“Não é deportada, é deputada”. Joacine responde a André Ventura

José Sena Goulão / LUsa

O conflito entre André Ventura, deputado único do Chega, e a Joacine Katar Moreira, deputada do Livre, começou na apresentação de uma proposta de devolução de património às ex-colónias no Parlamento, mas acabou nas redes sociais.

Numa das 32 propostas de alteração ao Orçamento de Estado para 2020 que apresentou, o Livre propôs que o património das ex-colónias portuguesas atualmente na posse de museus e arquivos nacionais seja identificado e devolvido às comunidades de origem. O trabalho a ser desenvolvido por um “grupo de trabalho composto por museólogos, curadores e investigadores científicos” e tendo em vista, segundo a proposta de Joacine, a “descolonização da cultura”.

Poucas horas depois da apresentação da proposta, André Ventura publicou um texto na sua conta do Facebook, no qual sugeria que “a própria deputada Joacine seja devolvida ao seu país de origem”. “Seria muito mais tranquilo para todos… inclusivamente para o seu partido! Mas sobretudo para Portugal!”, escreveu Ventura.

Eu proponho que a própria deputada Joacine seja devolvida ao seu país de origem. Seria muito mais tranquilo para todos… inclusivamente para o seu partido! Mas sobretudo para Portugal!

Publicado por André Ventura em Terça-feira, 28 de janeiro de 2020

O Livre reagiu à publicação de Ventura, realçando os “contínuos ataques de caráter e referências de índole racista” que têm Joacine como alvo. “O Livre não pode deixar de repudiar veementemente esses ataques e o uso de uma linguagem depreciativa e difamatória, que perpetua estigmas racistas e sexistas na sociedade portuguesa”.

As palavras dirigiam-se também ao recém-eleito líder do CDS, Francisco Rodrigues dos Santos que, noutro contexto, também se referiu à deputada do Livre na terça-feira. “No CDS não existem Joacines, existe um grupo de pessoas que partilham dos mesmos valores, estão sintonizados na mensagem que querem passar para o país”, assinalou, referindo-se à crise interna entre a deputada e os órgãos do partido.

De acordo com o Sapo24, Joacine reagiu na sua conta de Facebook, escrevendo apenas: “Não é deportada, é deputada”. Porém, a publicação já não se encontra disponível. Em declarações ao semanário Expresso, a assessoria da deputada disse que não iria comentar o assunto.

Também o líder do grupo parlamentar do Bloco, Pedro Filipe Soares, reagiu através de uma publicação na sua conta oficial do Twitter, na qual acusa André Ventura de ter manifestado uma “expressão de racismo e falta de noção democrática”. “Este ato exige de todos uma frontal condenação, é isso que proporemos ao presidente da Assembleia da República e a todos os parlamentares”, anunciou.

Também a presidente do Departamento das Mulheres Socialistas acusou o deputado do Chega, André Ventura, de “racismo” e de “sexismo”, violando os princípios fundamentais da Constituição, ao sugerir a deportação de Joacine Katar Moreira. Para a presidente do Departamento das Mulheres Socialistas, “há limites para a tolerância”.

À revista Sábado, André Ventura disse que a linguagem foi “evidentemente irónica”. “A linguagem pode ser irónica, mas o que quero dizer é que me custa muito termos uma deputada, que foi votada pelos portugueses, pelo círculo de Lisboa, que sistematicamente coloca em causa a nossa História, o nosso percurso histórico”, disse.

PAN une-se ao Livre na proposta

Há um outro partido além do Livre que tem uma posição de princípio favorável à restituição de bens culturais ao país de origem e o consagrou no programa eleitoral.

Na proposta com que se apresentou às legislativas, o PAN propõe, de acordo com o Diário de Notícias, “devolver o património cultural das ex-colónias existente em território português, após levantamento deste património por uma comissão técnica, assegurando-se assim a reposição de justiça histórica e que está já a ser levada a cabo em alguns países europeus, onde estão a ser restituídas algumas peças do património cultural das ex- colónias que integravam as coleções públicas desses países”.

Por outro lado, a Iniciativa Liberal vai votar contra. PS e PCP estão a analisar as propostas de alteração ao Orçamento do Estado, cujo período de entrega terminou na segunda-feira, e não se pronunciam, para já, sobre nenhuma em concreto. Também o Bloco disse não ter analisado ainda as propostas do Livre. PSD e CDS não responderam ao DN.

ZAP //

PARTILHAR

24 COMENTÁRIOS

  1. Para quem supostamente foi eleita para a assembleia Portuguesa e para defender as causas de Portugal , não está bem bolado ,que continue assim e que continuem a votar nesta senhora ,
    Em Portugal agora +e moda que desde que algo esteja relacionado com pessoas africanas é tudo racismo , mesmo que seja uma simples uma diferença de opinião.
    É uma completa nojeira

  2. Devolver a senhora Joacine ao seu país de origem também é uma forma de “descolonização da cultura”. André Ventura tem razão.
    Será que as ex-colónias também estariam dispostas a devolver o património português de que se apoderaram?

    • Muito bem JS.
      Isto de ser de esquerda e qualquer baboseira que se diz não ser criticável começa a ser saturante.
      Quando alguém diz, correctamente, que no embrulho das devoluções também deve ir quem propõe tal estupidez anti patriótica, é logo classificado de xenofobo.
      Continuem assim e depois admiram-se com o crescimento exponencial do Chega e a viragem à direita do CDS.
      É a estupidez histórica da esquerda que continua a dar oxigénio ao incendio…

    • Concordo com o anti politicamente correto! O comentário de Joacine foi tão ou mais racista do que o de Ventura! Se as obras de arte deveriam regressar ao país de origem, então a senhora deputada, ela sim racista, também deveria regressar, porque, com as suas qualificações, recorde-se pagas com os nossos impostos, com certeza faz mais falta ao desenvolvimento do país de origem, do que as obras de arte. Até porque se as obras de arte regressassem, estou certa que seriam expoliadas… Se eles não conseguem garantir a segurança da população, como garantir a das obras de arte?

  3. Devolva-se a estimada deputada à suas origens. Desrespeitou o meu país, a minha bandeira e só a desculpo, no desrespeito constante que ela faz a quem a elegeu, porque esses ignorantes merecem

  4. Ainda não consegui entender quais as mensagens que o Livre pretende fazer passar aos eleitores.
    No início, até tive muita tolerância e paciência, para tentar perceber o que a deputada Joacine tentava, afinal, dizer. Com o passar do tempo posso concluir que a senhora não tem culpa de ser gaga, mas tem muita culpa na forma como pensa, como age e como tenta aproveitar o seu lugar, para tratar matérias alheias aos interesses do seu partido e, muito mais grave, aos interesses do país.
    Devolver o património usurpado aos países colonizados!
    Isto é matéria para tratar na AR? Esta senhora é claramente presunçosa, vaidosa e funciona como se de uma “infiltrada” se tratasse, defendendo princípios e assuntos que não lembram ao diabo.
    A tolerância, é um estado de alma que deve ser entendido nas suas várias vertentes. O que não podemos, é ser tolerantes e compreensivos, para com quem não tem tento na língua e parece não querer respeitar a tolerância dos outros.
    Tanto quanto penso, os portugueses sempre foram agradecidos aos países que por alguma razão os acolheu um dia. Esta senhora, acolhida, crescida e educada em Portugal, ataca sistemáticamente tudo e todos, em nome de uma tolerância que não pratica. Depois, sujeita-se a ouvir o que não quer, como aconteceu com André Ventura.
    E a verdade é esta: quem não quer ser lobo, não lhe veste a pele. Esta senhora deputada, por aquilo que faz, por aquilo que diz e por aquilo que pensa, é perfeitamente dispensável no parlamento português.

  5. O André Ventura tem carradas de razão.
    Se essa senhora foi eleita para o parlamento nacional é para defender os interesses dos portugueses e não os dos países ex colónias .
    Essa história da devolução de bens culturais ou outros que vieram do Ultramar é do mais ridículo e populista que há.
    Em 1º lugar , esses bens vieram , quando esses países, agora independentes , pertenciam a Portugal, como tal , não roubamos ou não saqueámos nada a ninguém.
    Em 2º lugar esses países , se não fosse Portugal provavelmente não o eram hoje. Foi Portugal que lhes definiu as fronteiras e lhes deu as condições para serem independentes . Infelizmente não há um único , cujo povo viva melhor do que quando pertenciam a Portugal .
    E por ultimo , como já foi aqui abordado por outro comentador , se querem os bens que vieram dos países deles , devolvam também a Portugal tudo o que por lá ficou nosso, publico e privado , graças em grande parte á descolonização ” exemplar ” liderada pelo novo “herói” de Portugal , Mário Soares .

  6. O ÓDIO E RACISMO NÃO LEVAM A LADO NENHUM… A inclusão de todas as pessoas na Sociedade, será a única via que faz sentido…Nem que demore mais um Século! A evolução, nesse sentido, tem sido positiva, apesar de todos o género de ódios que ainda proliferam pelo Mundo, incluíndo PORTUGAL…

    • Para a evolução ser mais rápida é necessário que as pessoas se queiram integrar na sociedade. Não é criando colónias dentro do país nem é apelando à segregação. É trabalhando e empenhando-se para merecer o respeito de todos.
      O ódio da comunidade negra em relação aos brancos é muito grande (e talvez muito superior) e a deputada Joacine é um ótimo exemplo disso. Nos seus discursos entre a comunidade negra ela trata os brancos por “eles”, os “outros”.
      Ela é a única responsável por todo o ódio de que diz ser vítima. E não é por uma questão de racismo! É pelo motivo de ela atacar constantemente os portugueses. Foi eleita para o parlamento português, tem a responsabilidade de lutar pelo interesse de Portugal e de todos os portugueses. O que tem acontecido é que a deputada Joacine só luta pelos seus próprios interesses. Nunca se ouviu uma declaração da boca dela dirigida aos portugueses! É uma pessoa tóxica. Não está disposta a dialogar nem a criar pontes. Portugal não precisa desse tipo de pessoas.

    • Concordo, e também concordo que vá transmitir essa mensagem para África. Vá lá ver se existe por aqueles lados, em Moçambique, Angola ou Guiné Bissau algum deputado caucasiano e depois venha para cá com o mesmo discurso. Resumindo, deixe-se lá de discursos hipócritas que isso não a leva a si nem a ninguém a lado nenhum.

      • Boa Noite! 1º- Eu não tenho que transmitir nehuma mensagem em África porque nasci, vivo e trabalho em Portugal.. 2º- Eu não fiz nenhum discurso mas sim um simples comentário… TANTO ÓDIO?

  7. A Política Portuguesa no seu mais baixo nível…Deixem-se de “picardias insensatas” e concentrem-se no desenvolvimento e futuro deste País…

  8. mário soares, buuuuuu!!! granda traf… O acordo com a URSS e USA para o financiarem na corrida pelo poder tinha que ter alguma coisa em troca. Os portugueses residentes nessas colónias é que pagaram os devaneios desse besuntass.

  9. O André Ventura tem que evitar cair nesta armadilha fácil.
    Não vai faltar quem, no parlamento, se aproveite de tudo para desacreditar o “Chega” (eu próprio estaria tentado) por este representar um pisar da linha que tinha sido imposta (de forma implícita) na constituição da Assembleia da República. Um partido (assumidamente) da Extrema Direita com assento parlamentar.
    A esquerda ainda está a ‘digerir’ isto e, está a causar azia.
    Por isso, a Ms. katar (que está bem assessorada por frustrados provocateurs) vai tentar capitalizar nisso e ao mesmo tempo tentar criar ‘incidentes’ que criem controvérsias no debate público e extremar atitudes que promovam a ‘colisão’ entre ignorantes de origem portuguesa e complexados de origem,… outra.
    Por isso, por muito que me custe dar conselhos ao andré v., mas pensando no interesse nacional e na paz social, penso que o “chega” deveria abster-se de alimentar este tipo de debate que só vai servir para dar oportunidades de ‘meter a colher’ a todos os que (democraticamente) repudiam a existência de pensamento político do lado oposto ao deles.

  10. Esta joacine é uma nódoa no ambiente politico que ja era sujo e corrupto agora é desclassificado. Já estou a esclarecere que não estou a falar de nódoa por uma questão racial ou de cor, façam me o favor!!

  11. Tanto, o sr. Ventura como a Sra. Joacine, devem ser considerados casos isolados dentro do Hemiciclo, onde nunca deveriam ter-se dado a possibilidade de estar. São por ventura não mais que dois xenófobos de cor diferente. As respectivas ideias Politicas de cada um, não passam de puras provocações que nada de construtivo acrescem aos reais problemas que os Portugueses tem que enfrentar no seu dia a dia. A dita Democracia tem, nestes casos, “as costas largas” para tamanha descarga poluidora, alimentada com o erário Publico. Como se já não basta-se as más Politicas que são conduzidas por os sucessivos Governos. Há Políticos e Pulhiticos, a cada um de nós identificar uns e outros !

  12. EM PRIMEIRO LUGAR, GOSTAVA QUEM COMENTA QUE MOSTRA-SE A CARA, PORQUE COMENTAR SEM DAR A CARA É COBARDIA PURA…E NÃO RESPONSÁVEL POR O QUE COMENTA…
    Fora com essa racista é a deportar para a Guiné, malditos que votaram nessa racista que está no Parlamento apoiar a Guiné e não Portugal.
    BASTA de chamar tudo a Portugal e á nossa bandeira portuguêsa…
    Quer que devolvamos algo á Guiné?
    Pois a Guiné que pague o que Portugal construiu, senão andavam de lanças nas mãos, foi Portugal que ensinou e que lhe deu a lingua portuguêsa…
    E o PAN? Coitado é um coitado…
    Estou a 100% com André Ventura, SOU SOCIALISTA SIM, mas não sou burro, André Ventura continua que voto em ti…
    És o que defende Portugal e contra a corrupção e os ladrões do povo…Em tudo que dizes eu apoio a 100%…Não importa ser de direita o que importa ele está a apoiar os portuguêses para sair deste abismo. EU ACREDITO EM ANDRÉ VENTURA…

    • Fotografia, Bandeira, Malditos os que livremente votaram no partido, o Pan é um coitado, é preciso deportar a racista……enfim o Sr Jaime Jorge Pereira é um homem educado, civilizado e cordato.
      O texto que escreveu é bem demonstrativo da sua capacidade para fazer evoluir o país e o mundo, e perante tais ideias o André Ventura até parece um moderado.
      Cumprimentos

  13. É mas é ingrata, mal educada e racista, com tais discursos só demonstra ódio e inveja, é mais uma incapaz de se integrar na sociedade que a recebeu e a qual não sabe respeitar, será a razão pela qual África irá continuar por muitos anos incapaz de se erguer com gente que em vez de olharem para o futuro se colam ao passado lastimando-se em vez de agirem no bom sentido.

  14. Senhor JS: as ex-colónias, possivelmente, estarão dispostas, “sim senhor, patrão”, a devolver o património português, que terão ido buscar à metrópole. Uma comissão terá de inventariar esse património, para os devidos efeitos. Contudo, o senhor deve ser daqueles que acredita ainda no “Angola é nossa”, portanto, se calhar, o que sugere, é que as ex-colónias devolvam as próprias colónias, não? normalmente consideradas fonte de rendimento das metrópoles. Oh homem, deixa desse estado de negação, “descolonize” a sua mente.

RESPONDER

Jornal Económico e A Bola avançam para regime de lay-off

O Jornal Económico e o desportivo A Bola vão avançar para o regime de lay-off devido a quebras significativas nas vendas e publicidade desencadeadas pela pandemia de covid-19, que já fez mais de 300 vítimas …

Moratória nos créditos à habitação não suspende Seguros (e pode ter que os pagar durante mais tempo)

A suspensão dos pagamentos dos empréstimos do Crédito à Habitação, por parte dos clientes bancários que queiram aderir à moratória aprovada pelo Governo, pode não travar os pagamentos dos Seguros de Vida e Multi-riscos que …

Espanha poderá ser o primeiro país na Europa a avançar com rendimento básico universal

A ministra da Economia espanhola assegurou, este domingo, que o Governo está a trabalhar para aplicar o rendimento básico universal, embora não tenha dado ainda uma data concreta. Em declarações ao canal televisivo laSexta, a ministra …

Presidente revela que não está imune e é contra "descompressão" de medidas em abril

O Presidente da República revelou numa entrevista esta terça-feira divulgada pela Antena 1 que já fez um dos novos testes sorológicos para detetar a presença de anticorpos para o novo coronavírus e não está imunizado. "Depois …

Ministros das finanças procuram entendimento. Itália ameaça consenso de Centeno

Os ministros das Finanças da zona euro voltam a reunir-se esta terça-feira, por videoconferência, com a responsabilidade de chegarem a um compromisso sobre uma resposta comum para minimizar os efeitos da pandemia covid-19, precisando para …

Empresas estão a cobrar às farmácias 150 euros por caixa de máscaras

Empresas, muitas das quais nem sequer são do ramo farmacêutico, estão a cobrar às farmácias 150 euros por uma caixa de máscaras. Antes, eram vendidas por cinco euros. A pandemia de covid-19 levou a que a …

Governo alarga apoios a sócios-gerentes sem trabalhadores

O Governo enviou esta segunda-feira para promulgação pelo Presidente da República um decreto com alterações ao regime de apoio extraordinário dos trabalhadores independentes, estendendo agora os benefícios aos sócios-gerentes sem trabalhadores por conta de outrem. Este …

"Futebol precisa de dar e sofrer porque pode." Anúncio de lay-off do Liverpool gera críticas e um pedido de desculpas

O Liverpool anunciou que ia avançar com um mecanismo do Governo britânico semelhante ao lay-off que está a ser usado em Portugal, para receber apoios para pagar aos funcionários do clube que não são jogadores, …

"Semana D" na Educação. Alunos do 12.º com prioridade no regresso às aulas

O Ministério da Educação, liderado por Tiago Brandão Rodrigues, reúne-se esta terça-feira com os vários representantes da comunidade escolar para discutir como será o 3.º período de aulas numa época de contenção do novo coronavírus. Esta …

Benfica, Sporting e FC Porto querem cortar salários em 50%

Os 'três grandes' do futebol português querem cortar a folha salarial dos jogadores em 50%. Em causa está o controlo dos danos financeiros da pandemia de covid-19. Benfica, Sporting e FC Porto querem reduzir os salários …