Ricardo Salgado diz que não tem dinheiro para pagar a caução

Mário Cruz / Lusa

Ricardo Salgado, ex-presidente do BES

Ricardo Salgado, ex-presidente do BES

Ricardo Salgado ainda não pagou os três milhões de euros de caução, estabelecidos pelo juiz Carlos Alexandre, no âmbito da investigação em torno da queda do BES. O ex-presidente do Banco alega que não tem como pagar.

O Tribunal Central de Instrução Criminal, pela pena do juiz Carlos Alexandre, determinou que Ricardo Salgado poderia pagar uma caução de 3 milhões de euros para se “livrar” da prisão domiciliária.

Mas aquele a quem já chamaram o “dono disto tudo” continua detido em casa, com polícia à porta, e ainda não pagou o montante definido pelo tribunal, apurou o Correio da Manhã.

Segundo este jornal, o ex-banqueiro “alega falta de bens” para poder pagar a caução.

O prazo para que os 3 milhões de euros sejam pagos termina na próxima segunda-feira.

Caso Ricardo Salgado não apresente o dinheiro ou bens nesse valor, o juíz Carlos Alexandre “pode reduzir o montante que foi determinado ou propor outras medidas de coacção”.

A argumentação de Ricardo Salgado baseia-se na ideia de que os seus bens estão todos arrestados, no âmbito do processo que investiga a queda do BES.

Em agosto, segundo o jornal Sol, Salgado transferiu a fortuna para a mulher e os filhos, pouco antes de se ter dado o colapso do BES.

De acordo com o que o jornal apurou, apenas quatro dos mais de 600 imóveis arrestados pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal estavam no nome do banqueiro, sendo estas ainda assim pertencentes aos irmãos Espírito Santo Silva Salgado e a um dos seus filhos.

ZAP

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Este gajo esta a chamar burro ao juiz e a todos os portugueses. Um individuo que tanto roubou, que tanto burlou o estado português, com uma empresa que criou para o efeito, vem dizer que não tem dinheiro. Venda a casa. E já agora, onde para a oferta de 14 milhões que o mestre de obras lhe deu? Esse gajo devia era estar atrás das grades. Mas estamos em Portugal e isso para políticos, banqueiros e seus sucedâneos não é possível, infelizmente.

    • E ler a noticia todo? Dá muito trabalho?
      Evitavas perder tempo a escrever barbaridades!…
      Se os bens estão todos penhorados (pelo menos, os conhecidos!), não os pode vender (ou usar como pagamento da caução); não é óbvio?!

      • Mas tem os bens que passou para o nome da família. Aliás isso é prática comum de todos os que já foram investigados, nenhum tinha dinheiro porque mudaram de nome.

      • Também li isto na notícia: Em agosto, segundo o jornal Sol, Salgado transferiu a fortuna para a mulher e os filhos, pouco antes de se ter dado o colapso do BES.
        O mesmo fizeram os do BPN e afins.

  2. Quanto a mim este ”impasse” tem várias soluções:
    1 – Pede de volta à mulher ou aos filhos o dinheiro que afinal é dele.
    2 – Transfere-o do Brasil, do Chile ou de uma das offshores onde tem bens e dinheiro.
    3 – Segue a sugestão do Dr. Passos Coelho em relação aos enganados, espoliados, roubados, etc do BES. Faça um peditório.
    ESTE senhor ANDA A GOZAR COM O ZÉ. ATÉ QUANDO????

  3. Vai para dois anos, o pessoal juntou-se ali em frente ao Palácio de Belém e conseguiu arranjar uns trocos em moedas de cêntimo para o aleijadinho de boliqueime. Sugestão: devia-se fazer o mesmo agora ali para Cascais. Vá lá, pá! Vamos todos ajudar o homem a meter uma côdea na boca dos filhos…!

  4. estes gajos era o sr jessus cristo fazer um milagre de adormecer a noite e nao acordar de manha estava tudo resolvido e o resto ser devolvido ao

RESPONDER

A Realidade Virtual pode ser a próxima terapia para tratar pânico, fobias e distúrbios

A Oxford VR, empresa britânica de realidade virtual, acaba de acumular mais de 13 milhões de euros para investir na terapia com a tecnologia do futuro. A companhia surgiu a partir do departamento de psiquiatria da …

Apple não deixa que vilões de filmes usem iPhones

A Apple não deixa que os vilões dos filmes de Hollywood usem os telemóveis iPhone no grande ecrã. Esta é apenas uma das empresas que não permite este tipo de coisa. Os filmes podem ter uma …

O coronavírus pode ser a "doença X" temida pelos especialistas

O coronavírus, que já matou 2.700 pessoas e infetou mais de 80 mil desde dezembro, está a tornar-se "rapidamente" no primeiro grande desafio pandémico do mundo, enquadrando-se nos moldes da "doença X" temida por especialistas. O …

Media Capital passou de lucros a prejuízos de 54,7 milhões

A Media Capital registou prejuízos de 54,7 milhões de euros no ano passado, contra lucros de 21,6 milhões de euros um ano antes, anunciou hoje a dona da TVI, que está em processo de compra …

Camas na classe económica dos aviões podem vir a tornar-se uma realidade

A companhia aérea neozelandesa Air New Zealand está a pensar incluir camas na classe económica de alguns dos seus voos mais longos. A ideia deverá avançar dentro de um ano. A companhia aérea neozelandesa Air New …

Temperatura do planeta pode estabilizar nos valores de há três milhões de anos

A temperatura no planeta pode estabilizar nos valores de há três milhões a cinco milhões de anos, caso a humanidade consiga estancar as emissões de gases com efeito de estufa até 2030, diz a especialista …

Operação Lex. Juiz Vaz das Neves arguido por corrupção e abuso de poder

O ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa Vaz das Neves é arguido na Operação Lex por suspeitas de corrupção e abuso de poder relacionadas com a distribuição eletrónica de processos, disse à Lusa fonte …

Governo quer licenças de trabalho parcial pagas para pais no primeiro ano dos filhos

O Governo quer implementar licenças de trabalho parcial remuneradas para pais e mães de crianças no seu primeiro ano de vida, no âmbito do programa para a conciliação entre vida profissional e vida familiar e …

Covid-19. Portugal "tem de preparar-se para o pior" e ter plano de contingência

Ricardo Mexia, presidente da Associação Nacional de Médicos de Saúde Pública, defende que Portugal tem de se preparar para o pior e, por esta altura, já devia ser conhecido o plano de contingência em ação. "Convém …

Misteriosa mensagem esculpida numa rocha em França foi finalmente decifrada

A inscrição, gravada há 250 anos numa rocha na região francesa da Bretanha, foi finalmente decifrada graças a um concurso lançado pelo município. O mistério, que há muitos anos intrigava a comunidade científica e curiosos de …