“Não podemos brincar em serviço”. Marcelo convicto na renovação do estado de emergência até 1 de maio

Mário Cruz / Lusa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, anunciou que vai renovar novamente o estado de emergência até ao dia 1 de maio.

Apesar de ainda faltar ouvir os especialistas de saúde pública e o Governo, o Presidente da República está convicto sobre o que vai propor em relação ao estado de emergência em Portugal.

“Está formada a minha convicção quanto à renovação do estado de emergência até ao dia 1 de maio. Não podemos brincar em serviço, não podemos afrouxar”, disse, em comunicação ao país.

No dia em que o número de infetados e mortos por causa do coronavírus registou uma evolução menos positiva do que nos dias anteriores, Marcelo Rebelo de Sousa baixou as expectativas sobre a saída do estado de emergência e alertou parar os riscos que ainda existem.

“Avisei que os portugueses deveriam estar preparados para o número de casos subir. Preparei os portugueses para essa eventualidade. O número de hoje representa como quase que uma duplicação do número dos últimos dias. Significa que temos de estar muito focados num combate que não está totalmente ganho. Por isso é que o esforço desta Páscoa é tão importante, disse.

O Presidente da República deixou apoio à proposta apresentada pelo Governo sobre as medidas para o término do ano letivo. “Não há propostas perfeitas nestas circunstâncias, não há como ter uma recuperação integral do tempo perdido, evitar desigualdades entre crianças e famílias, não há como encontrar a melhor forma de avaliação da matéria à medida do que seria normal num ano letivo normal. O que se encontrou foi a solução possível e no meio de muitas incertezas.”

Em relação ao acordo a que chegou o Eurogrupo na quinta-feira, Marcelo disse que “ainda bem que existiu. 4.600 milhões de euros no caso português. É uma ajuda, mas é um começo, a Europa tem a obrigação de ir mais longe no futuro. Fez isto, que é curto, antes ter feito do que não ter feito, mas é preciso olhar para a reconstrução europeia”.

O boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS) desta sexta-feira revela que Portugal tem 435 mortos e 15.472 infetados devido à pandemia provocada pela covid-19.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. As declarações do presidente Sousa não possuem qualquer fundamento pois as medidas de estado de emergência, isolamento social, distanciamento social, quarentena, são amplamente refutadas pela comunidade médica e científica a nível internacional, não sendo compreensível o silêncio cúmplice desses sectores em Portugal que são assim coniventes com a prisão domiciliária que foi imposta aos cidadãos.

    Nunca ao longo da história se procedeu ao isolamento da população saudável para combater uma doença; isso vai contra as leis da ciência, da medicina, da matemática, e da natureza.

    Por muito que custe à presidência da República, ao governo, e aos partidos que se encontram na Assembleia da República (AR), não estamos na Idade Média, e uma crise económica não se supera com recolheres obrigatórios mas sim chamando os cidadãos a colaborar na resolução da mesma como verdadeiros patriotas orgulhosos da República que são e do país que é Portugal.

    • Mais uma pérola do maior alucinado que tem aparecido por aqui!…
      Tu nem sequer percebes o que se passa à tua volta, quanto mais o que comunidade científica diz…

    • Há gente que realmente mete medo, seja por serem ignorantes ou tomar os outros por parvos !…..Este tipo de comentário, da autoria do Ilustre Figueiredo, revela o que de pior pode haver num individuo, ou seja pura e simplesmente negar a realidade. Desculpe Sr. Figueiredo, mas visivelmente não parece estar consciente do que afirma. Ou foi o Bolsonaro que o influenciou ????…só lhe desejo uma coisa simples de minha parte, que não venha a ser um Dia vitima deste inimigo invisível ! Boa Pascoa !

  2. E quando chegar 1 de Maio, irá renovar novamente ? Se continuar assim será renovado até 2021. Enquanto isso o povo perde todas as liberdades individuais. Maravilha de solução.

RESPONDER

Câmara do Porto encerra cemitérios nos dias 31 de outubro e 1 e 2 de novembro

O presidente da Câmara do Porto anunciou o encerramento dos cemitérios em 31 de outubro e 1 e 2 de novembro, justificando a decisão com a necessidade de desviar meios para cumprir a proibição de …

Rui Vitória de saída do Al Nassr

O treinador português Rui Vitória está de saída do Al Nassr, avança este sábado o canal árabe 24Sports. A saída de Rui Vitória, que em janeiro de 2019 deixou o comando técnico do Benfica, surge …

Casamento com 200 pessoas autorizado em Arruda dos Vinhos. Câmara contesta

O presidente da Câmara de Arruda dos Vinhos criticou a decisão da autoridade de saúde de autorizar a realização de um casamento “com cerca de 200 pessoas”, considerando que vai colocar a população do concelho …

Novo Banco desmente demissão de gestores após polémicas com Fundo de Resolução e Vieira

O Novo Banco veio a público desmentir a notícia do Público que alega que três gestores de topo da instituição se demitiram, após divergências internas envolvendo várias polémicas relacionadas com o Fundo de Resolução, com …

Milhões da bazuka europeia só chegam em junho

Portugal e os restantes Estados-membros das União Europeia (UE) só deverão receber os respetivos fundos da bazuka europeia de apoio à retoma no pós-pandemia na segunda metade de 2021, em meados de junho. A confirmar-se …

Braço de ferro entre Costistas e Nunistas novamente adiado

O PS voltou a adiar, agora de 31 de Outubro para 7 de Novembro, a reunião da Comissão Nacional que decidirá a orientação do partido face às eleições presidenciais. Fica assim adiado o braço-de-ferro entre …

Cercas sanitárias e recolher obrigatório. Governo avalia novas medidas na próxima semana

O Ministério da Saúde, liderado por Marta Temido, vai voltar a reunir na próxima semana com o Conselho Nacional de Saúde Pública (CNSP), num encontro em que serão discutidas novas medidas para travar a propagação …

Presidenciais EUA. Biden promete vacina gratuita para todos, Trump apela ao voto latino

Joe Biden e Donald Trump continuam em campanha eleitoral para a corrida à Casa Branca, numas eleições que estão agendadas para 3 de novembro. O candidato presidencial democrata Joe Biden prometeu esta sexta-feira que a vacina …

Há 72 concelhos com risco "muito elevado" de contágio. Governo esconde mapas de perigo

O Governo insiste em não divulgar os mapas de perigo com o risco de contágio por coronavírus que foram feitos por peritos da Direcção Geral de Saíde (DGS). Isto numa altura em que o Expresso …

Nuno Melo estuda candidatura à liderança do CDS

O eurodeputado Nuno Melo não excluiu uma candidatura à liderança do CDS, avança este sábado o semanário Expresso. Confrontado pelo jornal, o eurodeputado não excluiu uma eventual candidatura à liderança dos centristas, dizendo apenas que "não …