Secretário de Estado confirma que sugeriu empresa de ex-sócio, mas nega favorecimento

António Cotrim / Lusa

O secretário de Estado do Desporto, João Paulo Rebelo

João Paulo Rebelo confirmou que sugeriu a empresa de um ex-sócio para testes à covid-19, mas garantiu que a referiu “pela importância da capacidade” para testar.

O secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo, admitiu esta terça-feira ter sugerido a empresa de um ex-sócio para realizar testes ao novo coronavírus na região Centro. No entanto, avança o Observador, o governante nega qualquer “interesse económico” em fazê-lo.

O Ministério da Educação enviou uma nota ao diário na qual adianta que a empresa em causa tem como administrador um ex-sócio do secretário de Estado “numa sociedade que nada tem a ver com este setor de atividade” e da qual João Paulo Rebelo se desvinculou em 2015.

Não deixa de me causar uma enorme estupefação que se possa pensar que tive algum interesse próprio nesta associação que não fosse o de que – também na CIM [Comunidade Intermunicipal] Viseu Dão Lafões – se pudesse dar uma resposta eficaz a um problema que afligia, e aflige, todo o país”, lê-se na nota enviada ao Observador.

João Paulo Rebelo foi um dos cinco secretários de Estado nomeados a 6 de abril para coordenar a aplicação do estado de emergência em cada uma das regiões de Portugal. Numa reação à notícia avançada esta terça-feira pelo Correio da Manhã, o secretário de Estado explica que uma das missões enquanto coordenador “era realizar o maior número possível de testes covid-19“, tendo sido pedido a todos os coordenadores regionais que acompanhassem o processo.

“Foi nesta sequência que, nas diversas reuniões/videoconferências que fiz com as diferentes Comunidades Intermunicipais da Região, divulgando o protocolo, elenquei sempre as diversas entidades (públicas e privadas) que nos respetivos territórios teriam capacidade protocolada de resposta para a realização dos testes”, referiu.

A videoconferência com todos os Presidentes de Câmara da Comunidade Intermunicipal Viseu Dão Lafões “não foi exceção”, sublinhou o responsável, admitindo que, nessa reunião, adiantou “que tinha conhecimento de que a empresa ALS tinha capacidade para realizar mais 200 testes diários, facto que era já do conhecimento de muitos dos senhores Presidentes de Câmara, inclusivamente do Sr. Presidente da Câmara Municipal de Viseu”.

“Referi-o, sempre, pela importância da capacidade instalada que permitia dar uma resposta célere à operação e não deixando de referir a existência de outros laboratórios privados que poderiam ser mobilizados nesta missão”, justificou.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Claro que não! Como se pode pensar “semelhante tal”?
    – Foi mero acaso, ia a passear na rua, deu um pontapé numa pedra e, de lá, saíu o ex-sócio…

RESPONDER

Da "obsessão por cargos" à "subserviência ao PS". Críticos internos do BE descarregam na direção

A convenção do Bloco de Esquerda está marcada para os dias 22 e 23 de maio. Os grupos críticos da direção do partido já têm preparada uma extensa lista de críticas. De acordo com o Observador, …

Pela primeira vez, a idade da reforma pode cair (e a culpa é da pandemia)

A idade da reforma é determinada pela esperança média de vida. No entanto, a pandemia e o consequente aumento da mortalidade podem fazer cair esse indicador, levando a um recuo histórico na idade da reforma. Até …

Onde estão os antigos "donos disto tudo" no desporto?

Sporting parece estar em ano de regresso ao topo do futebol. Mas outros clubes dominadores, ou desapareceram, ou andam discretos. "Felizmente não subimos à I Divisão", admite o presidente do HC Sintra. "Donos disto tudo" pode …

Após chumbo ao aeroporto do Montijo, Governo quer mudar a Lei para tirar poder aos municípios

O chumbo ao aeroporto do Montijo, depois de os municípios da Moita e do Seixal terem reprovado o projecto, não demove o Governo da empreitada. Em cima da mesa estão três soluções e a intenção …

Vacina da Janssen deverá ser aprovada na Europa a 11 de março. Imunizante só requer uma toma

A Agência Europeia do Medicamento convocou uma reunião extraordinária para concluir a avaliação da vacina à covid-19 da multinacional Janssen, com vista a colocá-la rapidamente no mercado. Neste sentido, espera-se que haja mais uma vacina contra …

Medina leva nega. Bloco, PCP e PAN querem concorrer sozinhos em Lisboa

O anúncio de que Carlos Moedas vai encabeçar a candidatura PSD/CDS à Câmara Municipal de Lisboa uniu a direita, mas não mudou a estratégia da esquerda. O Bloco, o PCP e o PAN querem concorrer …

Coates alcançou feito sem paralelo na Europa

Coates não comete uma única falta há mais de um mês, embora tenha sido totalista de minutos nesse período. É o único jogador das principais ligas europeias a consegui-lo. Provavelmente já não se lembra da última …

"Nunca batem certo". Madeira contesta dados do boletim da DGS

As autoridades regionais madeirenses afirmam que "os números fidedignos são os dados reportados, diariamente, pela Direção Regional de Saúde". A Direção Regional da Saúde (DRS) da Madeira contestou, esta terça-feira, os dados reportados nos boletins da …

I Liga pondera reduzir número de equipas a partir de 2022/2023

O desportivo Record avança esta quarta-feira que a Liga de Clube pondera reduzir o número de equipas em competição na I Liga já a partir da época de 2022/2023. Em cima da mesa está a redução …

Sob risco de expulsão, Fidesz de Orbán deixa bancada do Partido Popular Europeu pelo próprio pé

O partido Fidesz, liderado pelo primeiro-ministro húngaro Viktor Orbán, vai deixar a bancada do Partido Popular Europeu no Parlamento Europeu. De acordo com a agência Reuters, o partido Fidesz, que governa a Hungria, anunciou esta quarta-feira …