/

Sócrates na mira da justiça brasileira

7

Arquivo ITU

O ex-Primeiro-ministro José Sócrates

O ex-Primeiro-ministro José Sócrates

A Justiça brasileira está de olho nas relações entre José Sócrates, a farmacêutica Octapharma e o Grupo Lena. Há suspeitas do envolvimento do ex-primeiro-ministro em negócios da área da saúde.

A Octapharma e o Grupo Lena estão a ser investigadas no Brasil no âmbito do caso de corrupção que envolve a Petrobras – em Portugal, as duas empresas estão sob suspeita no domínio da Operação Marquês que também implica José Sócrates.

A justiça brasileira pretende agora cruzar informações com as autoridades portuguesas, para traçar em detalhe a rede de corrupção do caso que é conhecido como “Lava Jato”, que envolve a Petrobras e que abrange suspeitas de altas figuras do Estado, nomeadamente o ex-presidente Lula da Silva.

O Correio da Manhã teve acesso a um requerimento do senador Álvaro Dias, do partido da oposição PSDB, solicitando uma auditoria urgente aos negócios da Octapharma.

“É necessário que se faça uma minuciosa auditoria para identificar possíveis irregularidades, seus responsáveis e proporcionar a aplicação das punições. Auditoria que seguramente poderá apontar informações relevantes junto à Operação Marquês e até motivar melhor compartilhamento de informações entre as operações Lava Jato e Marquês”, refere o senador, citado pelo jornal.

Em causa estão contratos no valor de 613 milhões de reais, cerca de 141 milhões de euros, assinados entre a Octapharma, para a qual Sócrates trabalhou como consultor, e o Ministério da Saúde do Brasil.

“Há suspeitas de que políticos receberam dinheiro para viabilizar o negócio”, refere o CM, citando o senador.

As relações de amizade entre Sócrates e Lula da Silva têm sido evidenciadas, por diversas vezes, no meio do caso da Petrobras, como eventualmente facilitadoras de alguns negócios envolvendo empresas portuguesas e brasileiras, nomeadamente a PT e a Oi.

ZAP

7 Comments

  1. Coitado! Este homem é perseguido no mundo Octapharma-Grupo Lena? Não será que mais uma vez é de perseguição política que se trata?
    É claro que se mantém a presunção de inocência intacta até porque aqui ninguém está habilitado a condenar… Isso é coisa exclusiva dos tribunais, como é sabido!

  2. Parem imediatamente de perseguir o Pinóquio!
    Ele era, e continua a ser, o herói da minha juventude. Foi tudo culpa da Baleia Vil-Metal, e ele não tem nada a ver com tudo isso!

  3. Mas ainda alguém liga às paranoias do Correio da Manhã a propósito do José Sócrates? Não tem outro nome, é verdadeira paranoia, já mete nojo!

  4. Enquanto se entretém os parolos com notícias do Sócrates o país é saqueado em silêncio pelos banqueiros com a protecção da quadrilha cavaquista e a propaganda da imprensa, propriedade dos mesmo grupos.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE