Países Baixos vão abater mais de 10 mil visons após suspeita de transmissão

As autoridades holandesas ordenaram o abate, a partir desta sexta-feira, de mais de 10 mil visons em unidades que fazem criação, depois da suspeita de transmissão do novo coronavírus a pessoas.

No passado dia 28 de maio, as autoridades holandesas já tinham proibido o transporte de peles de visons em todo o país, depois da divulgação do caso de dois trabalhadores de uma exploração, localizada na zona do sul dos Países Baixos, que teriam “provavelmente” contraído o novo coronavírus através destes animais.

A ordem governamental para o abate vai abranger sete empresas que detêm nove unidades de criação de visons, na região sul, e tem como objetivo evitar que estas explorações se transformem em focos de contaminação, segundo explicaram a ministra da Agricultura, Carola Schouten, e o ministro da Saúde Pública, Hugo de laJonge, na sequência de um parecer das autoridades sanitárias holandesas.



“O parecer mostra que o vírus pode continuar a circular nas explorações de visons durante um longo período de tempo e pode, portanto, constituir um risco para a saúde pública e animal”, escreveram os ministros, numa carta enviada ao Parlamento holandês.

Segundo uma porta-voz do Ministério da Agricultura dos Países Baixos, Elise van den Bosch, a decisão deverá abranger “mais de 10 mil visons”, admitindo, no entanto, que ainda não há um número exato dos animais envolvidos. A porta-voz referiu que esta estimativa não está a contabilizar as crias nascidas durante o período da primavera, indicando que cada fêmea desta espécie pode ter entre quatro a seis crias.

Os dois ministros admitiram que esta era uma medida “difícil” para as explorações afetadas, que terão direito a uma compensação financeira. Também garantiram que o Comité do Bem-Estar dos Animais irá assegurar que os pequenos mamíferos serão abatidos “de maneira responsável”.

Em maio, a Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou, e perante as suspeitas, que estas possíveis contaminações poderiam ser os “primeiros casos conhecidos de transmissão” do novo coronavírus de animais para seres humanos.

A par da proibição do transporte de peles, o Governo holandês também ordenou a realização de testes de diagnóstico da covid-19 em todas as unidades de criação destes animais, onde são criados para o aproveitamento das peles.

Vison ou marta é a designação comum a várias espécies de mamíferos mustelídeos, que se assemelham às doninhas da América do Norte. A criação destes animais para a comercialização de peles é muito controversa nos Países Baixos. Em 2016, a mais alta instância judicial do país ordenou o encerramento destas explorações até 2024.

Em abril, a porta-voz da Organização Mundial da Saúde (OMS), Fadela Chaib, disse que, até agora, as evidências apontam para que o coronavírus tenha tido origem em morcegos, que poderão eventualmente ter transmitido o vírus a outros animais.

O epicentro da doença foi no mercado chinês de Wuhan, onde se vendem animais vivos, e cujo consumo de carne de animais selvagens foi banido nos próximos cinco anos.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Haiti. Viúva do presidente assassinado implica seguranças no crime

Martine Moise, a viúva do presidente haitiano Jovenel Moise — assassinado na sua residência por um comando armado no início de julho — descreveu abertamente o ataque e partilhou as suas suspeitas sobre o crime …

Covid-19. Portugal regista 2.306 novos casos e aumento nos internados

Portugal registou este domingo 2.306 novos casos de infeção por covid-19 e mais oito mortes, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).  Portugal regista este domingo oito mortes atribuídas à covid-19, 2.306 novos casos …

Birmânia. Líder da junta volta a prometer eleições até 2023, seis meses depois do golpe militar

O líder da junta militar birmanesa, no poder desde o golpe de 1 de fevereiro, comprometeu-se novamente a realizar eleições "até agosto de 2023". “Estamos a trabalhar para estabelecer um sistema multipartidário democrático”, disse, este domingo, …

Tóquio2020. Patrícia Mamona conquista medalha de prata no triplo salto (e melhora recorde nacional)

Patrícia Mamona conquistou este domingo a medalha de prata no triplo salto dos Jogos Olímpicos Tóquio2020, ao conseguir 15,01 metros, novo recorde nacional, arrebatando a segunda medalha por atletas portugueses depois do bronze do judoca …

Trabalhadores da CP e IP iniciam hoje greve ao trabalho extraordinário e feriados

Os trabalhadores da CP - Comboios de Portugal e da Infraestruturas de Portugal (IP) entram este domingo em greve ao trabalho extraordinário e feriados, até 31 de agosto, por aumentos salariais. A greve, convocada pelo Sindicato …

Mesmo longe da Casa Branca, Trump foi o político republicano que mais arrecadou dinheiro em 2021

O ex-Presidente dos Estados Unidos Donald Trump é o político do Partido Republicano que mais arrecadou dinheiro este ano, apesar de ter deixado o cargo a 20 de janeiro, segundo a imprensa local. Os comités políticos …

Marcelo satisfeito com reabertura “sensata”. Alívio das restrições arranca hoje

O levantamento gradual das restrições em função da vacinação contra a covid-19 arranca este domingo com regras aplicáveis em todo o território continental, inclusive o limite de horário de encerramento até às 2h00 para restauração …

Restos mortais de morcego-vampiro podem desvendar mistérios sobre a espécie extinta

A descoberta da mandíbula de um morcego que viveu há 100 mil anos pode ajudar a responder a algumas incógnitas sobre a espécie extinta. Os restos mortais foram encontrados numa caverna na Argentina. De acordo com …

Vacinação de crianças saudáveis está aberta à "livre escolha dos pais"

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, salientou este sábado que as autoridades de saúde não proibiram a vacinação contra a covid-19 para crianças saudáveis, considerando que “esse espaço continua aberto à livre escolha …

Tal como nos humanos, a cafeína ajuda as abelhas a aumentar o foco e a eficácia

Um novo estudo indica que, tal como em muitos humanos, uma injeção de cafeína ajuda as abelhas a manterem-se mais concentradas e a realizarem o trabalho com mais eficiência. Uma equipa da Universidade de Greenwich percebeu …