Portugal entrou em situação de calamidade. 428 detidos no estado de emergência

Mário Cruz / Lusa

Portugal entrou às 00h00 deste domingo em situação de calamidade devido à pandemia de covid-19, depois de ter estado em três períodos consecutivos em estado de emergência que vigoraram desde 18 de março.

Com a situação de calamidade, vai vigorar um “dever cívico de recolhimento domiciliário” para a população em geral, independentemente da idade ou de uma pessoa apresentar fatores de risco, em vez do “dever geral de recolhimento” e do “dever especial de proteção” para determinados grupos, como acontecia no estado de emergência.

O confinamento obrigatório para pessoas infetadas com covid-19 e em vigilância ativa mantém-se na situação de calamidade.



Embora a situação de calamidade já esteja em vigor, mantém-se até ao fim deste domingo a proibição determinada pelo Governo de circulação entre concelhos, exceto por motivos de saúde ou “urgência imperiosa”.

Neste novo período da situação de calamidade, vai ser obrigatório o uso de máscaras em transportes públicos, nos serviços de atendimento ao público, escolas e nos estabelecimentos comerciais e de serviços abertos ao público, mantendo-se as recomendações de higiene das mãos e etiqueta respiratória, assim como de distanciamento físico.

Apesar de Portugal estar a partir de hoje em situação de calamidade, as medidas previstas no plano de confinamento aprovado pelo Governo vão entrar em vigor na segunda-feira.

Entre as medidas estão a proibição de eventos ou ajuntamentos com mais de 10 pessoas; a permissão da presença de familiares em funerais; continuação do teletrabalho; transportes públicos com dispensadores de gel desinfetante e com uma lotação máxima de 66%; atendimento por marcação prévia nos serviços públicos e abertura do comércio local, como cabeleireiros, manicures, livrarias e comércio automóvel.

Também na segunda-feira vão reabrir as bibliotecas e passará a existir a possibilidade de prática de desportos individuais ao ar livre (sem uso de piscinas ou balneários).

O plano de transição terá medidas diferenciadas para cada uma das três fases, designadamente a 4 de maio, 18 de maio e 1 de junho.

O primeiro-ministro, António Costa, já veio dizer que o processo gradual de levantamento das restrições apresenta riscos e frisou que o Governo não hesitará em dar “um passo atrás” para garantir a segurança dos portugueses.

428 detidos no estado de emergência

Ao todo, nas seis semanas em que vigorou a primeira fase de combate à pandemia de covid-19, as autoridades detiveram 428 pessoas por crime de desobediência e mandaram encerrar 2418 estabelecimentos comerciais, que não cumpriam as regras sanitárias decretadas para travar o surto do novo coronavirus.

Os motivos para a intervenção policial foram vários e, ainda na passada quarta-feira, por exemplo, a PSP deteve uma mulher, de 76 anos, infetada com o novo coronavírus e que se encontrava a circular na rua sem máscara.

O concelho de Ovar foi um dos mais atingidos pela epidemia, mantendo-se cerca de um mês em cerca sanitária. A mulher já tinha sido apanhada anteriormente pelas autoridades policiais a fazer compras na rua e, desta vez, foi detida por “violar a ordem de confinamento obrigatório, decretada pelas autoridades sanitárias”

No mesmo dia e no âmbito da mesma fiscalização, foram ainda detidos dois homens, de 46 e de 41 anos, em Espinho. Segundo os relatos policiais, não apresentavam “um motivo válido para circularem e permanecerem na via pública, reiterando conscientemente o comportamento” depois de já alertados anteriormente para a infração”.

Os dois casos servem para ilustrar o balanço oficial, feito até às 18 horas deste sábado, pela PSP e pela GNR das três fases do estado de emergência nacional.

O terceiro período do estado de emergência decorreu entre as 00h00 de 18 de abril e as 00h00 deste domingo e, durante este intervalo, foram detidas 136 pessoas por crime de desobediência e encerrados 278 estabelecimentos comerciais.

Das pessoas detidas, 44 foram por desobediência à obrigação de confinamento obrigatório e 60 por desobediência ao dever geral de recolhimento domiciliário, refere o Ministério da Administração Interna num comunicado, assinalando 14 detenções por incumprimento do encerramento de instalações e estabelecimentos.

A nota à comunicação social assinala ainda 12 detenções por resistência e ou coação, uma por desobediência ao dever especial de confinamento e outra por desobediência às regras de funcionamento do comércio a retalho.

Três pessoas foram detidas por incumprimento das regras de funcionamento na prestação de serviços. O Ministério regista também uma detenção por desobediência às restrições de circulação impostas entre sexta-feira e domingo.

Durante o primeiro período do estado de emergência (de 22 de março a 2 de abril) tinham sido detidas 108 pessoas por crime de desobediência e encerrados 1708 estabelecimentos comerciais.

Entre 3 e 17 de abril, no segundo período do estado de emergência, PSP e GNR detiveram 184 pessoas por crime de desobediência e fecharam 432 estabelecimentos comerciais.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

    • Aconselho a leitura atenta do parágrafo que inicia por: “Entre as medidas estão a proibição…”
      Onde proíbe a presença de familiares nos funerais!! Só podem estar os não familiares?? Proíbem o teletrabalho?? ‍♂️

      • Segui o conselho, li atentamente e vi “permissão” no lugar de “proibição” e continuação do teletrabalho. O que queria dizer?

  1. Pois… Era mesma isso…
    Mas não é permissão que está escrito!!
    Um texto que da forma como está redigido está errado e passa uma ideia errada.

RESPONDER

Um fantasma pode fazer com que uma pessoa viva adoeça? Os navajos acreditavam que sim

Os nativos americanos acreditavam que a "doença dos fantasmas" fazia com que pessoas que já morreram pudessem fazer com que os vivos ficassem doentes. Esta crença era mais comum entre o povo navajo no passado. Hoje …

Afinal, Messi deverá mesmo ficar no Barcelona

O internacional argentino já terá chegado a acordo com a direção do Barcelona para a renovação do contrato por mais cinco temporadas. De acordo com o jornal Sport, Leonel Messi irá renovar com o Barcelona até …

Profissionais de saúde pedem clarificação das normas de vacinação dos jovens entre os 12 e os 15 anos

Dificuldades na comunicação das diretrizes da Direção Geral de Saúde tem gerado dúvidas às famílias, aos profissionais de saúde e até ao Presidente da República. A polémica em torno da vacinação dos jovens entre os 12 …

"Temos muito a concretizar". Marcelo e Bolsonaro em encontro sem espaço para debater divergências

As posições comuns entre Portugal e o Brasil marcaram a conversa desta segunda-feira entre Marcelo Rebelo de Sousa e Jair Bolsonaro, num encontro sem espaço para discutir divergências ou uma eventual visita do Presidente brasileiro …

Neandertais tinham tipos sanguíneos, tal como os humanos modernos

Um novo estudo indica que os Neandertais, tal como nós, humanos modernos, também podiam ter outros tipos de sangue encontrados no sistema ABO. De acordo com o site EurekAlert!, cientistas analisaram os genomas previamente sequenciados …

Moedas assume: "Tenho de lutar muito nesta fase em Lisboa"

Carlos Moedas, candidato da coligação Novos Tempos à Câmara Municipal de Lisboa, entregou esta segunda-feira as listas dos candidatos aos órgãos autárquicos. O cabeça de lista da coligação Novos Tempos à Câmara de Lisboa, Carlos Moedas, …

Auto-agendamento para jovens de 16 e 17 anos já está disponível

O auto-agendamento da vacina contra a covid-19 para pessoas com 16 ou mais anos ficou hoje de madrugada disponível no site na Internet da Direção-Geral da Saúde. A possibilidade de os jovens a partir dos 16 …

Jacobs, o americano 100% italiano que quase não fala inglês

O atleta mais rápido nos Jogos Olímpicos foi Marcell Jacobs, que nasceu nos Estados Unidos da América mas viveu (quase) sempre em Itália. Lamont Marcell Jacobs Jr. não estava entre os maiores favoritos à conquista da …

Fernando Pimenta conquista medalha de bronze

O canoísta português Fernando Pimenta, que hoje conquistou a medalha de bronze em K1 1.000 metros, admitiu ter cumprido “um dos sonhos”, mas “faltou o outro, de ser campeão olímpico”. Fernando Pimenta, de 31 anos, que …

Afinal, altos níveis de testosterona não resultam em homens mais bem-sucedidos

Anteriormente, vários estudos relacionaram níveis elevados de testosterona ao sucesso socioeconómico. Contudo, uma ligação é diferente de uma causa e uma pesquisa sugere que este fator pode ser menos importante. Ao contrário do que se concluiu …