Sócrates apanhado nas escutas a fazer lobby internacional

José Sena Goulão / Lusa

Ex-primeiro ministro e ex-líder do PS, José Sócrates

As escutas telefónicas feitas a José Sócrates, no âmbito da Operação Marquês, comprovam que o ex-primeiro-ministro fez lobby internacional em favor do amigo Carlos Santos Silva, do Grupo Lena e da Octapharma.

Esta é a tese defendida pelo Ministério Público, conforme aponta o Observador que teve acesso a documentos da acusação.

Entre as escutas telefónicas efectuadas a Sócrates constarão conversas indiciadoras de “lobbying internacional” por parte do ex-governante a favor de empresas de Carlos Santos Silva, do Grupo Lena e da Octapharma, conforme aponta o Observador.

Carlos Santos Silva, outro dos arguidos do processo, e o Grupo Lena teriam interesse em determinados concursos de obras públicas na cidade argelina de Oran. E o Ministério Público acredita que Sócrates intercedeu em favor deles junto das autoridades da Argélia.

O facto de a Proengel, empresa de Carlos Santos Silva, ter ganho um concurso para a construção de um grande hospital oncológico na Argélia, que ficará concluído em 2017, será uma das provas desse suposto favorecimento.

O Observador cita, nomeadamente, uma viagem efectuada por Sócrates à Argélia, em Outubro de 2013, para encontros com o primeiro-ministro argelino e com outros governantes do país.

Uma viagem que terá sido preparada pelo ex-assessor diplomático de Sócrates, Francisco Duarte Lopes, que actualmente desempenha o cargo de director-geral de Política Externa do Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE), conforme frisa a mesma publicação.

Mas, além do Grupo Lena e de Carlos Santos Silva, também a Octapharma terá sido beneficiada pelos contactos internacionais de Sócrates.

Neste sentido, o Diário de Notícias aponta que, em Novembro de 2013, Sócrates solicitou a um ex-assessor que estava a trabalhar no Brasil para procurar agendar uma reunião com o ministro da Saúde brasileiro. Dado que indiciará o “lobby” do ex-governante em prol da Octapharma, segundo a tese do Ministério Público.

Será este “apoio internacional” de Sócrates que justificará as elevadas transferências bancárias que o ex-primeiro-ministro recebia de Carlos Santos Silva – os dois amigos argumentam que eram empréstimos.

Além destes montantes, o Ministério Público apurou ainda que Carlos Santos Silva entregou a Sócrates “cerca de 1,6 milhões de euros em dinheiro vivo”, conforme repara o Observador.

Primo de Sócrates arguido na Operação Monte Branco

Este apoio de Sócrates a Santos Silva começou a ser investigado no âmbito da Operação Monte Branco, levada a cabo pelos mesmos investigadores da Operação Marquês.

Um primo de Sócrates, António Pinto de Sousa, foi nesta quinta-feira constituído arguido no caso Monte Branco.

A SIC Notícias adianta que este empresário da construção civil com negócios em Angola é suspeito de branqueamento de capitais e de fraude fiscal.

Há outro primo de Sócrates, José Paulo Pinto de Sousa, que também está implicado nas Operações Marquês e Monte Branco e que tem negócios com Carlos Santos Silva em Angola.

SV, ZAP

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. O pessoal do ZAP ” adora ” o Sócrates. Até ao OBSERVADOR vai buscar informação!! Não há jornalistas, está visto. Pedem notícias emprestadas!!

RESPONDER

Sondas espaciais com "cunho" português vão passar perto de Vénus

As sondas espaciais europeias Solar Orbiter e BepiColombo, ambas com tecnologia e ciência portuguesas, vão passar perto de Vénus a 9 e 10 de agosto, respetivamente, anunciou esta segunda-feira a Agência Espacial Europeia (ESA). A passagem …

Elvis Presley terá morrido de doenças genéticas (e não por overdose de medicamentos)

Segundo um novo livro de Sally Hoedel, a morte de Elvis Presley estará, afinal, relacionada com o tratamento para doenças congénitas das quais sofria. O cantor norte-americano, que morreu há quase 44 anos, estava fortemente medicado …

A cidade mais populosa de África está a viver em contra-relógio

Os habitantes da Nigéria, o país mais populoso de África, já estão habituados a contornar as inundações anuais que invadem o país. No entanto, este ano a situação saiu fora do controlo, com o principal …

"Pensávamos que a Casa Branca mandava". Biden sob fogo devido ao fim da proibição dos despejos

A inacção de Joe Biden perante o fim das moratórias que proíbem os despejos durante a pandemia está a ser criticada até dentro do próprio Partido Democrata. A moratória federal aos despejos acabou este sábado, para …

Na ausência de Biles, Sunisa Lee coroou-se rainha da ginástica. É a primeira hmong a ganhar ouro

Sunisa Lee chegou a Tóquio com a missão de ajudar os Estados Unidos a garantir o ouro e de garantir a presença em finais individuais de aparelhos. Com o abandono de Biles, tornou-se a estrela …

Presidente afegão culpa retirada “abrupta” dos EUA pelo rápido avanço dos talibãs

O chefe de Estado afegão prometeu vencer o conflito com as milícias talibãs e os Estados Unidos dizem-se prontos a receber mais milhares de refugiados. O Presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, prometeu esta segunda-feira vencer o …

42% das pessoas em enfermaria no Hospital de são João têm vacinação completa

No Centro Hospitalar de São João (CHSJ), 42% das pessoas internadas em enfermaria e 15% das internadas em unidades de cuidados intensivos tinham a vacinação completa. Segundo os últimos dados da Direção-Geral da Saúde (DGS), apenas …

António Oliveira e uma arbitragem "conveniente"

Athletico Paranaense perdeu novamente no Brasileirão e a equipa de arbitragem ajudou os vencedores, queixou-se o treinador português. O Athletico Paranaense, líder do Brasileirão nas primeiras jornadas, está numa fase negativa: apenas uma vitória nas últimas …

André Ventura - Chega

Autárquicas. Chega concorre sozinho a 220 municípios para avaliar o seu "impacto"

André Ventura anunciou esta segunda-feira que o Chega irá concorrer nas eleições autárquicas a “cerca de 220 municípios” do país, sublinhando que o partido vai a votos sozinho para avaliar o seu “impacto”, mas sem …

Ex-guarda nazi julgado aos 100 anos por cumplicidade em assassinatos

Um homem de 100 anos que supostamente serviu como guarda num campo de concentração nazi será julgado em outubro por cumplicidade no assassinato de mais de 3.500 pessoas durante a Segunda Guerra Mundial, informou a …