/

Livre exige que património das ex-colónias em museus portugueses seja devolvido

6

TIago Petinga / Lusa

O Livre quer que todo o património das ex-colónias, presente em território português, possa ser restituído pelos países de origem de forma a “descolonizar” museus e monumentos estatais.

O partido da papoila quer que o património das ex-colónias portuguesas, que esteja atualmente na posse de museus e arquivos nacionais, possa ser identificado, reclamado e restituído às comunidades de origem, segundo uma proposta de alteração ao Orçamento do Estado para 2020.

A elaboração da lista do património a ser restituído estaria a cargo de um “grupo de trabalho composto por museólogos, curadores e investigadores científicos”.

A medida, assinada pela parlamentar única do Livre, Joacine Katar Moreira, está inserida numa proposta que pretende implementar um programa de “descolonização da cultura” e uma “estratégia nacional para a descolonização do conhecimento”, valores presentes no programa do partido para as legislativas de 2019.

Joacine Katar Moreira sugere também que a criação de uma “comissão multidisciplinar composta por museólogos, curadores, investigadores científicos (história, história da arte, estudos pós-coloniais e decoloniais) e ativistas antirracistas”, escreve.

Esta comissão teria como objetivo “forjar diretivas didáticas para a recontextualização das coleções dos museus e monumentos nacionais” de forma a “estimular uma visão crítica sobre o passado esclavagista colonial, reenquadrando-o e recontextualizando-o à luz das mais recentes investigações académicas”, pode ler-se na proposta.

Para o partido da papoila, tendo em conta o passado colonial português, esta é uma oportunidade para o país de “fazer parte destes debates ao nível institucional” e “escolher ser parte de um movimento que congrega a procura de justiça histórica, ao mesmo tempo que responde às necessidades e desafios do tempo presente”.

O Livre apresentou ao executivo 32 propostas de alteração para o OE2020 e anunciou ontem que 11 dessas propostas têm “sinalização positiva” por parte do executivo.

A proposta do OE2020 foi aprovada em 10 de janeiro na generalidade (votos a favor dos deputados do PS, abstenções de BE, PCP, Verdes, PAN, Livre e três deputados do PSD da Madeira e contra de PSD, CDS-PP, Chega e Iniciativa Liberal) e a votação final global do documento acontecerá em 6 de fevereiro.

  // Lusa

6 Comments

  1. Esta gaja não existe.
    Depois admirem-se que os atrasados mentais dos (proto) nazis ganhem força.
    Ela está a pavimentar-lhes o caminho.

  2. Ora ai está a verdadeira essência do Livre. Vamos devolver tudo o que sacámos nos últimos 500 anos, á semelhança certamente dos restantes paises Europeus que também foram colonizadores, tais como a Inglaterra, a França, a Holanda, Itália e por aí fora.
    Não esquecer as indemnizações ás familias dos escravos por favor.
    E esta gente, em que muitos nem nasceram em Portugal, tem assento no nosso Parlamento.
    Tenham dó e vão mas é fazer algo de produtivo e de útil pelo nosso País, que vos acolheu tão bem.
    Continuem assim, para dar mais força a partidos como o Chega.

  3. O que todos nós deveremos exigir é que parasitas como a Joacine devam ser todos restituídos à procedência e que os bens dos portugueses espoliados “roubados” sejam entregues aos seus verdadeiros donos que na prática fizeram alguma coisa pelo desenvolvimento de África enquanto “eles” os seus chefes com doutrina comunista, nada mais têm feito do que sacar e retroceder, aumentando a miséria do povo africano.

  4. Quando penso que vou ter que pagar com os meus impostos durante quatro Anos este Partideco e esta aberração com assento na A.R em particular. Podem crer que até me enjoa !….. Esta criatura pode-se bem juntar a outros xenófobos que raspam o rabo nas cadeiras da A.R, porque neste caso o Racismo só é diferente na cor da pele. Pessoa asquerosa que mete nojo !…não merece o ar que neste País respira !..Insulta Portugal em todas as ocasiões, portanto reservo-me o direito de a convidar a viajar de volta para a sua Pátria mãe ! Quem não está bem …mude-se!

  5. E para “descolonizar” completamente toca a devolver os bens que os portugueses foram obrigados a lá deixar quando foram corridos pelos racistas negros.~
    Hã?? embora lá trocar???

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.