Ricardo Salgado diz que não tem dinheiro para pagar a caução

Mário Cruz / Lusa

Ricardo Salgado, ex-presidente do BES

Ricardo Salgado, ex-presidente do BES

Ricardo Salgado ainda não pagou os três milhões de euros de caução, estabelecidos pelo juiz Carlos Alexandre, no âmbito da investigação em torno da queda do BES. O ex-presidente do Banco alega que não tem como pagar.

O Tribunal Central de Instrução Criminal, pela pena do juiz Carlos Alexandre, determinou que Ricardo Salgado poderia pagar uma caução de 3 milhões de euros para se “livrar” da prisão domiciliária.

Mas aquele a quem já chamaram o “dono disto tudo” continua detido em casa, com polícia à porta, e ainda não pagou o montante definido pelo tribunal, apurou o Correio da Manhã.

Segundo este jornal, o ex-banqueiro “alega falta de bens” para poder pagar a caução.

O prazo para que os 3 milhões de euros sejam pagos termina na próxima segunda-feira.

Caso Ricardo Salgado não apresente o dinheiro ou bens nesse valor, o juíz Carlos Alexandre “pode reduzir o montante que foi determinado ou propor outras medidas de coacção”.

A argumentação de Ricardo Salgado baseia-se na ideia de que os seus bens estão todos arrestados, no âmbito do processo que investiga a queda do BES.

Em agosto, segundo o jornal Sol, Salgado transferiu a fortuna para a mulher e os filhos, pouco antes de se ter dado o colapso do BES.

De acordo com o que o jornal apurou, apenas quatro dos mais de 600 imóveis arrestados pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal estavam no nome do banqueiro, sendo estas ainda assim pertencentes aos irmãos Espírito Santo Silva Salgado e a um dos seus filhos.

ZAP

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Este gajo esta a chamar burro ao juiz e a todos os portugueses. Um individuo que tanto roubou, que tanto burlou o estado português, com uma empresa que criou para o efeito, vem dizer que não tem dinheiro. Venda a casa. E já agora, onde para a oferta de 14 milhões que o mestre de obras lhe deu? Esse gajo devia era estar atrás das grades. Mas estamos em Portugal e isso para políticos, banqueiros e seus sucedâneos não é possível, infelizmente.

    • E ler a noticia todo? Dá muito trabalho?
      Evitavas perder tempo a escrever barbaridades!…
      Se os bens estão todos penhorados (pelo menos, os conhecidos!), não os pode vender (ou usar como pagamento da caução); não é óbvio?!

      • Mas tem os bens que passou para o nome da família. Aliás isso é prática comum de todos os que já foram investigados, nenhum tinha dinheiro porque mudaram de nome.

      • Também li isto na notícia: Em agosto, segundo o jornal Sol, Salgado transferiu a fortuna para a mulher e os filhos, pouco antes de se ter dado o colapso do BES.
        O mesmo fizeram os do BPN e afins.

  2. Quanto a mim este ”impasse” tem várias soluções:
    1 – Pede de volta à mulher ou aos filhos o dinheiro que afinal é dele.
    2 – Transfere-o do Brasil, do Chile ou de uma das offshores onde tem bens e dinheiro.
    3 – Segue a sugestão do Dr. Passos Coelho em relação aos enganados, espoliados, roubados, etc do BES. Faça um peditório.
    ESTE senhor ANDA A GOZAR COM O ZÉ. ATÉ QUANDO????

  3. Vai para dois anos, o pessoal juntou-se ali em frente ao Palácio de Belém e conseguiu arranjar uns trocos em moedas de cêntimo para o aleijadinho de boliqueime. Sugestão: devia-se fazer o mesmo agora ali para Cascais. Vá lá, pá! Vamos todos ajudar o homem a meter uma côdea na boca dos filhos…!

  4. estes gajos era o sr jessus cristo fazer um milagre de adormecer a noite e nao acordar de manha estava tudo resolvido e o resto ser devolvido ao

Banco BiG: EUA e China vão chegar a acordo, mas não será duradouro

No "Outlook" para 2020, os analistas do banco BiG defendem que será improvável que Estados Unidos e China cheguem a um consenso suficiente para reverter as taxas aduaneiras impostas. De acordo com os analistas do banco …

Alemanha expulsa dois diplomatas russos. Rússia vai tomar medidas

Dois diplomatas russos, acusados pelo Ministério Público alemão de falta de cooperação na investigação de um homicídio, foram expulsos da Alemanha. A Rússia já reagiu e avisou que tomará medidas. Esta quarta-feira, a Alemanha expulsou "com …

Segurança Social demora quase cinco meses a pagar pensões

Em 2018, os beneficiários da Segurança Social tiveram de esperar, em média, 147 dias - cerca de cinco meses -, entre o dia que se aposentaram e o momento que começaram a receber a pensão …

Empresas fechadas e 28 mil despedimentos. Setor têxtil pode atravessar crise

Até 2025, a indústria têxtil em Portugal pode ver um terço das empresas a fecharem e 28 mil trabalhadores a serem despedidos. Este é o pior cenário equacionado no setor nos próximos anos. O setor da …

Ministério Público arquiva queixa de Aguiar-Branco contra Ana Gomes por difamação

Aguiar Branco tinha levantado um processo de difamação a Ana Gomes por declarações sobre alegadas ligações entre o seu escritório de advogados e o grupo Martifer. O Ministério Público (MP) arquivou a queixa apresentada pelo ex-ministro …

66 louvores a funcionários. Centeno é o ministro mais "agradecido" de todo o Governo

Mário Centeno e os seus secretários de Estado publicaram em Diário da República 66 louvores. O seu gabinete garante que não há qualquer significado político associado - nem mesmo uma despedida anunciada. O louvor é dado …

Os glaciares da Nova Zelândia estão a mudar de cor

À medida que o Hemisfério Sul entra no verão, acontece uma temporada catastrófica de incêndios florestais na costa leste da Austrália. Há casas destruídas, coalas a morrer e um fumo espesso que cobre o estado …

Não se irrite. Fisco vai comunicar de forma mais clara

A Autoridade Tributária e Aduaneira vai lançar um serviço de apoio e defesa ao contribuinte que usará uma linguagem mais simples e clara. A alteração é inspirada num modelo britânico. A Autoridade Tributária e Aduaneira vai …

Juiz Rui Rangel justificou ganhos com direitos de autor de programa televisivo

O juiz afirmou, perante o plenário do Conselho Superior da Magistratura, que os ganhos fora da magistratura correspondiam a direitos de autor de um programa na televisão. O juiz Rui Rangel, que foi demitido da magistratura esta …

Governo faz ultimato: empresas têm 30 dias para regularizar fundos europeus parados (ou devolver dinheiro)

O Governo vai dar 30 dias para que as empresas que têm fundos comunitários parados regularizem a situação. Findo esse período, terão de devolver o dinheiro. José Mendes, secretário de Estado do Planeamento, garantiu, em entrevista …