Miguel Macedo terá favorecido o ex-patrão de Sócrates

António Cotrim / Lusa

O ex-ministro da Administração Interna, Miguel Macedo

O ex-ministro Miguel Macedo foi interrogado durante cerca de seis horas como arguido no caso dos Vistos Gold e ainda vai ter que prestar mais esclarecimentos. Mas, para já, as suspeitas apontam para eventuais favorecimentos a Paulo Lalanda e Castro, o ex-patrão de José Sócrates e arguido com ele na Operação Marquês.

De acordo com o que apurou o jornal Correio da Manhã, “Miguel Macedo é suspeito de ter ajudado o ex-patrão de Sócrates, Lalanda e Castro, num perdão fiscal de um milhão de euros”.

Paulo Lalanda e Castro é o gerente da ILS, a empresa que administra a Octapharma que contratou José Sócrates em 2012 e que surge no meio da investigação da Operação Marquês.

Mas além de arguido no caso que implica também o ex-primeiro-ministro, Lalanda e Castro surge igualmente envolvido na Operação Labirinto que investiga o caso dos Vistos Gold por causa de um contrato assinado por uma das empresas que gere com o Estado líbio.

E no âmbito desta associação de Lalanda e Castro aos líbios surge o envolvimento de Miguel Macedo, que estará “indiciado por favores” ao ex-patrão de Sócrates, conforme aponta o Correio da Manhã.

O ex-ministro da Administração Interna começou a ser ouvido na terça-feira, na qualidade de arguido, estando “indiciado por factos susceptíveis de integrarem os crimes de prevaricação e de tráfico de influência”, conforme nota da PGR.

Miguel Macedo saiu às 21:03 das instalações do Ministério Público na rua Vale do Pereiro, em Lisboa, e vai ser novamente ouvido em “data a designar”, anunciou a PGR.

O inquérito está a ser conduzido pelo Departamento Central de Investigação e Acção Penal.

Em 02 de Julho, a PGR esclareceu que o ex-ministro da Administração Interna seria constituído arguido, quando fosse ouvido no âmbito do processo dos Vistos Gold.

O esclarecimento do gabinete de imprensa da PGR foi dado no mesmo dia em que a Comissão Parlamentar para a Ética, a Cidadania e a Comunicação decidiu levantar a imunidade ao deputado social-democrata Miguel Macedo, ex-ministro da Administração Interna, para que seja ouvido como arguido no caso dos Vistos Gold.

A Operação Labirinto, que envolveu buscas e 11 detenções, a 18 de Novembro de 2014, está relacionada com a aquisição de Vistos Gold e investiga indícios de corrupção activa e passiva, recebimento indevido de vantagem, prevaricação, peculato de uso, abuso de poder e tráfico de influência.

O caso envolve o antigo director do Instituto dos Registos e Notariado António Figueiredo, a ex-secretária-geral do Ministério da Justiça Maria Antónia Anes, o ex-director do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) Jarmela Palos, Jaime Gomes, sócio-gerente da empresa JMF Projects and Business, os funcionários do IRN Paulo Eliseu, Paulo Vieira, José Manuel Gonçalves e Abílio Silva, entre outros.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Todos para a cadeia. Já ontem era tarde. Deve ter gente a cumprir pena por muito menos e sem ter lesado o estado (contribuintes).

RESPONDER

Vanuatu em alerta depois de um corpo com covid-19 ter dado à costa

Vanuatu proibiu viagens de e para a sua principal ilha três dias depois de ter dado à costa um corpo de um pescador filipino, que testou positivo à covid-19. De acordo com a Radio New Zealand, …

Cientistas russos querem criar a primeira vacina comestível contra a covid-19

O Instituto de Medicina Experimental de São Petersburgo, na Rússia, anunciou o seu plano de concluir dentro de um ano os testes pré-clínicos da primeira vacina comestível do mundo contra o novo coronavírus. Em entrevista à …

Em plena crise política, o país mais pobre das Américas ainda não recebeu nenhuma vacina

Numa altura em que a maior parte dos países já têm o processo de vacinação a decorrer, o governo do Haiti ainda não garantiu uma única dose da vacina contra o coronavírus. O país mais pobre …

Afinal, Leonardo da Vinci não esculpiu o busto de Flora

Está terminada a controvérsia que durou mais de cem anos após a aquisição do Busto de Flora em 1909, por Wilhelm von Bode. A datação por radiocarbono revelou, recentemente, que a obra não foi …

Crise climática "implacável" intensificou-se em 2020, diz relatório da ONU

Houve uma intensificação "implacável" da crise climática em 2020, com a queda temporária nas emissões de carbono devido ao confinamento a ter um impacto pouco significativo nas concentrações de gases de efeito de estufa, revelou …

Já se sabe o que causou a misteriosa "tempestade de asma", que vitimou dez pessoas em 2016

Em 2016, na cidade de Melbourne, aconteceu o evento de "tempestade de asma" mais grave do mundo. Os cientistas descobriram agora o culpado. No dia 21 de novembro de 2016, as urgências de um hospital em …

Carlos César reivindica papel do PS na construção da democracia e no combate à corrupção

O presidente do PS defendeu, esta segunda-feira, que se deveu ao seu partido o aprofundamento da democracia e os avanços no combate à corrupção, embora admitindo desvios", "erros" e "omissões num ou outro momento da …

Para eliminar "veneração do Ocidente", China quer retirar livros de Bill Gates e Steve Jobs das listas de leitura

Este mês, as autoridades chinesas ordenaram que os livros "que veneram as ideias ocidentais" e "abraçam todas as coisas estrangeiras" fossem removidos das listas de leitura e das bibliotecas nas escolas primárias e secundárias.  De acordo …

De Ronaldo a Félix. Seleção pode perder oito jogadores com a Superliga

Se a Superliga Europeia avançar, assim como as ameaças da UEFA, a seleção das quinas poderia ficar sem oito jogadores, tendo em conta a última convocatória para os jogos de qualificação para o ​​​​​​​Mundial 2022. A …

Covid-19. Ensaio clínico promove reinfeção de adultos para estudar imunidade

Cientistas da Universidade de Oxford pretendem reinfetar dezenas de pacientes adultos com a covid-19, num estudo que visa perceber os limites da imunidade e os efeitos do novo coronavírus sobre o corpo a partir do …