Rocha Andrade passa decisões sobre a Galp para Centeno

José Sena Goulão / Lusa

O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Fernando Rocha Andrade

O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Fernando Rocha Andrade, está no Parlamento com Mário Centeno e falou sobre a polémica viagem paga pela Galp para jogos da seleção de futebol para dizer que não tomará decisões que envolvam a empresa.

À Comissão de Orçamento e Finanças, Rocha Andrade admitiu que a “repercussão pública” do caso das viagens pagas pela Galp afetaria “a serenidade que deve rodear” as decisões do Governo se estivesse em causa a Galp e o fará remeter eventuais decisões sobre o grupo para o Ministro das Finanças.

“O meu entendimento é que se no exercício das funções vier a ser chamado a decidir sobre qualquer questão de qualquer empresa do grupo Galp, com base no código de processos administrativos, a matéria será remetida para a entidade competente que, neste caso, será o ministro das Finanças”, afirmou Rocha Andrade aos deputados, citado pelo Observador.

O secretário de Estado garantiu ainda que até agora não foi chamado a tomar qualquer decisão sobre a petrolífera.

A decisão surge na sequência do “Galpgate”, quando foi revelado, no início de agosto, que o secretário de Estado viajou a França para ver um jogo da Selecção Nacional a convite da petrolífera, que tem um contencioso fiscal na ordem dos 100 milhões de euros com o Estado português.

A poléica levou o Governo a aprovar um código de conduta para regular as ofertas das empresas a governantes.

Estas declarações ao Parlamento são a primeira vez em que fala publicamente sobre a polémica em que se viu envolvido.

As palavras do secretário do Estado surgiram na sequência de uma pergunta do deputado social-democrata Duarte Pacheco sobre se Centeno mantinha a confiança em Rocha Andrade. Centeno não respondeu à pergunta, passando a palavra ao seu secretário do Estado.

Quando se soube dos convites da Galp, na primeira semana de agosto, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, anunciou ter retirado competências relacionadas com a Galp ao secretário de Estado da Internacionalização, um dos três governantes que foi ver jogos do Euro 2016 a convite da Galp.

ZAP

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Pois. É para tuga ver.
    O que ele devia era, pura e simplesmente, demitir-se ou ser afastado. Este caso só veio a público porque alguém deu “com a língua nos dentes” ou alguém espiolhou. Caso contrário não se sabia e o regabofe continuava. Embora me identifique com o partido socialista, estou em desacordo absoluto com este tipo de comportamentos, venham eles de que partido vierem.

RESPONDER

Este ano não há São João nem Santo António. Festas populares canceladas em Lisboa e Porto

As Câmaras Municipais de Lisboa e do Porto resolveram cancelar as festividades de Santo António e de são João, respectivamente, por causa da pandemia de Covid-19. As marchas populares só voltam no próximo ano, com …

Sem ajudas do Governo, "não sei se os grandes vão continuar a ser grandes"

"É complicado encontrar soluções", assume o presidente do Marítimo numa altura em que o futebol está parado por causa da pandemia de Covid-19. A situação é "aflitiva" para muitos clubes, diz Carlos Pereira que acredita …

Governo dá tolerância de ponto nos dias 9 e 13 de abril

O primeiro-ministro assinou um despacho a conceder tolerância de ponto nos próximos dias 9 e 13, no período da Páscoa, a todos os trabalhadores que exercem funções públicas nos serviços da administração direta do Estado. “É …

Depois do papel higiénico, vendas de snacks e bebidas alcoólicas disparam

A Associação Espanhola de Supermercados fez um estudo sobre as alterações de consumo desde que foi decretado o estado de emergência. A procura por papel higiénico disparou meados de março, mas os produtos mais procurados …

Bloco quer proibir banca de distribuir lucros (e pede ajuda ao PSD)

O Bloco de Esquerda quer proibir os bancos de distribuírem dividendos em 2020 e pede ajuda ao PSD para o conseguir. Em videoconferência, Mariana Mortágua lançou um desafio ao líder social-democrata. O Bloco de Esquerda anunciou …

Ordens duvidam dos números de infetados (e admitem fazer o seu próprio levantamento)

Segundo os números anunciados na quarta-feira, havia 1.124 profissionais de saúde e oito deles estavam internados em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI). Mas estes números não convencem as Ordens. De acordo com o Observador, o bastonário …

Europa tem que ser o seu "próprio Plano Marshall". Centeno defende solução sem o "estigma" da austeridade

Mário Centeno continua a incentivar uma solução conjunta assente na ideia da solidariedade europeia perante "uma crise inesperada e sem precedentes" devido à pandemia de Covid-19. Como presidente do Eurogrupo, o ministro das Finanças de …

Há mais de 10 mil infetados em Portugal. DGS vai fazer testes de imunidade à população

O boletim epidemiológico da Direção-geral da Saúde deste sábado regista 10.524 casos de infeção por covid-19 em Portugal. Há mais 20 mortes, num total de 266 óbitos. Nas últimas 24 horas, até à meia-noite, foram registados …

Quase meio milhão de portugueses estão em lay-off. "Sistema é errado", diz Francisco Louçã

Uma semana depois de o Governo ter aberto a porta ao lay-off simplificado, mais de 22 mil empresas já recorreram a este novo regime. Atualmente, há 425.287 trabalhadores nessa situação. Francisco Louçã considera este sistema …

Costa "chocado" com caso da morte no aeroporto. Enfermeira, médico e polícias também investigados

Além dos três inspectores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) que são suspeitos de terem agredido um cidadão ucraniano, que acabou por morrer, também há outros elementos do SEF, um médicos e uma enfermeira, …