vírus com quase 15 mil anos em duas amostras de gelo retiradas do Planalto do Tibete, na China. Muitos deles, que sobreviveram porque se mantiveram congelados, são diferentes de todos …

Leite sem lactose em laboratório (e com a ajuda de membranas de óxido de grafeno)

As membranas de óxido de grafeno (uma forma oxidada do material) têm sido muito estudadas para a dessalinização da água e separação de corantes, mas as suas propriedades podem não ficar por aqui. Uma equipa de …

Cientistas criam material de "auto-reparação" mais resistente do mundo (e é perfeito para ecrãs de telemóveis)

Investigadores do Instituto Indiano de Educação e Investigação Científica (IISER, na sigla em inglês) podem ter encontrado o material perfeito para fazer os ecrãs de smartphones: transparente, resistente e que a capacidade de se "auto-curar" …

"A bitcoin vai criar a paz mundial"

A rainha das moedas digitais, se não construir a paz no planeta, vai ajudar na pacificação entre os seres humanos. É a opinião de Jack Dorsey. É o centro de atenções de muitos investidores, é o …

"Burrolandia". Parque temático de burros no México está a tentar salvar estes animais

Um parque temático de burros no México serve de santuário a estes animais que estão aos poucos a desaparecer no país. "O burro ajudou o homem por muito tempo. É hora de retribuirmos o favor", …

Uma mão robótica que joga Super Mario Bros na Nintendo? Sim, existe

Uma equipa de investigadores da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, imprimiu em 3D peças para criar uma mão robótica capaz de jogar Super Mario Bros na Nintendo.  A mão robótica é totalmente montada com circuitos …

"Narco Drones" apanhados a entregar drogas numa prisão chilena

Reclusos e cúmplices no exterior estão a usar drones para contrabandear droga para a prisão mais antiga do Chile. As autoridades chilenas descobriram que o esquema de contrabando tinha como objetivo transportar drogas para a Ex …

Erupção do vulcão Etna causa problemas económicos na Sicília

Nos últimos meses, o vulcão Etna tem estado em constante erupção e o custo de limpeza das cinzas está a deixar muitas cidades da Sicília à beira da falência. O vulcão Etna – um dos mais …

Argentina cria documento de identidade para pessoas não binárias

O Presidente da Argentina anunciou, esta semana, que o país tem um novo documento de identidade para incluir pessoas não binárias. É o primeiro país da América Latina a fazê-lo. De acordo com o chefe de …