Secretária de Estado da Igualdade sai e agita socialistas

Catarina Marcelino / Facebook

Catarina Marcelino, ex secretária de Estado da Igualdade

A secretária de Estado da Igualdade, Catarina Marcelino, saiu, esta sexta-feira, do cargo e vários socialistas se pronunciaram surpreendidos e contra a decisão da ministra da Presidência, Maria Manuel Leitão Marques.

A notícia surpreendeu vários socialistas que apontaram Catarina Marcelino como a “mais competente” a ocupar aquela pasta.

Até ao momento, de acordo com o Jornal de Notícias, ainda não se sabe por que terá decidido a ministra da Presidência, titular da pasta que integra a secretaria de Estado da Igualdade, substituir Catarina Marcelino.

No facebook, Catarina agradeceu todo o apoio recebido e explicou que tem “por hábito dizer que estou de Secretária de Estado. Estamos e a qualquer momento podemos deixar de estar. Foi o que aconteceu hoje comigo. Não saio por vontade própria, mas porque a Ministra que vai tutelar a pasta entendeu, no seu pleno direito, escolher outra pessoa”.

Tenho por hábito dizer que estou de Secretária de Estado. Estamos e a qualquer momento podemos deixar de estar. Foi o…

Publicado por Catarina Marcelino em Sexta-feira, 20 de Outubro de 2017

Nas redes sociais, vários socialistas e ativistas demonstraram a sua surpresa e deixaram palavras de incentivo a Catarina Marcelino, relembrando a sua competência.

Dois deputados socialistas, Porfírio Silva e Isabel Moreira, questionaram imediatamente as “razões políticas” de tal afastamento. “Não acredito que a política possa ser o reino do arbitrário”, referiu o deputado.

Isabel Moreira, por sua vez, relembrou o percurso político da antropóloga de formação, demonstrando também a surpresa. “Catarina Marcelino saiu da Secretaria de Estado da Cidadania e da Igualdade. Foi a melhor representante da igualdade de que tenho memória. Em todas as áreas. Todas. Uma feminista assumida, empenhada e reconhecida por quem trabalha na área. Não percebo. Não percebo. E não estou sozinha nesta avaliação”.

Catarina Marcelino saiu da secretaria de estado da cidadania e da igualdade. Foi a melhor representante da igualdade de…

Publicado por Isabel Moreira em Sexta-feira, 20 de Outubro de 2017

Além disso, Isabel Moreira desejou ainda “obviamente todo o sucesso a Rosa Monteiro”, a secretária que ocupa agora o lugar de Marcelino.

As razões desta alteração prendem-se com a passagem da Secretaria de Estado da Igualdade do Ministério da Administração Interna para a tutela do Ministério da Presidência, liderado por Maria Manuela Leitão Marques, no âmbito da reformulação levada a cabo pelo Governo.

Segundo o esclarecimento de Marcelino, terá partido então da ministra da Presidência o travão à continuidade de Marcelino no Governo e a escolha de Rosa Lopes Monteiro para o seu lugar.

Além disso, outras alterações acontecem no Governo com Eduardo Cabrita a deixar o cargo de ministro adjunto do primeiro ministro para presidir ao Ministério da Administração Interna, depois da demissão de Constança Urbano de Sousa.

Para o lugar de Eduardo Cabrita foi então designado o advogado Pedro Siza Vieira, que era até agora membro da Estrutura de Missão para a Capitalização das Empresas e passa agora a ministro adjunto.

Na Cidadania e Igualdade, além de Rosa Filomena Brás Lopes Monteiro, a ministra da Presidência tem como secretários de Estado Tiago Antunes, na pasta da Presidência do Conselho de Ministros, e Graça Fonseca, como secretária de Estado Adjunta e da Modernização Administrativa.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

10 COMENTÁRIOS

  1. Eu só não entendo quais as funções de uma secretaria de estado para a IGUALDADE.
    Vão dar a boa notícia aos portugueses que afinal somos todos iguais e os partidos políticos vão pagar o IMI COMO TODOS OS PORTUGUESES? , bem como a SOBRETAXA?
    Boa afinal já vejo a utilidade destes gastos públicos e já vejo que afinal SOMOS TODOS IGUAIS

    • Não conheço a trabalho mas suspeito que mais uma vez estão a copiar os EUA. Só o facto de ser feminista assumida já diz muita coisa. Nos EUA continuam a achar que as mulheres são oprimidas quando na realidade têm várias vantagens na lei em relação aos homens e mesmo na sociedade. Por mim podem ter essas vantagens todas mas não venham queixar nem fingir que há igualdade. O mesmo digo para minorias e afins e essas teorias também andam a espalhar por muitos países da UE. Em vez de quererem igualdade de oportunidades querem forçar um resultado igual para toda a gente mesmo que não seja merecido.

  2. Oh não é que tinha razão. É mesmo ideias dos EUA:
    https://www.tsf.pt/programa/conversa-delas/emissao/catarina-marcelino-secretaria-de-estado-para-a-cidadania-e-igualdade-5670679.html

    Está senhora quer aplicar discriminação positiva nas empresas para que haja igualdade forçada de géneros em relação ao salário é número de pessoas mereçam ou não. Não se trata de igualdade de oportunidades nem de quem é mais eficaz no trabalho. Na lógica destas pessoas nas empresas as pessoas não contratam mulheres por serem mulheres e o mesmo para minorias.

    Pouco importa que muitas jovens tiram cursos que não têm saída como eng. do ambiente ou psicologia. Também pouco importa que no privado o que importa é o trabalho efectivo. Enfim, parece-me obvio porque é que está senhora foi chutada e acho que o PS fez muito bem apesar de não concordar com muitas ideias deles. Vamos lá ver é se não vêm outra peça com as mesmas ideias.

  3. Não conheço o perfil nem o trabalho da senhora mas arrisco em dizer que ela foi excluída por ser competente naquilo que faz, o que não é normas nos nossos políticos… Digo eu, não sei…

  4. Realmente o que aqui foi dito é a verdade. Só mais uma coisa. Acabem com esse tacho e canalizem esse dinheiro que é nosso para defender a floresta… Bem mais útil. Quanto a essa senhora tem futuro promissor no bloco…. Se não se filiar é um desperdício…vi o prós e contras em que participou e da para ver isso. É uma pena se não a aceitarem! Alguem conheçe a Catarina? Metam uma cunha..

  5. a igualdade que elas queriam nunca vao ter!!!! saia ministra entre ministra…. haja secretarias de estado nao haja, governe quem governar…….a geringonça bem quer facilitar e fomentar o transexual o transgenero etc…. mas o mais dramatico disto tudo é que se instalou uma “guerra” entre mulheres. quem puxa o ministerio com mais força?. sera que o costa esta por tras disto tudo? kkkkkk. o socrates gostava de usar o termo transvestido.. este governo ja nem precisa de se transformar….

  6. ENZO, concordo com tudo o que dizes. É isso mesmo; acabem com esta treta e protegem aqueles desgraçados e desgraçadas que viviam de quase nada ( galinhas, uns ovos, uma cabritas e umas ovelhas). É bem visto que esta ex. Secretaria da Igualdade, tinha toda a proteção do António Costa, mas agora tiro-lhe o tapete. Contudo, Catarina Martins despediu a Presidente da Comissão de Igualdade de Género, e como estava no inicio do contrato, estamos ainda a pagar o salário por mais dois anos. E fez muitas outras deixando a divida por nossa conta.

  7. Estou de acordo 100% com o Enzo. Só mais uma coisa. Catarina Marcelino, despediu a Presidente da Comissão Igualdade de Género que estava no inicio do contrato. A lei é assim: vamos pagar durante 3 anos o salario a essa ex Presidente. Mas fez muitas mais: quem não se lembra do que ela escreveu nas redes sociais com erros de ortografia uns atras dos outros? Sim ela é uma bloquista, fica bem junta das Mortaguas.

Responder a pedro Cancelar resposta

Novos modelos de carros elétricos vão triplicar. Produção em Portugal "será praticamente inexistente"

O número de modelos de veículos elétricos irá triplicar no mercado europeu até 2021, mas a produção destes veículos em Portugal será praticamente inexistente até 2025, indica um estudo da Federação Europeia dos Transportes e …

Bruxelas investiga Amazon por alegado uso de dados pessoais de vendedores

A Comissão Europeia abriu, esta quarta-feira, uma investigação à Amazon para determinar se a empresa usou informações pessoais “confidenciais” de vendedores independentes, quebrando as regras comunitárias na área da concorrência. A Comissão Europeia abriu uma investigação …

Parlamento não sabe o que fazer ao Acordo Ortográfico

Depois de dois anos de meio, foram ouvidas 16 entidades, recebidos 20 contributos escritos, houve uma petição, um projeto de resolução chumbado e uma iniciativa legislativa de cidadãos. Mas a Assembleia da República continua sem …

Ministério da Educação quer reduzir peso excessivo das mochilas dos alunos

O Ministério da Educação lançou esta quinta-feira uma campanha para sensibilizar pais, alunos, professores e diretores escolares a adotar medidas que reduzam o peso excessivo das mochilas dos alunos. A campanha de sensibilização lançada esta quinta-feira …

Morreu o eurodeputado do PS André Bradford. Estava em coma induzido

O eurodeputado do PS André Bradford, que estava em coma induzido desde dia 8 deste mês, faleceu nesta quinta-feira no Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada, revelou à agência Lusa fonte do PS/Açores. Bradford, …

Crise dos opióides nos EUA: 76 mil milhões de comprimidos e 70 mil overdoses

Entre 2006 e 2012 foram distribuídos setenta e seis mil milhões de comprimidos de duas substâncias opióides, a oxicodona e a di-hidrocodeína. As mais de 70 mil registadas em 2017 representam um aumento para o …

Erosão da costa portuguesa é grave (e vai piorar)

As zonas da costa com ocupação humana são as mais atingidas pelos efeitos da erosão costeira em Portugal, uma situação que vai agudizar-se, apesar das medidas que têm sido tomadas e que custam anualmente milhões …

Oito pessoas sofreram intoxicação por cloro nas piscinas de Odivelas

Oito pessoas sofreram uma intoxicação por cloro na sequência de um derrame nas piscinas municipais de Odivelas, na manhã de quarta-feira. Quatro dos feridos – com reações a nível respiratório – receberam assistência no local e …

BE vai propor a despenalização da morte assistida

No programa eleitoral das próximas eleições legislativas, o Bloco de Esquerda vai voltar a propor a despenalização da morte assistida. Catarina Martins defende que se trata de uma decisão que "alarga o espaço da liberdade, …

Apresentador de TV suspeito de esquema à Dona Branca "refugiou-se" em Portugal

O apresentador de televisão norte-americano Clayton Morris, que trabalhou na Fox News, está a viver em Portugal, depois de ter sido acusado de montar um esquema semelhante ao caso da Dona Branca, a chamada banqueira …