Ricardo Salgado diz que não tem dinheiro para pagar a caução

Mário Cruz / Lusa

Ricardo Salgado, ex-presidente do BES

Ricardo Salgado, ex-presidente do BES

Ricardo Salgado ainda não pagou os três milhões de euros de caução, estabelecidos pelo juiz Carlos Alexandre, no âmbito da investigação em torno da queda do BES. O ex-presidente do Banco alega que não tem como pagar.

O Tribunal Central de Instrução Criminal, pela pena do juiz Carlos Alexandre, determinou que Ricardo Salgado poderia pagar uma caução de 3 milhões de euros para se “livrar” da prisão domiciliária.

Mas aquele a quem já chamaram o “dono disto tudo” continua detido em casa, com polícia à porta, e ainda não pagou o montante definido pelo tribunal, apurou o Correio da Manhã.

Segundo este jornal, o ex-banqueiro “alega falta de bens” para poder pagar a caução.

O prazo para que os 3 milhões de euros sejam pagos termina na próxima segunda-feira.

Caso Ricardo Salgado não apresente o dinheiro ou bens nesse valor, o juíz Carlos Alexandre “pode reduzir o montante que foi determinado ou propor outras medidas de coacção”.

A argumentação de Ricardo Salgado baseia-se na ideia de que os seus bens estão todos arrestados, no âmbito do processo que investiga a queda do BES.

Em agosto, segundo o jornal Sol, Salgado transferiu a fortuna para a mulher e os filhos, pouco antes de se ter dado o colapso do BES.

De acordo com o que o jornal apurou, apenas quatro dos mais de 600 imóveis arrestados pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal estavam no nome do banqueiro, sendo estas ainda assim pertencentes aos irmãos Espírito Santo Silva Salgado e a um dos seus filhos.

ZAP

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Este gajo esta a chamar burro ao juiz e a todos os portugueses. Um individuo que tanto roubou, que tanto burlou o estado português, com uma empresa que criou para o efeito, vem dizer que não tem dinheiro. Venda a casa. E já agora, onde para a oferta de 14 milhões que o mestre de obras lhe deu? Esse gajo devia era estar atrás das grades. Mas estamos em Portugal e isso para políticos, banqueiros e seus sucedâneos não é possível, infelizmente.

    • E ler a noticia todo? Dá muito trabalho?
      Evitavas perder tempo a escrever barbaridades!…
      Se os bens estão todos penhorados (pelo menos, os conhecidos!), não os pode vender (ou usar como pagamento da caução); não é óbvio?!

      • Mas tem os bens que passou para o nome da família. Aliás isso é prática comum de todos os que já foram investigados, nenhum tinha dinheiro porque mudaram de nome.

      • Também li isto na notícia: Em agosto, segundo o jornal Sol, Salgado transferiu a fortuna para a mulher e os filhos, pouco antes de se ter dado o colapso do BES.
        O mesmo fizeram os do BPN e afins.

  2. Quanto a mim este ”impasse” tem várias soluções:
    1 – Pede de volta à mulher ou aos filhos o dinheiro que afinal é dele.
    2 – Transfere-o do Brasil, do Chile ou de uma das offshores onde tem bens e dinheiro.
    3 – Segue a sugestão do Dr. Passos Coelho em relação aos enganados, espoliados, roubados, etc do BES. Faça um peditório.
    ESTE senhor ANDA A GOZAR COM O ZÉ. ATÉ QUANDO????

  3. Vai para dois anos, o pessoal juntou-se ali em frente ao Palácio de Belém e conseguiu arranjar uns trocos em moedas de cêntimo para o aleijadinho de boliqueime. Sugestão: devia-se fazer o mesmo agora ali para Cascais. Vá lá, pá! Vamos todos ajudar o homem a meter uma côdea na boca dos filhos…!

  4. estes gajos era o sr jessus cristo fazer um milagre de adormecer a noite e nao acordar de manha estava tudo resolvido e o resto ser devolvido ao

Ex-ministro francês François Bayrou acusado de cumplicidade na apropriação de fundos

O ex-ministro francês François Bayrou, dirigente centrista e próximo de Emmanuel Mácron, foi acusado na sexta-feira por "cumplicidade na apropriação indevida de fundos públicos" no caso dos assistentes parlamentares do seu partido. A acusação, "anunciada antecipadamente …

"Profundamente envergonhada", Merkel visitou Auschwitz pela primeira vez

A chanceler alemã, Angela Merkel, visitou esta sexta-feira pela primeira vez o campo de concentração e extermínio de Auschwitz-Birkenau num "sinal de reconciliação com os judeus e o estado de Israel", considera o historiador René …

Capital do Natal de Algés avança com queixa-crime contra promotores

A organização da Capital do Natal, evento que decorre em Algés, Oeiras, vai apresentar uma queixa-crime contra os promotores turísticos que "adulteraram a oferta do parque", o que defraudou "um conjunto alargado de pessoas". Em causa …

Menino de 5 anos convidou todos os colegas do infantário para assistir à sua adoção

Um menino de cinco anos de Michigan, nos Estados Unidos, convidou a sua turma do infantário para testemunhar à sua adoção legal. A criança, identificada como Michael, foi adotada formalmente pela sua nova família na passada …

TDT vai mudar de frequência (outra vez)

A frequência da Televisão Digital Terrestre (TDT) está a ser alterada de forma faseada, o que significa que os portugueses que usem este serviço gratuito de televisão têm de sintonizar novamente os seus recetores e/ou …

Ruas de Águeda entre as "mais bonitas do mundo" para a CNN

As ruas do centro de Águeda, no distrito de Aveiro, decoradas com guarda-chuvas estão entre as 21 mais bonitas de mundo para a emissora norte-americana CNN. A distinção é avançada pelo jornal Público, que dá …

Hospitais vão poder pagar mais a médicos para garantir urgências no Natal

Os hospitais vão poder contratar médicos prestadores de serviço, vulgo tarefeiros, por valores superiores aos de referência durante o Natal e o Ano Novo. De acordo com o presidente da Federação Nacional dos Médicos, Noel Carrilho, …

Jovem que abandonou bebé no lixo esteve 13 anos institucionalizada em Cabo Verde

A jovem que abandonou o filho recém-nascido no lixo, em Lisboa, esteve institucionalizada durante 13 anos em Cabo Verde. A sua mãe está agora a lutar pela guarda da criança. Numa entrevista ao programa Sexta às …

Último debate. Boris defendeu o Brexit e Corbyn falou da Saúde (pelo menos 15 vezes cada um)

No debate televisivo, transmitido pela BBC, o último antes das eleições da próxima quinta-feira, Boris Johnson defendeu que é o melhor preparado para concretizar o Brexit e terminar com o impasse no processo, prometendo ainda …

No São José, há um doente numa cama 9 meses depois de ter alta. Não tem para onde ir

O Centro Hospitalar Lisboa Central tem diariamente uma média de 70 camas ocupadas com doentes que já deviam ter saído do hospital e há atualmente um caso que espera há nove meses por uma solução. Em …