Puigdemont não pediu asilo: pede que a UE resolva a crise catalã

Alberto Estevez / EPA

O presidente destituído a Generalitat de Catalunya, Carles Puigdemont

O presidente catalão destituído, Carles Puigdemont, falou aos jornalistas a partir de Bruxelas, na Bélgica.

Depois de muito se especular sobre qual seria o próximo passo de Puigdemont, o presidente destituído da Catalunha falou aos jornalistas para esclarecer a situação.

Se a União Europeia não foi até Espanha, os independentistas catalães vão até à União Europeia: foi esta a explicação adiantada por Carles Puigdemont, que inicialmente se refugiou em Girona, após a declaração unilateral de independência da região da Catalunha, seguindo depois para Marselha, em França, e acabando em Bruxelas, a partir de onde falou.

Inicialmente, especulava-se que Puigdemont tivesse “fugido” para a Bélgica uma vez que o país ofereceu asilo político ao presidente destituído.

Essa ideia foi afastada inicialmente pelo Governo belga, que disse que “quando se pede independência, o melhor é permanecer junto da sua gente” e reafirmando que só concederiam asilo político, caso se provasse que o governo catalão destituído estava a ser alvo de sérias perseguições.

Logo a seguir, Puigdemont afastou também a possibilidade de pedir asilo, explicando que se deslocou a Bruxelas “para obrigar a União Europeia a encontrar uma solução” para a crise na Catalunha.

Nas mesmas declarações, Puigdemont, que falou em três línguas – catalão, francês e inglês -, denunciou uma “ofensiva altamente agressiva” que Madrid estaria a preparar contra o seu governo regional.

Carles Puigdemont diz que o governo regional assumiu “que o diálogo que sempre assumimos para uma saída dos catalães seria, nestas condições, impossível” perante aquilo a que chama de “ofensiva altamente agressiva contra o governo regional da Catalunha e funcionários”.

“Depois do referendo de 1 de outubro a nossa mão esteve estendida para o diálogo, até ao fim”, disse, acrescentando que o PSOE e Partido Popular não respeitaram essa postura.

Puigdemont reafirmou ainda que, ao contrário de Carme Forcadell, a presidente do parlamento regional destituído, que aceitou a destituição de Mariano Rajoy, continuará a “trabalhar como um governo legítimo”.

Depois de parte da população da Catalunha ter dito ficar “desiludida” com a fuga de Puigdemont, o presidente destituído explicou que “se tivesse ficado na Catalunha em resistência haveria uma onda de violência“, o que o levou então a ir até Bruxelas para “acalmar a situação e não contribuir para essa confrontação e assim poder agir como um governo”.

Carles Puigdemont aproveitou também o momento para anunciar que se candidata às eleições de 21 de dezembro, convocadas pelo Governo de Madrid.

“Vamos assumir as eleições convocadas pelo Estado espanhol como um repto democrático”, disse Carles Puigdemont, em relação às eleições antecipadas de 21 de dezembro, convocadas na passada sexta-feira por Mariano Rajoy.

“Vamos aceitar o repto e vamos dar resposta a eles e a toda a comunidade internacional. É a votar que se resolvem os problemas, não levando pessoas para a prisão”, pediu o presidente destituído.

Governo destituído pode enfrentar até 30 anos de prisão

O magistrado Pablo Llarena Conde tornou público que a presidente do parlamento catalão, Carme Forcadell, e os outros membros da presidência deste organismo, terão de prestar declarações ainda esta semana, nos dias 2 e 3 (quinta e sexta-feira).

Serão interrogados na qualidade de pessoas a serem investigadas e devem comparecer com advogado.

Durante a conferência, Ramona Barrufet, ex-conselheira do governo regional, foi confrontada com a pergunta de se estaria preparada para enfrentar 30 anos de prisão, ao que a ex-conselheira retorquiu: “Será possível que, se houver um julgamento justo, nós sejamos condenados a 30 anos de prisão? Faça-nos esta pergunta”.

Puigdemont defendeu também não acreditar na possibilidade de ir preso. “O Governo espanhol ameaça-nos com 30 anos de prisão por termos cumprido o programa eleitoral, o mesmo que foi apresentado às autoridades espanholas sem qualquer oposição, um programa que foi aceite na altura no parlamento, era prometido que a legislatura acabaria com a declaração da independência”, disse Carles Puigdemont.

No entanto, Puigdemont já nomeou como advogado Paul Bekaert como seu advogado. Bekaert é conhecido por ser um antigo advogado da ETA.

CF, ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Se o Socrates e o Salgado pediram para os outros pagarem as dívidas, também este pode pedir para a UE resolver o problema.
    Entretanto ele está aberto a dialogo em Espanha mas não quer falar Espanhol.
    Está bem?!?!?!?!?

RESPONDER

Santa Clara 1-2 Sporting | “Leão” mostra POTEncial nas ilhas

Ao final da tarde deste sábado, o Sporting venceu o Santa Clara por 2-1, num duelo a contar para a 5ª jornada da Liga NOS que decorreu no Estádio de São Miguel, em Ponta Delgada. …

Robô ultrarrealista pode vir a substituir os golfinhos em cativeiro em parques temáticos

A empresa de engenharia Edge Innovations, com sede em São Francisco, Estados Unidos, projetou e construiu um golfinho-robô que se parece e age quase exatamente como um. Nadando ao redor da piscina enquanto um grupo de …

PCP avisa: Abstenção é “apenas e só” para discutir o OE2021

O secretário-geral do PCP avisou este sábado que a abstenção anunciada pelo partido visa "apenas e só" fazer passar o Orçamento do Estado de 2021 a "outra fase de discussão" e recusou estar garantido um …

Convento medieval encontrado sob parque de estacionamento em Inglaterra

Uma equipa de arqueólogos britânicos encontrou um convento medieval, há muito perdido, debaixo de um parque de estacionamento em Inglaterra. Há muito que os arqueólogos britânicos especulavam sobre a potencial localização de um antigo convento medieval, …

Virgin Galactic leva cientista planetário ao Espaço pela primeira vez

O norte-americano Alan Stern será o primeiro a realizar experiências científicas financiadas pela NASA, a bordo de uma aeronave comercial da empresa espacial privada Virgin Galactic. A NASA revelou a semana passada que o cientista planetário …

Português responsável por limpeza de hospitais condecorado pela Rainha Isabel II

O português Maciel Vinagre pensou que era mentira ou engano ao ler a notificação de que tinha sido distinguido pela Rainha Isabel II pelo trabalho como responsável da limpeza de dois hospitais públicos britânicos durante …

Japonês inventa sacos de plástico "comestíveis" (para salvar o veado sagrado de Nara)

Um empresário local no destino turístico japonês de Nara desenvolveu uma alternativa aos sacos de plástico de compras para proteger o veado sagrado da cidade. Hidetoshi Matsukawa, que trabalha na Nara-ism, um agente de souvenirs, disse, …

Emissão do programa de Ricardo Araújo Pereira cancelada. Humorista em isolamento

O programa de Ricardo Araújo Pereira na SIC não será emitido este domingo, uma vez que o humorista se encontra em isolamento profilático depois de ter estado em contacto com uma pessoa infetada com covid-19. …

Erro clínico. Centenas de hóspedes em quarentena em hotel da Austrália vão ter de fazer teste ao VIH

Centenas de pessoas que estiveram em quarentena no hotel Victoria, na Austrália, vão ter de fazer o teste de doenças transmitidas pelo sangue, incluindo VIH, devido a um erro dos profissionais de saúde daquele local …

Forças Armadas dos EUA estão a adquirir coletes à prova de bala adaptados para mulheres

As Forças Armadas dos EUA estão a dar grandes passos no que diz respeito à igualdade de género. A instituição está a começar a mudar os seus coletes à prova de bala, de forma a …