Portugal entrou em situação de calamidade. 428 detidos no estado de emergência

Mário Cruz / Lusa

Portugal entrou às 00h00 deste domingo em situação de calamidade devido à pandemia de covid-19, depois de ter estado em três períodos consecutivos em estado de emergência que vigoraram desde 18 de março.

Com a situação de calamidade, vai vigorar um “dever cívico de recolhimento domiciliário” para a população em geral, independentemente da idade ou de uma pessoa apresentar fatores de risco, em vez do “dever geral de recolhimento” e do “dever especial de proteção” para determinados grupos, como acontecia no estado de emergência.

O confinamento obrigatório para pessoas infetadas com covid-19 e em vigilância ativa mantém-se na situação de calamidade.

Embora a situação de calamidade já esteja em vigor, mantém-se até ao fim deste domingo a proibição determinada pelo Governo de circulação entre concelhos, exceto por motivos de saúde ou “urgência imperiosa”.

Neste novo período da situação de calamidade, vai ser obrigatório o uso de máscaras em transportes públicos, nos serviços de atendimento ao público, escolas e nos estabelecimentos comerciais e de serviços abertos ao público, mantendo-se as recomendações de higiene das mãos e etiqueta respiratória, assim como de distanciamento físico.

Apesar de Portugal estar a partir de hoje em situação de calamidade, as medidas previstas no plano de confinamento aprovado pelo Governo vão entrar em vigor na segunda-feira.

Entre as medidas estão a proibição de eventos ou ajuntamentos com mais de 10 pessoas; a permissão da presença de familiares em funerais; continuação do teletrabalho; transportes públicos com dispensadores de gel desinfetante e com uma lotação máxima de 66%; atendimento por marcação prévia nos serviços públicos e abertura do comércio local, como cabeleireiros, manicures, livrarias e comércio automóvel.

Também na segunda-feira vão reabrir as bibliotecas e passará a existir a possibilidade de prática de desportos individuais ao ar livre (sem uso de piscinas ou balneários).

O plano de transição terá medidas diferenciadas para cada uma das três fases, designadamente a 4 de maio, 18 de maio e 1 de junho.

O primeiro-ministro, António Costa, já veio dizer que o processo gradual de levantamento das restrições apresenta riscos e frisou que o Governo não hesitará em dar “um passo atrás” para garantir a segurança dos portugueses.

428 detidos no estado de emergência

Ao todo, nas seis semanas em que vigorou a primeira fase de combate à pandemia de covid-19, as autoridades detiveram 428 pessoas por crime de desobediência e mandaram encerrar 2418 estabelecimentos comerciais, que não cumpriam as regras sanitárias decretadas para travar o surto do novo coronavirus.

Os motivos para a intervenção policial foram vários e, ainda na passada quarta-feira, por exemplo, a PSP deteve uma mulher, de 76 anos, infetada com o novo coronavírus e que se encontrava a circular na rua sem máscara.

O concelho de Ovar foi um dos mais atingidos pela epidemia, mantendo-se cerca de um mês em cerca sanitária. A mulher já tinha sido apanhada anteriormente pelas autoridades policiais a fazer compras na rua e, desta vez, foi detida por “violar a ordem de confinamento obrigatório, decretada pelas autoridades sanitárias”

No mesmo dia e no âmbito da mesma fiscalização, foram ainda detidos dois homens, de 46 e de 41 anos, em Espinho. Segundo os relatos policiais, não apresentavam “um motivo válido para circularem e permanecerem na via pública, reiterando conscientemente o comportamento” depois de já alertados anteriormente para a infração”.

Os dois casos servem para ilustrar o balanço oficial, feito até às 18 horas deste sábado, pela PSP e pela GNR das três fases do estado de emergência nacional.

O terceiro período do estado de emergência decorreu entre as 00h00 de 18 de abril e as 00h00 deste domingo e, durante este intervalo, foram detidas 136 pessoas por crime de desobediência e encerrados 278 estabelecimentos comerciais.

Das pessoas detidas, 44 foram por desobediência à obrigação de confinamento obrigatório e 60 por desobediência ao dever geral de recolhimento domiciliário, refere o Ministério da Administração Interna num comunicado, assinalando 14 detenções por incumprimento do encerramento de instalações e estabelecimentos.

A nota à comunicação social assinala ainda 12 detenções por resistência e ou coação, uma por desobediência ao dever especial de confinamento e outra por desobediência às regras de funcionamento do comércio a retalho.

Três pessoas foram detidas por incumprimento das regras de funcionamento na prestação de serviços. O Ministério regista também uma detenção por desobediência às restrições de circulação impostas entre sexta-feira e domingo.

Durante o primeiro período do estado de emergência (de 22 de março a 2 de abril) tinham sido detidas 108 pessoas por crime de desobediência e encerrados 1708 estabelecimentos comerciais.

Entre 3 e 17 de abril, no segundo período do estado de emergência, PSP e GNR detiveram 184 pessoas por crime de desobediência e fecharam 432 estabelecimentos comerciais.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

    • Aconselho a leitura atenta do parágrafo que inicia por: “Entre as medidas estão a proibição…”
      Onde proíbe a presença de familiares nos funerais!! Só podem estar os não familiares?? Proíbem o teletrabalho?? ‍♂️

      • Segui o conselho, li atentamente e vi “permissão” no lugar de “proibição” e continuação do teletrabalho. O que queria dizer?

  1. Pois… Era mesma isso…
    Mas não é permissão que está escrito!!
    Um texto que da forma como está redigido está errado e passa uma ideia errada.

Cofre de antigo caçador de vampiros vai a leilão no Reino Unido. Está repleto de objetos

O cofre de um caçador de vampiros do século XIX vai ser leiloado em Dervyshire, no Reino Unido, informou a leiloeira Hansons. Em causa está uma caixa antiga, forrada a seda vermelha e decorada com …

Bombeiro morre no combate a um incêndio na Serra da Lousã

Um bombeiro morreu este sábado durante o combate a um incêndio na Serra da Lousã, disse à agência Lusa o presidente da Câmara da Lousã, Luís Antunes. O autarca desconhece as circunstâncias em que ocorreu a …

Cientistas descobrem os defeitos dentários que apodrecem os dentes

Os resultados deste novo estudo contribuem para o desenvolvimento de novos tratamentos para as cáries dentárias. Os investigadores capturaram o esmalte num detalhe sem precedentes. Uma equipa de investigadores está muito perto de descobrir aquilo que …

Balões da Google já "espalham" Internet nas vilas remotas do Quénia

Em 2013, surgiu a ideia de enviar balões para o Espaço próximo para conectar pessoas em locais do mundo sem Internet. A ideia, que parecia uma loucura, já é realidade. Depois de uma longa série de …

Descoberta nova espécie de dinossauro carnívoro em Portugal

Um novo género e espécie de dinossauro carnívoro terópode, cujos fósseis foram escavados em arribas dos concelhos de Torres Vedras e da Lourinhã, foi agora descrito na revista internacional "Journal of Vertebrate Paleontology" por paleontólogos …

The Crown. Afinal, vem aí uma sexta temporada

Peter Morgan, criador, produtor e argumentista de The Crown, anunciou esta quinta-feira (9), através do Twitter da plataforma de streaming Netflix, que a série britânica terá uma sexta temporada. “Quando começamos a discutir as histórias da …

Observatório Gaia revoluciona o rastreamento de asteroides

O observatório espacial Gaia da ESA é uma missão ambiciosa que tem o objetivo de construir um mapa tridimensional da nossa Galáxia, fazendo medições de alta precisão de mais de mil milhões de estrelas. No entanto, …

Tempestades de relâmpagos mataram 147 pessoas na Índia em apenas 10 dias

Tempestades de relâmpagos mataram 147 pessoas no estado de Bihar, no norte da Índia, no espaço de dez dias, noticia a AFP, que escreve que os números podem aumentar nos próximos tempos devido às alterações …

Investigação portuguesa descobriu 14 espécies marinhas com potencial para produção de antibióticos

Uma investigação conjunta da Universidade de Aveiro e da Universidade Católica descobriu 14 novas espécies e um género de fungos marinhos, com potencial para produção de antibióticos, revelou esta segunda-feira fonte académica. "Neste momento, estão a …

Impossíveis de cumprir. Directores preocupados com novas regras para as escolas

As orientações da Direcção Geral de Saúde (DGS) para as escolas com vista ao regresso das aulas presenciais, em Setembro, estão a preocupar os directores dos estabelecimentos de ensino. Isto porque as consideram impossíveis de …