Do Freeport ao Monte Branco, os casos de Sócrates

José Sena Goulão / Flickr

José Sócrates com Vieira da Silva

José Sócrates com Vieira da Silva

O licenciamento ambiental do Freeport, as escutas no processo “Face Oculta” ou a licenciatura foram alguns casos mediáticos que envolveram o nome do ex-primeiro-ministro socialista José Sócrates, que foi detido no sábado para interrogatório judicial.

O caso Freeport, que durou mais de cinco anos, envolvia o nome de José Sócrates e as suspeitas do seu envolvimento no licenciamento ambiental do `outlet` de Alcochete enquanto antigo ministro do Ambiente.

Em 2010, o Ministério Público concluiu que não havia irregularidades no licenciamento do empreendimento comercial Freeport.

“Como sempre disse, a verdade acaba sempre por vir ao de cima e fica agora evidente para todos os portugueses de boa-fé a enormidade das calúnias, das falsidades e das injustiças que sobre mim foram insistentemente repetidas ao longo destes últimos seis anos, muitas vezes com um único objetivo: de me atacarem politicamente e de me atacarem pessoalmente”, afirmou na ocasião Sócrates, após a conclusão do Ministério Público.

O processo Freeport voltaria a estar na ordem do dia, quando no verão de 2011 a investigação do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) é concluída, mas com os procuradores a alegarem “falta de tempo” para ouvirem em inquérito o antigo ministro do Ambiente, o que levaria o Procuradoria-Geral da República (PGR) a abrir um inquérito à diretora e aos dois procuradores, que deixaram por escrito as 27 perguntas que queriam ter feito a Sócrates e não fizeram.

O caso seguiria para julgamento em 2012 no Tribunal do Barreiro e o Ministério Público voltou a não ouvir José Sócrates.

Caso Universidade Independente

Paralelamente a este processo, o antigo governante via-se envolvido no caso da Universidade Independente (UNI), com as suspeitas relativamente à forma como teria concluído a sua licenciatura em engenharia naquela instituição, com um exame ao domingo.

O assunto fez correr muita tinta nos jornais e acompanhou José Sócrates mesmo depois deste perder as eleições para a coligação PSD/CDS-PP, no verão de 2011.

No ano seguinte, a PGR rejeita reabrir o inquérito que arquivara anteriormente sobre a licenciatura do antigo governante.

Face Oculta

Pelo meio, o seu nome surge ligado ao processo “Face Oculta”, que envolvia o seu amigo e ex-ministro socialista Armando Vara, no âmbito de escutas telefónicas realizadas durante a investigação.

Em 2009, a Polícia Judiciária (PJ) desencadeou a operação “Face Oculta ” em vários pontos do país, no âmbito de uma investigação relacionada com alegados crimes económicos de um grupo empresarial de Ovar liderado pelo sucateiro Manuel Godinho.

José Cartaxo / Flickr

José Sócrates Pinto de Sousa, ex-primeiro-ministro de Portugal

José Sócrates Pinto de Sousa, ex-primeiro-ministro de Portugal

“Tenho uma relação de há muitos anos com o dr. Armando Vara. Fiz com ele uma carreira política. Por isso, este processo é para mim triste“, afirmava Sócrates em novembro de 2009, quando confrontado com a notícia de que tinha sido `apanhado` nas escutas telefónicas a Armando Vara.

A 20 de fevereiro de 2010, o presidente do PS na altura, Almeida Santos, afirmava haver uma estratégia contra José Sócrates, considerando a propósito do “Face Oculta” que aquele estava a ser alvo da “quarta acusação grave sem provas”.

No caso `Face oculta`, uma das maiores polémicas foi a destruição das escutas envolvendo Sócrates e que foi ordenada pelo então presidente do Supremo Tribunal de Justiça, Noronha do Nascimento, que considerou não terem relevância criminal.

Na altura falava-se de um eventual envolvimento do então primeiro-ministro na tentativa de compra da TVI pela Portugal Telecom (PT), com Almeida Santos a reivindicar a sua qualidade de jurista e sublinhar que “quem acusa aprova”.

“José Sócrates não tem que defender-se de provas que ainda não foram apresentadas. Estamos perante uma inversão do ónus da prova”, disse o socialista, acrescentando ser “evidente” que existia uma “estratégia contra José Sócrates”.

Caso Monte Branco

Entretanto, em agosto deste ano, a revista Sábado noticiava que o antigo governante estaria a ser investigado no âmbito de um processo extraído do caso Monte Branco.

Na altura, a PGR desmentiu que o ex-primeiro-ministro estivesse a ser investigado.

Depois da meia-noite, a PGR esclareceu que a investigação que envolve agora José Sócrates “é independente do denominado inquérito Monte Branco, não tendo tido origem no mesmo”.

Esta é a primeira vez na história da democracia portuguesa que um ex-primeiro-ministro é detido para interrogatório judicial.

Às primeiras horas de sábado, a Procuradoria-Geral da República (PGR) confirmou, em comunicado, a detenção de quatro pessoas, entre elas Sócrates, depois de a notícia ter sido avançada pelas edições “on-line” do Sol e Correio da Manhã.

No processo, segundo a PGR, estão a ser investigadas operações bancárias, movimentos e transferências de dinheiro sem justificação conhecida e legalmente admissível.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Sonho que se tornou pesadelo". Fernando Santos admite mudanças no onze

O selecionador Fernando Santos disse hoje que Portugal vai carimbar a passagem aos ‘oitavos’ de final do Euro2020 e admite fazer mudanças na equipa para o encontro da derradeira jornada do Grupo F, com a …

Cientistas descobriram dois novos tipos de células cerebrais em ratos

Cientistas descobriram dois novos tipos de células gliais, um tipo de células do sistema nervoso central que dá suporte ao cérebro, em ratos. De acordo com o site EurekAlert!, investigadores da Universidade de Basileia, na Suíça, …

As bactérias intestinais podem influenciar a gravidade de um AVC

Uma equipa de investigadores da Cleveland Clinic, nos Estados Unidos, descobriu uma nova associação cérebro-intestino que está a surpreender a comunidade científica. Os resultados do estudo mostram como um metabólito produzido por bactérias intestinais pode amplificar …

O icónico Tamagotchi está de volta, mas desta vez em forma de smartwatch

No ano em que se celebram os 25 anos do Tamagotchi, surge uma nova versão do icónico brinquedo. O Smart é um Tamagotchi na forma de um relógio inteligente, para se usar no pulso. O …

Rã com olhos vermelhos descoberta no Equador. Chama-se Led Zeppelin

Os seus olhos vermelhos cativaram os investigadores, que decidiram batizar de Led Zeppelin uma nova espécie de rã terrestre descoberta no Equador. A Pristimantis ledzeppelin foi descoberta pelos equatorianos David Brito e Carolina Reyes, cientistas do …

Itália 1 - 0 País de Gales | “Azzurri” vencem mas galeses apuram-se

Imparável! Com o apuramento para os “oitavos” já no bolso, a Itália entrou em campo com nada mais, nada menos do que oito mexidas em relação à equipa que tinha iniciado o último jogo, frente …

Casa de banho do século XII encontrada em bar de tapas em Sevilha

Recentemente, um grupo de trabalhadores encontrou uma casa de banho do século XII dentro de um bar de tapas espanhol. A descoberta está a ajudar a perceber como era a vida em Sevilha na época. No …

Suíça 3 - 1 Turquia | Seferovic e Shaqiri “abrem o livro”

A Suíça venceu de forma categórica a Turquia por 3-1, afastou os turcos da prova e terminou o Grupo A no terceiro lugar, com quatro pontos, esperando agora pelo final da fase de grupos para …

Presidente eleito do Irão promete governo "revolucionário e anticorrupção"

O Presidente eleito do Irão, o clérigo ultraconservador Ebrahim Raissi, prometeu hoje formar um governo "trabalhador, revolucionário e anticorrupção", aludindo ao estrito cumprimento dos princípios do sistema teocrático do país. Num comunicado, Raissi apresentou-se como “um …

Na Coreia do Norte, um pacote de café pode chegar aos 80 euros

Residentes norte-coreanos dizem que uma pequena embalagem de chá preto ou um pacote de café podem chegar aos 60 e 80 euros, respetivamente. Esta semana, o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, reconheceu que o …